A ERA DA INSANIDADE

by

25.04

 

 

 

Pois é pessoal.

Nós até tentamos escrever um pouco sobre esporte por aqui, mas está difícil devido aos últimos acontecimentos.

Um santista morreu estupidamente por conflitos entre as famigeradas e impunes torcidas uniformizadas.

Márcio Toledo de Barros, membro da Torcida Jovem do Santos, esperava tranquilamente o ônibus para voltar para sua casa.

Foi atacado covardemente por um grupo rival de são paulinos que o assassinaram com barras de ferro e pedras.

Nem mesmo nos tempos das cavernas temos relatos de atos tão vis e bárbaros.

A situação é totalmente insustentável. Já apontamos soluções e alternativas para que este estado de barbárie não se perpetue.

A polícia e o MP fizeram a sua parte quando prenderam marginais do Vasco e Atlético Paranaense que tocaram o terror em Santa Catarina pela última rodada do campeonato brasileiro de 2013.

Na semana passada, marginais que invadiram o CT do Corinthians foram presos.

Apesar do esforço, as ações ainda não surtem o efeito necessário para deter estes covardes. A justiça solta os brucutus porque não existe uma legislação forte e que puna com rigor esses atos criminosos.

O país necessita de uma legislação penal e civil específica para lidar com este problema. Porém, os projetos estão parados na câmara dos deputados. Um acinte e uma ofensa a todos nós brasileiros nas vésperas de uma Copa do Mundo em território nacional.

No podre governo de Dilma Rousseff os deputados pouco se importam com o cidadão brasileiro. Estamos jogados às traças com um código penal arcaico e totalmente ultrapassado que favorece os bandidos e os corruptos. Veja o quanto custou colocar na cadeia os criminosos do mensalão.

Enquanto isso José Maria Marin e seus seguidores ditam as indolentes regras dentro do futebol nacional. Para eles que se dane o Estatuto do Torcedor e suas leis. Compreensível para quem foi um político da ditadura militar e se julga acima do bem e do mal.

A Copa terá um público totalmente diferente nos estádios pelo alto custo dos ingressos. Porém, passada a competição, os velhos problemas vão continuar e com um detalhe: a maioria dos estádios não terá fosso e nem separações que impeçam a parte marginal da torcida de invadir o campo ou barbarizar o local dos abnegados adversários.

O problema é bem mais grave do que se pensa. A exigência de uma legislação específica para o futebol e um Código Penal mais duro é de importância suprema para o Brasil.

Caso contrário, os atos de violência desmedida continuarão como previmos em postagens anteriores. A sociedade civil e principalmente os jogadores de futebol devem tomar uma atitude enérgica contra esses acéfalos.

O que aconteceu no domingo não foi uma briga de bar. Nem mesmo um encontro entre turmas para ver quem bate mais.

Ocorreu um homicídio comandados por um grupo de covardes. Nada mais, nada menos. Que a polícia encontre esses bandidos e os façam cumprir o rigor da lei. Vestir a camisa de uma torcida não dá aval e nem imunidade para eles.

Eles são assassinos e lugar de homicida é atrás das grades.

2 Respostas to “A ERA DA INSANIDADE”

  1. Lina Says:

    Infelizmente parece que isso ai não tem fim.

  2. Marcelo Abdul Says:

    Enquanto a população continuar a votar nas mesmas porcarias não vai ter fim mesmo brimo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: