O FINAL DE UM CICLO

by
Müller comemora: o Bayer humilha o Barcelona

Müller comemora: o Bayer humilha o Barcelona

Todo o planeta imaginava que a partida entre o atual vice-campeão europeu Bayer de Munique e o Barcelona seria um autêntico “pega para capar”. Um jogo difícil de duas grandes e tradicionais equipes do velho continente. Ambas com quatro títulos cada uma.

No entanto, não foi nada disso o que ocorreu. Os bávaros massacraram o time catalão com uma humilhante goleada de 4 x 0 e estão com um pé na final da Champions League.

Somente um milagre salva os comandados de Tito Vilanova e companhia.

Há cerca de três anos, o Barcelona encantava o mundo com sua técnica, seu toque de bola e na sua estrela maior, o argentino Messi.

Mas no futebol nada é eterno. Principalmente na era globalizada, as coisas mudam mais rapidamente do que imaginamos.

O treinador do Barça já não é mais Pepe Guardiola. Algumas peças mudaram e principalmente o jogo da equipe ficou manjado. O mundo sabe como o clube atua. Não é novidade para ninguém. Outros times se adaptaram ao esquema. Outros até o aperfeiçoaram.

O futebol é cíclico e hoje a bola da vez é o Bayer de Munique.

Por uma imensa bobeira, o time alemão perdeu o título da Liga dos Campeões dentro de casa para o medíocre Chelsea. Já era para ter levado a taça no ano passado.

Hoje, o time é muito mais bem preparado, coeso, forte fisicamente e disciplinado na parte tática, tanto no ataque como na defesa.

Os alemães não deram nenhuma chance A Messi, Iniesta e Xavi. Foi um autêntico bombardeio do inicio ao fim. Uma “blitzgrieg” impiedosa que deixou a retaguarda catalã atônita, principalmente nas bolas aéreas. Os “baixinhos” do Barça não tiveram chance e ainda foram prejudicados por erros da arbitragem no segundo gol irregular de Mario Gomez.

Bem que o Barcelona tentou impor o seu ritmo, mas como um panzer destruidor, o ataque do Bayer arrebentou o esquema de Tito Vilanova. A rapidez de Robben e a eficiência do atacante Thomas Muller foram imprescindíveis na goleada alemã.

Messi, baleado por causa de uma contusão não pode render nem 50% do que sabia. Mas nem os outros atletas do Barcelona brilharam. Eles não tiveram nenhuma chance. Foi uma das maiores humilhações do time catalão na sua era de ouro.

A goleada sofrida representa o início do fim de um ciclo. O Barcelona foi o maior time do início do século 21, mas tudo termina. Nenhum clube, por mais eficiente que seja ,consegue manter sua supremacia por muito tempo. Foi assim com o Real Madrid de Puskas, o Santos de Pelé, o Ajax de Cruyff ,o Milan de Van Basten e Gullit e o São Paulo de Raí e Müller.

O Barcelona entrou para a história do futebol e agora estará nos sonhos e na memória do seu torcedor. A vida segue e outros times  deixarão sua marca. Talvez o próprio Barcelona em outra oportunidade. Mas a derrota de Munique ontem foi o maior exemplo de como o futebol pode ser acolhedor e cruel ao mesmo tempo.

2 Respostas to “O FINAL DE UM CICLO”

  1. guina Says:

    Por isso o futebol encanta o mundo!!!!!!!

  2. Marcelo Abdul Says:

    Pois é Guina. Nada é eterno.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: