SÓ PARA ESCLARECER…

by
Bayer: Campeão do Mundo em 1976

Bayer: Campeão do Mundo em 1976

Este escriba estava dando uma passadinha no site da Fifa e encontrou um artigo bem curioso em relação ao Mundial de Clubes de 2013 que será disputado no final do ano no Marrocos.

Depois da vitória arrebatadora contra o Borussia Dortmund pela Champions League lá está o resumo do europeu time do Bayer de Munique, que participará da disputa em Dezembro.

O texto esclarece muito o que tem sido escrito aqui neste blog há bastante tempo. Mas vamos ler primeiro o que foi colocado antes no site oficial da Fifa.

bayerintercontinental

“Contudo, os bávaros nunca participaram de uma Copa do Mundo da Fifa,…”

O que não deixa de ser verdade, já que este novo formato de torneio foi estabelecido em 2005, com um evento inicial em 2000, cujo modelo não se sustentou.

Mas a frase completa está escrita bem claramente.

“…apesar de terem vencido a extinta Copa Intercontinental em duas ocasiões, nas edições de 1976 e 2001.”

Vamos perguntar novamente aos oficialistas de boteco.

Se a Copa Intercontinental era mesmo um “amistoso” como alguns embusteiros proferem porque essa frase está estampada no site oficial da entidade?

Afinal não era apenas um “joguinho da chave”? Uma partida sem importância?

Como sempre afirmamos em posts anteriores ( Relatório Mundial Interclubes I e II) tudo tem um começo e uma história. A Copa Intercontinental era o único torneio desde 1960 que dava ao vencedor o título de campeão do mundo.

Conquista que era reconhecida no mundo todo e não “apenas no Brasil” como algumas vozes raivosas proferem.

Não dá para eliminar a história. A Copa Intercontinental estará sempre ligada ao atual Mundial de Clubes da Fifa. É impossível dissociar uma coisa da outra. Nem mesmo a entidade maior do futebol faz isso e reconhece o valor do torneio anterior.

É só ver o texto escrito em inglês.

bayerintercontinental2

Pois é…passado…. torneio predecessor, coisas difíceis de engolir para quem adora surrupiar e diminuir a conquista dos outros.

Esclarecido?

Joinha proceis.

joinha

14 Respostas to “SÓ PARA ESCLARECER…”

  1. guina Says:

    Parceiro, se vc mandar esse post para o incauto e parcial Dr. Osmar “Ernest” de Oliveira, o mesmo velhinho, terá um enfarte…..Kkkkkkkkkk e morrerá antes da inauguração do estádio do PT. Abçs..

  2. everson freitas Says:

    ABDUL, JÁ DEIXEI UM COMENTARIO A RESPEITO DESTE ASSUNTO E CONSIDERO O ANTIGO INTERCONTINENTAL COMO MUNDIAL POIS NÃO PODEMOS APAGAR A HISTÓRIA DO FUTEBOL BRASILEIRO, SÓ DISCORDO DE VC EM RELAÇÃO A IMPORTÂNCIA DESTE TORNEIO, O MUNDIAL NA VERDADE SÓ É VALORIZADO PELOS SULAMERICANOS PRINCIPALMENTE OS BRASILEIROS NO MUNDIAL DE 2012 SE NÃO ME ENGANO SÓ FORAM 400 TORCEDORES DO CHELSEA PARA O JAPÃO E OLHA QUE ESTAMOS FALANDO DOS TORCEDORES QUE ESTÃO ENTRE OS MAIS FANÁTICOS DO MUNDO, JOGO DA 6 DIVISÃO INGLESA DÁ MAIS TORCEDOR DO QUE ISTO, OUVI UMA REPORTAGEM NO RÁDIO AONDE TORCEDORES DO CHELSEA ESTAVAM SENDO ENTREVISTADO A RESPEITO DO MUNDIAL E PASMEM ELES CONSIDERAM A COPA DA INGLATERRA MAIS IMPORTANTE QUE O MUNDIAL, EM 1976 NA FINAL DO MUNDIAL CONTRA O CRUZEIRO NO JOGO DE VOLTA MENOS DE 20 MIL TORCEDORES DO BAYER FORAM ASSISTIR O JOGO NO SEU ESTÁDIO É ISTO MESMO ABDUL UM JOGO DECISIVO NA SUA CASA O BAYER COLOCOU MENOS DE 20 MIL TORCEDORES O PRESIDENTE DA ÉPOCA DISSE QUE O TIME ALEMÃO LEVOU PREJUISO FINANCEIRO, OU SEJA TÍTULO QUE OS ALEMÃES CONSIDERAM QUASE SEM NENHUM VALOR E DIGO MAIS, O ATUAL BAYER NÃO ESTA NEN UM POUCO INTERESSADO NA DISPUTA DO PRÓXIMO MUNDIAL POIS OS PRINCIPAIS TITULOS PARA ELES COMO PARA TODOS OS EUROPEUS É A LIGA DOS CAMPEÕES, CAMPEONATO NACIONAL, LIGA EUROPA E RESPECTIVAS COPAS DOS SEUS PAÍSES, RELEGANDO O TORNEIOS TANTO O ANTIGO COMO O NOVO MUNDIAL A TÍTULOS QUASE QUE HONORIFICOS, ESTE FOI UM DOS MOTIVOS ALÉM DA VIOLÊNCIA NA AMÉRICA DO SUL DOS EUROPEUS BOICOTAREM ALGUMAS FINAIS ,FOI AI QUE O MUNDIAL PASSOU A SER UM JOGO SÓ NO JAPÃO, ALIÁS A UEFA FEZ OS TIMES EUROPEUS ASSINAR UMA CLAUSULA OBRIGANDO ELES A JOGAR A FINAL DO MUNDIAL NO JAPÃO, SE NÃO SERIAM DURAMENTE MULTADOS, ESTE FOI O MOTIVO DO BARCELONA DISPUTAR O MUNDIAL DE 1992 POIS A EQUIPE CATALÃ ESTAVA QUERENDO NÃO PARTICIPAR DO TORNEIO, A UEFA POR EXEMPLO ESTÁ QUERENDO BOICOTAR O NOVO FORMATO DO MUNDIAL POR TOMAR MUITO TEMPO DOS TIMES EUROPEUS , ESTES FATOS QUE EU ESTOU DIZENDO TEM COMPROVAÇAO HISTÓRICA E SÓ VC PESQUISAR , ABDUL SOU CORINTIANO E ACREDITO QUE DEVIDO AO NOSSO COMPLEXO DE VIRA LATAS VALORIZAMOS TANTO ESTE TORNEIO ,POIS CONSIDERAMOS OS EUROPEUS O SUPRA SUMO DO MUNDO E VENCE-LOS É O NOSSO SONHO DE CONSUMO, EU CONSIDERO O PAULISTA DE 1977 O BRASILEIRO DE 1990 E A LIBERTADORES DE 2012 MAIS IMPORTANTES DO QUE OS DOIS MUNDIAIS DO CORINTHIANS MESMO O DE 2012 QUE TEVE UM MÉRITO DESPORTIVO MAIOR, ACREDITO QUE ESTE TORNEIO NA VERDADE É A CEREJA DO BOLO E SERVE MAIS PARA TIRAR SARRO DOS ADVERSÁRIOS, E DIGO MAIS QUEM VALORIZOU EM DEMASIA ESTE TORNEIO FORAM OS SÃO PAULINOS QUE SE ACHAM OS MAIORAIS POR TER VENCIDO 3 VEZES UM TORNEIO QUE OS EUROPEUS NÃO ESTÃO NEM AÍ, PARA TRIPUDIAR E MENOSPREZAR OS TORCEDORES RIVAIS PRINCIPALMENTE OS CORINTIANOS, ABDUL COM CONHECIMENTO DE CAUSA QUER TIRAR UM SÃO PAULINO DO SÉRIO E SÓ FALAR QUE OS TITULOS DE 92 E 93 NÃO SÃO MUNDIAIS QUANDO NA VERDADE OS RIVAIS FALAM ISTO DA BOCA PARA FORA POIS ATÉ OS CORINTIANOS RECONHECEM ESTES TÍTULOS MAS FALAM ISTO PARA PROVOCAR, QUANDO OS RIVAIS FALAM QUE O MUNDIAL DE 2000 É TORNEIO DE VERÃO OS CORINTIANOS NÃO TEM A MESMA REAÇÃO POIS NO FUNDO NÃO SOMOS TÃO APEGADOS A NOMECLATURAS OS CORINTIANOS EM GERAL VALORIZA TODAS AS CONQUISTAS É LÓGICO QUE UMAS SÃO MAIS IMPORTANTES DO QUE OUTRAS, MAS ME DESCULPE A SINCERIDADE E A BRINCADEIRA ABDUL MAIS VALORIZAR ESTE QUASE AMISTOSO INTERNACIONAL QUE O CORINTHIANS ACABOU DE GANHAR EM 2012 COMO A ULTIMA BOLACHA DO PACOTE É COISA GERALMENTE DE SÃO PAULINOS UM ABRAÇO.

  3. Marcelo Abdul Says:

    Osmar de Oliveira? Aquele que tem o nome de uma sala do CT do Corinthians? Sem dúvida que vou mandar. A parcialidade sobra por ali…rs.

  4. Marcelo Abdul Says:

    Ai depende Everson. Essa cultura de não valorização do Mundial da Fifa ou o antigo Intercontinental varia de país para país. Na Holanda e na Itália são muitos mais valorizados. Na Espanha e na Inglaterra nem tanto. Os Sul Americanos valorizam e muito e não vejo o menor problema nisso. Afinal de contas os times que venceram esses títulos não ganharam apenas um torneio. Eles haviam vencido seus torneios nacionais e depois continentais. É uma escala de subida. Compreendo que muitos corintianos deem mais valor ao título paulista de 1977 e do Brasileiro de 1990 do que os Mundiais de 2000 e 2012. Mas essa importância varia de torcida para a torcida. Se você perguntar para qualquer são paulino o título da Libertadores de 1992 e o Intercontinental do mesmo ano tem o mesmo valor. Isso depende muito das dificuldades e das circunstâncias do jogo. Para um gremista também a história é semelhante. Para um flamenguista também. Concordo que para alguns países é a “cereja do bolo”. Uma espécie de confirmação de supremacia. Porém para outros é um exemplo de força, raça e superação. Se o Corinthians tivesse vencido o Barcelona do Messi em 2011 será que sua afirmação seria essa? Se o Atlético Mineiro for para a final em Rabat e vencer o Bayer de Munique não será um dos maiores jogos da história do Galo? O primeiro time de Minas a se tornar campeão mundial não é um fato relevante? O Estrela Vermelha de Belgrado não é uma das equipes mais proeminentes da Europa, mas eles comemoraram muito o título mundial em 1991. Como afirmei antes isso varia de nação para nação. Não acredito que tenhamos um chamado “complexo de vira latas”, mas sim de orgulho do que fazemos mesmo sendo um país com grandes dificuldades financeiras. É melhor ter um suposto “complexo” desses do que uma arrogância blasé. Muitos times da Europa não pensam assim. E colocam os Mundiais como títulos muito importantes e que confirmaram a supremacia de grandes equipes na história do futebol mundial.

  5. Diógenes Says:

    WIKIPÉDIA – A ENCICLOPÉDIA LIVRE
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_Intercontinental

    25.10.2012

    “No site da FIFA, a Copa Europeia Sul-Americana recebe menção nas páginas Classic Football/Clubs (Futebol Clássico/Clubes). Estas páginas, contudo, não representam a posição oficial da entidade: […] A Copa Europeia Sul-Americana é também citada em algumas edições da revista da FIFA, a FIFA World. [260] A revista, contudo, não representa a posição oficial da FIFA, conforme afirmado na última página de cada edição da revista: […].”

    “No texto O Futebol Saiu Ganhando (original em inglês: Barcelona Belatedly Ruled the World), de 19 de dezembro de 2009, a FIFA se referiu à Copa Europeia Sul-Americana como precursora de sua Copa do Mundo de Clubes, porém sem tratá-la como Mundial ou como uma Copa do Mundo de Clubes. [280].”

    “A FIFA não possui um ranking de clubes [262], assim não é possível saber qual “valor” a FIFA atribui à Copa Europeia Sul-Americana em relação à Copa do Mundo de Clubes da FIFA.”

    “Porém, em 17 de dezembro de 2006, a FIFA deixou claro que o primeiro campeão mundial reconhecido pela mesma é o Sport Club Corinthians Paulista, não considerando a Copa Europeia Sul-Americana como mundial, mas sim como intercontinental. [283] [284]”

    “[…[ a FIFA reverteu sua posição anterior de abril/2007 sobre a Copa Rio e não considerou a Copa Europeia Sul-Americana como Mundial, declarando novamente, como em dezembro de 2006, que o primeiro mundial de clubes foi realizado em 2000, no Brasil, e vencido pelo Sport Club Corinthians Paulista, declarando também que as competições intercontinentais de anos passados, como a Copa Rio nos anos 1950 (e por óbvio também a Copa Europeia Sul-Americana, já que foi criada em 1960, antes de 2000) foram intercontinentais (ou seja, não foram mundiais) e não foram eventos da FIFA, sendo o Corinthians o primeiro clube campeão mundial […]”

    “Segundo um documento oficial da FIFA, [296] o Comitê Executivo da FIFA é a segunda instância de maior importância na estrutura da FIFA, abaixo apenas do Congresso da entidade e acima dos demais órgãos da entidade [297] (a Copa Europeia Sul-Americana não foi tema tratado em nenhum Congresso da FIFA, e assim o Comitê Executivo da FIFA foi a instância mais elevada da entidade a ter se pronunciado sobre competições intercontinentais, decidindo não reconhecer oficialmente como mundiais as competições que não foram organizadas pela FIFA). O Comitê Executivo da FIFA é, segundo a FIFA, o único órgão da entidade com poder para decidir sobre o reconhecimento oficial de competições. [298]”

    “Em 12 de dezembro de 2011, a FIFA organizou no Japão uma exposição na qual confirmou o Corinthians como sendo o primeiro clube campeão mundial. [299]”

    “Em 22 de dezembro de 2011, a FIFA publicou o documento estatístico oficial da Copa do Mundo de Clubes da FIFA, FIFA Club World Cup Post Event Statistical Kit. De todas as publicações do site da FIFA que mencionam a Copa Europeia Sul-Americana, apenas o FIFA Club World Cup Post Event Statistical Kit é listado no site da FIFA como um documento oficial da entidade. [304][305] Este documento afirma que a Copa Europeia Sul-Americana (chamada neste documento de Intercontinental Cup e Toyota Cup) fundiu-se, integrou-se ou incorporou-se (merged) em 2005 à Copa do Mundo de Clubes da FIFA, mostra os resultados da Copa Europeia Sul-Americana, ressalta que a Copa Europeia Sul-Americana era um torneio endossado por UEFA e CONMEBOL (Intercontinental Cup was a competition endorsed by UEFA and CONMEBOL), porém não trata a Copa Europeia Sul-Americana nem como Mundial nem como Copa do Mundo de Clubes nem como competição da FIFA. O mesmo documento ressalta que apenas as competições de clubes realizadas pela FIFA em 2000 e a partir de 2005 são competições da FIFA, e trata apenas estas como Club World Cup, ou seja, Copa do Mundo de Clubes ou Mundial de Clubes (The first FIFA Club World Cup was held in 2000 in Brazil; In 2005 the Toyota Cup merged with the FIFA Club World Cup. This competition has since then been played under the auspices of FIFA). Neste documento, a FIFA não utiliza a palavra world (mundo; mundial) no que diz respeito à Copa Europeia Sul-Americana. [306]”

    “[…[ Outra evidência de que mexicanos não concordariam em aceitar como Mundial uma competição que nunca lhes deu nenhuma chance de participação (no caso, a Copa Europeia Sul-Americana) é o entusiasmo que houve no país com a participação do mexicano Necaxa na edição inaugural da Copa do Mundo de Clubes da FIFA, disputada em 2000. O jornal mexicano El Informador deu grande destaque à participação do Necaxa naquele certame, ao longo de várias edições do jornal. [75] A edição de 12 de janeiro de 2000 deste jornal comentou a eliminação do Necaxa naquele mundial após derrota para o Vasco da Gama, chamando aquela competição de o “1º Mundial de Clubes”, e escrevendo “Acabou-se o sonho do Necaxa”. […] “O mesmo jornal, em sua edições de 23 e 24 de dezembro de 1999, novamente trata o Mundial FIFA 2000 como o “1º campeonato mundial de clubes”, e comentando o relançamento do mundial de clubes da FIFA em 2005, em sua edição de 31/julho/2005, novamente trata apenas o certame da FIFA como mundial, tratando a Copa Europeia Sul-Americana como Intercontinental.”

    “Os textos Goodbye Toyota Cup, hello FIFA Club World Championship (10/dez/2004), We are The Champions (01/dez/2005), O Futebol saiu Ganhando/Barcelona Belatedly Ruled The World (19/dez/2009), São Paulo leva o tri mundial (original em inglês: High Drama in Yokohama, de 22/dez/2005), Ten tips on the planet’s top club tournament (28/jul/2005), Japan welcomes the world with open arms (28/jul/2005), Continental champions prepare for Tokyo draw (28/jul/2005) (e as traduções destes textos em outras línguas), entre outros textos, são produções do News Centre, o Centro de Notícias da FIFA, [281] que produz textos como entrevistas, notícias sobre campeonatos nacionais, notícias sobre jogadores, sobre técnicos, etc, entre outros textos de temática não-oficial à FIFA. Estes textos não são listados no site da FIFA como documentos oficiais da entidade, e não há nenhuma indicação, pela FIFA, de que o conteúdo destes textos (produzidos pelo centro de notícias da FIFA) tenha passado pelo crivo prévio do Comitê Executivo da entidade. [282].

    Porém, em 17 de dezembro de 2006, a FIFA deixou claro que o primeiro campeão mundial reconhecido pela mesma é o Sport Club Corinthians Paulista, não considerando a Copa Europeia Sul-Americana como mundial, mas sim como intercontinental. [283] [284].”

    “Sobre os asiáticos, em 1967 o presidente da FIFA Stanley Rous declarou que a Confederação Asiática de Futebol, assim como a Concacaf, solicitava a chance de participar da Copa Intercontinental de clubes (a Copa Europeia Sul-Americana). [78] A Ásia teve as primeiras edições do seu título continental de clubes de 1967 a 1971, porém o torneio foi a partir daí descontinuado até a temporada 1985/86, quando a Confederação Asiática de Futebol passou a ter sua competição continental de clubes regularmente; porém, a Ásia não foi nunca inserida na Copa Europeia Sul-Americana. [79] No site da Associação de Futebol Japonesa, a JFA (associação de futebol do país-sede da competição de 1981 a 2004), a Copa Europeia Sul-Americana e a Copa do Mundo de Clubes da FIFA são ambas citadas como marcos da história do esporte no Japão; entretanto, são citadas de forma diferenciada, e a Copa Europeia Sul-Americana não é tratada como Mundial no site da JFA: nem como Mundial de Clubes, nem como Copa do Mundo de Clubes, nem como equiparável à Copa do Mundo de Clubes da FIFA. [80] (obs: no futebol asiático de clubes, o Japão está em segundo, no que diz respeito a número de títulos na Copa dos Campeões da Ásia, superado apenas pela Coréia do Sul). Na Coréia do Sul, o jornal Korea Times (jornal coreano com versão on-line em inglês) também tratou a Copa Europeia Sul-Americana como intercontinental e como “precursora” (forerunner) da Copa do Mundo de Clubes da FIFA, porém sem tratar a Copa Europeia Sul-Americana como mundial. [81] [82] [83] O site da empresa japonesa Toyota, organizadora e patrocinadora que “salvou” a Copa Europeia Sul-Americana da extinção em 1980, trata a Copa Europeia Sul-Americana e a Copa do Mundo de Clubes da FIFA de forma diferenciada. Sobre a Copa Europeia Sul-Americana, a Toyota afirma ser esta uma precursora da Copa do Mundo de Clubes da FIFA (forerunner), mas não trata a Copa Europeia Sul-Americana nem como um Mundial nem como uma Copa do Mundo de Clubes, mas sim como competição que indicava o campeão de Europa e América do Sul (Toyota first began sponsoring the competition that determines the winning team from Europe and South America). Sobre a Copa do Mundo de Clubes da FIFA, a Toyota afirma que a competição indica o número 1 do mundo: the tournament grew from one in which the winning team is determined from amongst the European and South American teams, to the FIFA Club World Championship TOYOTA Cup Japan 2005, in which the leading teams from six continents compete for the world’s number one position. [84] Cabe destacar que a Toyota é uma empresa, não uma entidade oficial do futebol, e por isso não pode dar caráter oficial a competições de futebol.”

    “A Copa Europeia Sul-Americana foi extinta em 2004, substituída no ano seguinte pela segunda edição da Copa do Mundo de Clubes da FIFA, competição que havia tido sua primeira edição em 2000 no Brasil.

    Apenas em 2000, seria criada pela FIFA a Copa do Mundo de Clubes da FIFA, a primeira competição de futebol a dar oportunidade de participação a todos os clubes do mundo (via títulos continentais de todas as 6 federações continentais associadas à FIFA), ou seja, os clubes de Europa, Ásia, África, Oceania, América do Sul e da área da CONCACAF. [62].”

    “A posição da UEFA e da Conmebol sobre a competição

    Os sites das organizadoras originais da Copa Europeia Sul-Americana, UEFA e CONMEBOL, confirmam que ambas endossaram a Copa Europeia Sul-Americana, afirmam que a competição foi continuada pela Copa do Mundo de Clubes da FIFA, mas não tratam a Copa Europeia Sul-Americana nem como Mundial nem como Copa do Mundo de Clubes. [241] [242] [243] Segundo a UEFA, na revista UEFA Direct [244], a primeira competição global de clubes foi realizada em 2000: Ever since the early 1960s, the competition had attracted the interest of other continents, initially North and Central America, whose confederation (CONCACAF) had asked, unsuccessfully, to participate. Its expansion came much later, when FIFA, which had refused to authorise the competition in the 1960s, decided to give it a global dimension in order to reflect the growing popularity and development of football in the other continents. The first global tournament was held in Brazil in 2000, but it was not really until 2005 that the current Club World Cup took off as the successor to the European/South America Cup. [245].”

    “Porém, em 15 de dezembro de 2007, através do informe à imprensa (media release) Approval for Refereeing Assistance Programme and upper altitude limit for FIFA competitions, a FIFA reverteu sua posição anterior de abril/2007 sobre a Copa Rio e não considerou a Copa Europeia Sul-Americana como Mundial, declarando novamente, como em dezembro de 2006, que o primeiro mundial de clubes foi realizado em 2000, no Brasil, e vencido pelo Sport Club Corinthians Paulista, declarando também que as competições intercontinentais de anos passados, como a Copa Rio nos anos 1950 (e por óbvio também a Copa Europeia Sul-Americana, já que foi criada em 1960, antes de 2000) foram intercontinentais (ou seja, não foram mundiais) e não foram eventos da FIFA, sendo o Corinthians o primeiro clube campeão mundial perante a FIFA (the very first FIFA club world champions), afirmando que esta decisão do Comitê Executivo era definitiva[294]: With respect to the history of the FIFA Club World Cup and intercontinental club competitions in years gone by, such as the Copa Rio in the 1950s, the FIFA Executive Committee endorsed the view that the first edition of this competition was held in 2000 in Brazil where Corinthians became the very first FIFA club world champions. Other tournaments are not considered official FIFA events. [295] Segundo este informe à imprensa, esta decisão foi tomada pelo Comitê Executivo da FIFA. Segundo um documento oficial da FIFA, [296] o Comitê Executivo da FIFA é a segunda instância de maior importância na estrutura da FIFA, abaixo apenas do Congresso da entidade e acima dos demais órgãos da entidade [297] (a Copa Europeia Sul-Americana não foi tema tratado em nenhum Congresso da FIFA, e assim o Comitê Executivo da FIFA foi a instância mais elevada da entidade a ter se pronunciado sobre competições intercontinentais, decidindo não reconhecer oficialmente como mundiais as competições que não foram organizadas pela FIFA). O Comitê Executivo da FIFA é, segundo a FIFA, o único órgão da entidade com poder para decidir sobre o reconhecimento oficial de competições. [298].”

    “Em 12 de dezembro de 2011, a FIFA organizou no Japão uma exposição na qual confirmou o Corinthians como sendo o primeiro clube campeão mundial. [299]

    Em setembro de 2012, no sorteio dos jogos da Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2012, a FIFA voltou a confirmar o Corinthians como o primeiro clube campeão mundial. Segundo o jornal Lance!, e conforme mostrado em vídeo no site da entidade, o presidente da FIFA Joseph Blatter disse, neste sorteio: “Começamos no ano de 2000. Tivemos uma passagem e nossa abordagem lógica é que tem de haver uma competição de clubes na qual participem todas as seis confederações da Fifa.” [300] – ou seja, para a FIFA, a Copa Europeia Sul-Americana e os demais torneios bicontinentais (Copa Interamericana, Copa Afro-Asiática) não seriam abordagens lógicas perante a entidade. Observa-se que esta declaração de Blatter está de acordo com a história da FIFA desde a criação de sua primeira competição, a Copa do Mundo (de seleções nacionais) criada em 1930, pois desde 1930 todos os países filiados à FIFA têm o direito de participar das Eliminatórias da Copa do Mundo, caso desejem participar, independentemente de qual continente façam parte. [301] Ou seja, a FIFA tem para os clubes campeões continentais, em relação à sua Copa do Mundo de Clubes, a mesma postura que tem desde 1930 para as seleções nacionais filiadas, em relação às Eliminatórias da Copa do Mundo de seleções. Neste sorteio, diretor de competições da FIFA, Mustapha Fahmy, em seu discurso lembrou que o Chelsea busca “ser o segundo time inglês a vencer o Mundial” – lembrando que o Manchester United venceu o torneio em 2008 -, além de lembrar que o Corinthians “foi o primeiro vencedor da Copa do Mundo de Clubes da Fifa em 2000, no Brasil”. Ao lembrar que o Chelsea busca ser o segundo time inglês a vencer o Mundial, Fahmy citou como mundial apenas a Copa do Mundo de Clubes de 2008 (vencida pelo Manchester United), mas não citou a Copa Europeia Sul-Americana de 1999 (vencida também pelo Manchester United). [302] [303].”

  6. Marcelo Abdul Says:

    O Wikipedia apesar de ser uma boa fonte de pesquisa não é um objeto confiável pois pode ser manipulado. No caso, o Wikipedia brasileiro claramente se preocupa mais em desqualificar a Copa Intercontinental do que escrever sobre a verdadeira história do torneio. Altamente suspeito e muito parcial. Em outras línguas a história é bastante diferente. A informação do Wikipedia pode ser escrita por qualquer um.

    http://it.wikipedia.org/wiki/Coppa_Intercontinentale

    http://es.wikipedia.org/wiki/Copa_Intercontinental

    http://fr.wikipedia.org/wiki/Coupe_intercontinentale

    http://de.wikipedia.org/wiki/Weltpokal_%28Vereinsfu%C3%9Fball%29

    A diferença de texto é clara e já desmonta a “confiabilidade” do wikipedia pois diversas teorias podem ser formuladas sobre o mesmo assunto. A que está em português não cita nada sobre as curiosidades do torneio. Só tenta se preocupar em não chamar o torneio de “Mundial” e a sua falta de “oficialidade”, quando no mundo todo a história é diferente.

    “La Copa Intercontinental o Copa Europea-Sudamericana (en. Intercontinental Cup o European/South American Cup, respectivamente) fue una competición internacional de clubes de fútbol que enfrentaba anualmente al campeón de la Liga de Campeones de la UEFA con el vencedor de la Copa Libertadores de América de la CONMEBOL. Desde su creación en 1960 fue considerada la competición internacional de clubes con mayor jerarquía a nivel mundial, por lo que el equipo que lograba conquistarla era reconocido de facto con el título honorífico de “campeón del mundo”.

    ops…desculpa aí…

    A pergunta continua. Se era um “amistoso” por que o torneio é citado no resumo oficial do seu Mundial como uma conquista importante?

  7. Antonio Carlos de Carvalho Says:

    Preciso elencar alguns absurdos que o blogueiro comete aqui. Marcelo Abdul é extremanente falacioso. Ele cria premissas falsas para justificar o seu são paulinismo aliado ao seu anticorintianismo exacerbado! E provo essa falsidade. Primeira premissa falsona e fajutona: para justificar a inclusão dos clubes da CONCACAF, África e demais Confederações na Copa Intercontinental tornando-a uma Mundial, ele cria a falácia de que primeiro você deve ter condições de comparar os clubes de todas as Confederações e só quando eles estiverem
    no mesmo nível técnico, é que você poderá “exigir” a inclusão deles num Mundial. Mentira, pois não existe nenhuma obrigação e nem é condição a igualdade de nível entre os clubes para que estes participem de um mesmo campeonato.

    Aliás, como qualquer Jão sabe, em nenhum campeonato do mundo todos os participantes tem o mesmo nível. Portanto, esta sua premissa, Abdul, é FALSA! Logo, a sua conclusão de que a Copa Intercontinental sem os clubes fora do eixo América do
    Sul/Europa é Mundial legítimo é tão falsa quanto a sua premissa. É a falácia da pergunta carregada!
    É só verificar a sua afirmação: “Você comparar os times do América do México e UNAM com o Real Madrid e outros grandes times da América do Sul é um argumento meio sem pé nem cabeça.”

    Além do mais, você mente quando diz que alguém está afirmando que os clubes europeus e sulamericanos tem o mesmo nível técnico que os das demais confederações. Nem eu e nem ninguém neste seu blog jamais afirmou isso. Só pra passar uma maionese para você engulir, eu afirmo que o Paulista, a Libertadores, Copa do Brasil, Brasileiro, o Mundial FIFA, nem mesmo a Copa Intercontinental/Toyota, nem o campeonato de peteca tailandês, nenhum campeonato do Mundo teve ou tem todos os clubes com o mesmo nível técnico. Falácia, Abdul, falácia.

    A sua falácia continua ao afirmar que alguém teria dito que a Copa Interamericana tem o mesmo status que a Copa
    Euro/Sulamericana. Pare de colocar palavras nos dedos das pessoas. Não interessa se um campeonato é mais famoso ou de maior visibilidade que o outro. O que as pessoas disseram aqui foi que um clube vencedor da Copa Interamericana venceu, eliminou, bateu, ganhou do campeão da Libertadores.
    Fato. E pior, pra não dizer que foi zebra, foram 3 jogos, com 2 vitórias do América do México contra 1 do Boca. Não interessa que somente 4 clubes da CONCACAF ganharam a Interamericana. Interessa que se o representante da América fosse indicado na Interamericana, quem teria enfrentado o Borussia na Copa Euro/Sulamericana teria sido o América. E ele pleiteou essa vaga. Aliás, Borussia que sequer tinha sido campeão europeu. Ou seja, o “campeão mundial” de 1977 foi um clube derrotado (Boca) por alguém que jamais poderia tê-lo feito (América/MEX), pois segundo alguns enganadores, entre aspas, “só existia futebol na América do Sul e Europa” e que venceu outro que sequer era campeão continental (Borussia).

    Outra coisa que você, Marcelo Abdul, finge que não entende é que ao falar do Rio-SP e da Copa Euro/Sulamericana, o Fábio não quis dizer que os 2 torneios são continentais, ou que os 2 tiveram a mesma dificuldade, ou que os tem a mesma importância. Claramente ele quis dizer somente o óbvio: que o Rio-SP, era o campeonato mais “importante” da época, pois os SP e RJ eram os estados em que o nível técnico era maior no Brasil, assim como os clubes da América do Sul e da Europa, e que ninguém poderia afirmar que o Rio-SP, por este motivo, era “considerado um Brasileiro, pois quando a CBD incluiu clubes de outros estados, tanto na Taça Brasil como no Roberto Gomes Pedrosa, os clubes carioca e paulistas não confirmaram esta supremacia ao longo do tempo em 100% dos campeonatos, pois vários clubes não paulistas nem cariocas venceram a Taça Brasil, e posteriormente o Brasileiro. O mesmo ocorreu na Copa do Brasil. Aliás, foi só misturar clubes de outros estados e um nordestino acabou campeão. Aliás, o primeiro campeão de um campeonato nacional foi o Bahia. Aposto que os “entendidos” da época achavam que os campeões seriam sempre um paulista ou um carioca.

    O mesmo raciocínio se estende à Copa Euro/Sulamericana. Não é verdade que o campeão ou os finalistas do mundial com “todos os continentes” seria sempre europeu ou sulamericano, ou europeu contra sulamericano, mesmo por que no Mundial (FIFA) não foram. É fato. Assim que li o comentário do Fábio, eu entendi de primeira o que ele quis dizer, e por que você não? Por que você teima em distorcer os comentários das pessoas?
    Veja esta frase sua: “Você próprio se contradiz nessa sua “explicação”. Disputa entre dois continentes é o que? Rio-São Paulo? Rsssss.” Quem foi que disse, sugeriu, deixou nas
    entrelinhas ou subentendido isso? Ninguém, cara. É um delírio da sua parte. Que forçação de barra, cara!

    Pra piorar, Abdul, você já chegou às raias da mentira pura e simples. Veja: “Na final todos esperam uma espécie de final do “Intercontinental” como nos velhos tempos, por coincidência no
    Japão”. Então, o que ajuda a confirmar a Copa Euro/Sulamericana como “Mundial” é o fato de continuar a ser no Japão? De jeito nenhum. Mesmo que fosse sempre no Japão, isso não daria status nenhum de Mundial à Copa Euro/Sulamericana, mas o pior é que isso é mentira: O Mundial da FIFA é itinerante, disputado a cada 2 anos em um país. Pela sua tese abjeta, o campeão de 2013, por ser no Marrocos, não será campeão mundial. Aí, você, caindo na real, afirmou “Hoje o torneio vai se tornar itinerante. Acho isso ótimo. O mundial evoluiu.”. Não, cara, o Mundial não será itinerante a partir de 2012, já é desde o Mundial em Dubai em 2009. Sua afirmação está dissociada da realidade! Fato.

    Outra afirmação que demonstra a pobreza de argumentos é a de que se um mesmo patrocinador financia 2 campeonatos, então os 2 campeonatos são iguais, apenas e tão somente por esse fato, é infantil. Um torneio com 2 clubes de 2 continentes diferentes é idêntico a um com um clube de cada continente (confederação) apenas e tão somente por que a Toyota o patrocina? Seguindo o seu raciocício, Abdul, sou obrigado a concluir que a Libertadores não é mais campeonato sulamericano de clubes pois a Conmebol trocou de patrocinadora (Bridgestone pela Toyota).

    Além de tudo o que já DEMONSTREI sobre a turbidez de seus argumentos, o erro mais furreca de todos é a mais pura e cristalina contradição: 1) “Tenho algumas ressalvas, mas acho muito legal que todos os times campeões dos continentes participem hoje.Isso já deveria ter feito há muito tempo.”, 2) “Sim, eu concordo que não se deve deixar de fora nenhum continente no Mundial da Fifa HOJE em dia. Em outros tempos as coisas eram diferentes.” Como em filosofia uma coisa não pode ser e não ser ao mesmo tempo, pergunto: Os clubes campeões dos continentes deveriam ter sido incluídos “há muito tempo” ou apenas “hoje”? Tente argumentar que isto não é uma contradição. Hehehehe.

    Entre tantos absurdos, Abdul, você poderia tentar explicar pros internautas o que significa esta frase “perolesca” de algo que você atribiu a mim? “Não sou eu que tento justificar uma teoria usando um exemplo familiar”?.

  8. Marcelo Abdul Says:

    Já chega! Por mais que se use argumentos plausíveis e exemplos bem claros o sr. Antônio Carlos de Carvalho insiste em não responder e nem ao menos tentar explicar todas as respostas para os seus pífios argumentos.

    Em primeiro lugar nunca criei premissas falsas e este blogueiro por mais são paulino que seja NUNCA optou por um anticorintianismo exarcebado. Isso é mentira de sua parte. Você distorce os fatos e tenta inutilmente atribuir a mim algo que não existe.

    Anticorintiano? Sou eu mesmo o falacioso? O senhor é um piadista de péssimo nível. De fazer inveja a qualquer stand up comedy vagabundo de esquina.

    Este blog sempre teve como premissa respeitar todos os clubes de futebol, mas também criticar todas as coisas erradas que ocorrem no mundo do esporte.

    Já dirigi críticas ao Corinthians sim como também ao clube pelo qual torço, assim como elogios. Exemplifique alguma postagem em que fiz galhofa contra o seu clube. Aqui se criticou sempre a cartolagem e nunca o time de futebol. Nunca o blog cometeu qualquer desatino ou se incentivou a violência com apelidos como “Bambi, Galinhas, Porcos ou Sardinhas”. Sempre se tentou aqui evidenciar o mérito pelo futebol e não por um pseudo clubismo idiota e que você pateticamente tenta carimbar por aqui. Caso não saiba isso é um blog que escreve sobre esportes e outros assuntos. Não apenas para detonar um jogador ou um time em especial.

    Em segundo lugar sempre afirmamos aqui que o Corinthians é campeão mundial de 2000 sim como também o Boca Juniors, que na opinião desse blogueiro teve muito mais méritos de ter essa alcunha do que o Corinthians. Qual o problema? Não é apenas a minha opinião. Veja o que a imprensa esportiva e da própria Argentina pensa sobre o assunto. Não respeita o direito de outras pessoas de ter opinião? Sinto muito.

    Além disso demos provas e mais provas (jornalísticas inclusive) de que a Copa Intercontinental dava ao seu campeão o direito legítimo de ser chamado de campeão do mundo. Não apenas do Brasil, mas como no mundo. Já colocamos aqui exemplos e exemplos inclusive no site da Fifa, que desmoronam essa aura de “oficialidade” de que alguns sempre tentam impor como um veneno mal feito.

    Portanto a premissa não é falsa. Ela é aceita por diversos veículos da imprensa nacional e mundial. A Globo está errada? A Placar está errada? A Folha de São Paulo e o Estadão estão errados?

    Mas somente o genial e nobre internauta tem razão. O que se fazer? Rir. Nada mais.

    E ainda você afirma que meu são paulinismo é responsável pelos posts aqui? Ah! Ah! Ah!

    Mesmo que meu time nunca tivesse ganho a Copa Intercontinental minha opinião seria exatamente a mesma. Se deve respeitar a história do futebol.

    A Copa do Mundo não começou com todos os continentes. Aliás demorou um bom tempo para isso acontecer. Saiba que até hoje a Fifa não dá uma vaga direta para a Oceania. Então podemos supor de que a Copa do Mundo não é um Mundial verdadeiro porque nem todos os continentes são representados?

    Pura balela!

    O Mundial de Clubes teve uma origem como a própria Fifa afirma ao chamar o Intercontinental de torneio predecessor. E o senhor ainda afirma porcamente que não houve continuidade? Quando a própria Fifa argumenta isso?

    Sim, o torneio se tornou itnerante em 2009, mas onde foi que ele começou em 2005? Na Polinésia? Começou no Japão e assim ficou por 4 anos. E o patrocinador? E o jogo do final do ano? E a chave do carro? E os resumos de todos os Mundiais da Fifa em seu site em que a Copa Intercontinental é SEMPRE CITADA? (Mais uma vez este ano como o post citou)

    E quando eu disse aqui de que o fato do torneio ser itnerante não dá ao campeão o título mundial? Mentira! Nunca questionei a legitimidade do Mundial da Fifa.

    Quanto ao seu último e absurdo argumento a resposta é bem simples. Sim, o Mundial da Fifa deveria ter sido criado há muito tempo. Mas não foi. O que havia então? A Copa Intercontinental. A própria entidade admite isso. Isso é contradição? Rsss. Sinto muito, mas essa tentativa de me “pegar” passou longe.

    Você distorce porcamente os fatos. A questão do patrocinador está ligada com a fusão dos dois torneios em 2005. Ou você acha que o patrocínio da Toyota é apenas uma “mera coincidência”? Você tentar ligar isso aos patrocínios da Libertadores é um argumento vazio desprovido de razão e carregado de pura paixão clubística.

    Agora vamos aos fatos.

    Todos os seus argumentos e as suas “bíblias” , por mais absurdas que podiam parecer sempre foram aprovados. Mas sempre se deu a impressão obscura de desmoralizar as conquistas dos clubes brasileiros em prol do seu Corinthians, “o único bicampeão Mundial brasileiro”.

    Quando o primeiro campeão mundial brasileiro legítimo sempre foi e sempre será o Santos Futebol Clube, assim como Flamengo, Grêmio e São Paulo também foram campeões mundiais interclubes. Assim como Milan, Internazionale, Penarol, Nacional, Real Madrid…

    Note que apenas não inclui o clube pelo qual torço nesses posts, mas vários outros times que fizeram história no futebol mundial.

    Os dois posts sobre a Copa Intercontinental foram feitos para mostrar ao público e aos leitores que existiu futebol antes do ano 2000 e de desmistificar toda essa aura oficialista que os boçais agora querem tanto nos impor esquecendo-se que nada começa do zero como num passe de mágica.

    Toda a sua “patrulha” a cada postagem sobre o assunto e seus extensos e entediantes comentários são uma prova irrefutável de que o senhor não prima pela excelência do futebol em si. Apenas distorce os fatos pelo clube pelo qual torce. Não vi nenhum outro comentário seu que não fosse sobre o Corinthians em vários outros posts do blog. Ah sim, teve um na postagem sobre o Neymar em que o internauta (adivinha) tenta minimizar o futebol do atleta.

    Portanto, me acusar de “são paulinismo” e “anticorintianismo” é uma piada de extremo mau gosto. Me chamar de falacioso, mentiroso e clubístico é um fato mais patético quando o próprio internauta tem um blog que faz fortes criticas ao goleiro Rogério Ceni. Uma contradição. Uma ode a hipocrisia.

    Você já emitiu várias vezes a sua opinião sobre o assunto. Caiu na redundância. Já está partindo para um nível menos nobre.

    Portanto Sr. Antônio Carlos de Carvalho é o seu último comentário por aqui.

    Seja feliz.

    Boa sorte.

  9. Edilson Lira Says:

    Eis o Taiti e o futebol da OCEANIA!
    Pra ser campeão mundial é preciso disputar um torneio onde esteja presente esta “sensacional” escola do futebol mundial… é preciso superá-los!
    Eis o grande futebol da Oceania e suas maravilhas táticas e técnicas que até agora revelam números maravilhosos na Copa das Confederações: 1 gol feito e 16 SOFRIDOS!!!
    Se não tem o grande desafio de encarar o futebol da Oceania e seu celeiro de craques, o título não é válido!!

    ***Enquanto isso eu fico cada segundo mais abismado com esse tipo de piada!!!

  10. Marcelo Abdul Says:

    Pois é Edilson. Nada contra o futebol da Oceania mas eles ainda tem muito o que evoluir em matéria de futebol. O que não pode é contextualizar o esporte do passado e desmerecê-lo como se o Auckland City pudesse competir com o Santo de Pelé nos anos 60. Outra, o futebol naquela época era outro. Como foi dito aqui muitos países só profissionalizam o seu futebol nos ANOS NOVENTA. Portanto essa tese de que “não é mundial” porque não houve competição entre todos os continentes é uma furada. Como vemos, o Taiti é formado na sua maioria por atletas amadores. Imagine nas décadas passadas.

  11. everson freitas Says:

    ABDUL ACHO QUE VC NÃO DEVE DESCARTAR OS COMENTÁRIOS DO ANTONIO CARLOS DE CARVALHO POIS ESTE BLOG É ABERTO PARA OUTRAS OPINIÕES, EMBORA O BLOG SEJA SEU SE VC FIZER ISTO PERDERÁ O SEU CONTEUDO DEMOCRÁTICO E VC SÓ ATRAIRA PESSOAS QUE PENSAM COMO VC

  12. Marcelo Abdul Says:

    Sim, é aberto a outros opiniões desde que seja feita de maneira sensata. O internauta citado já escreveu tudo o que tinha para falar sobre o assunto. Não vou retirar as postagens dele. Já estava virando trolagem, caindo na redundância e com provocações infundadas. Quando começa a ficar assim é melhor parar. Ele não foi o único que emitiu opinião contrária sobre o assunto. Todos os outros comentários foram aprovados e respondidos. Mas quando a coisa descamba para outro lado é melhor cada um ficar no seu quadrado.

  13. william Says:

    MUNDIAL INTERCLUBES de 1960 a 2004
    CAMPEAO da LIBERTA x CAMPEAO DA EUROPA ou vice versa
    22 CONQUISTAS dos CLUBES da AMÉRICA DO SUL
    21 CONQUISTAS DOS CLUBER DA EUROPA
    obs. a + de 50 anos atrás SANTOS x MILAN em 1963 MAIS DE 300.000 MIL PESSOAS nos 3 JOGOS foram 2 no MARACANÃ 1
    COM 132.000 MIL PESSOAS no OUTRO 120.000MIIL PESSOAS
    EM MILAO NO SAN SIRO 51.917MIL PESSOAS
    TOTOnhO CALiTO de CARVALHO se_bOrrArAm_
    na_LibErTA_de_1960_ATé_2012?_pOrTAnTO_nAO_cOnsTAm_de_
    _jEiTO_nEnhUm_pOr_AqUi_o_bArçA_TAmbÉm_nAO_
    em_92_fOi_RAÍ_2_a_1_e_de_VirAdA_
    Confira todos os campeões do Mundial Interclubes:
    1960 Real Madrid (ESP)
    1961 Peñarol (URU)
    1962 Santos (BRA)
    1963 Santos (BRA)
    1964 Inter de Milão (ITA)
    1965 Inter de Milão (ITA)
    1966 Peñarol (URU)
    1967 Racing (ARG)
    1968 Estudiantes La Plata (ARG)
    1969 Milan (ITA)
    1970 Feyenoord (HOL)
    1971 Nacional (URU)
    1972 Ajax (HOL)
    1973 Independiente (ARG)
    1974 Atlético de Madrid (ESP)
    1975 Não foi disputada
    1976 Bayern de Munique (ALE)
    1977 Boca Juniors (ARG)
    1978 Não foi disputada
    1979 Olímpia Assunção (PAR)
    1980 Nacional (URU)
    1981 Flamengo (BRA)
    1982 Peñarol (URU)
    1983 Grêmio (BRA)
    1984 Independiente (ARG)
    1985 Juventus (ITA)
    1986 River Plate (ARG)
    1987 Porto (POR) 10
    1988 Nacional (URU)
    1989 Milan (ITA)
    1990 Milan (ITA)
    1991 Estrela Vermelha (S&M)
    1992 São Paulo (BRA)
    1993 São Paulo (BRA)
    1994 Vélez Sarsfield (ARG)
    1995 Ajax (HOL) 14
    1996 Juventus (ITA) 15
    1997 Borussia Dortmund (ALE)
    1998 Real Madri (Esp)
    1999 Manchester United (GB)
    2000 Boca Junior (ARG)
    2001 Bayern Munique (ALE)
    2002 Real Madri (ESP)
    2003 Boca Junior(ARG)
    2004 Porto (PORT)

  14. Marcelo Abdul Says:

    Pois é William. Hipocrisia pura. Se o time dele estivesse nessa lista a gente não leria tanta merda. Abraços.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: