CHUTE NO TRASEIRO DELE!

by
Valcke beija Teixeira: sua adoração por monarcas e ditadores vem de longa data.

Valcke beija Teixeira: sua adoração por monarcas e ditadores vem de longa data.

“Vou dizer algo que é maluco, mas menos democracia às vezes é melhor para organizar uma Copa do Mundo. Quando há um chefe de estado forte, que pode decidir, assim como Putin poderá ser em 2018, é mais fácil para nós, organizadores, que um país como a Alemanha, onde é preciso negociar em diferentes níveis. A principal dificuldade que temos é quando entramos em um país onde a estrutura política é dividida, como no Brasil, em três níveis: federal, estadual e municipal. São pessoas diferentes, movimentos diferentes, interesses diferentes. É difícil organizar uma Copa nessas condições.”

Qualquer dirigente de futebol por mais que demonstre apreço por ditadores ( não é senhor Marin?), jamais falaria uma malignidade dessas, mas são bazófias nada surpreendentes quando se trata do boçal secretário-geral da Fifa Jérôme Valcke.

Sem dúvida fazer uma Copa do Mundo num país com uma ditadura velada como a Rússia (Free Pussy Riot!) e uma monarquia absolutista religiosa como o Catar é muito mais fácil.

Pouco importa que houve fortes acusações de compra de votos nesses países e que a Fifa nada tenha feito para investigá-las, muito pelo contrário. Até mesmo uma funcionária contratada pela federação e que fazia parte de um comitê anticorrupção abandonou o barco segundo ela, por falta de apoio e sabotagem da própria entidade.

Mas para quem foi amigo do peito de Ricardo Teixeira a frase é até explicável.

Valcke diz isso porque em ditaduras deve ser mais fácil desalojar pessoas, derrubar escolas e destruir a história de um país por causa de um mísero estacionamento. Não há compromisso com o público e nem se deve dar satisfação à toda sociedade civil. Cláusula plena de todo país livre.

Por suposto, concluímos que o Brasil ainda não é um mar de democracia tanto apregoado pois fez tudo isso e muito mais barbaridades para fazer as Arenas multiuso de que tão iguais, são estupidamente desinteressantes como o próprio fanfarrão francês.

Talvez não seja difícil organizar uma Copa em países democráticos. Complicado é realizá-la com pessoas  como “Monsieur” Valcke. Que o diga a Mastercard, que confiou nele e foi vítima de armação do dirigente.

Nunca a Fifa foi tão repugnante como agora.

Sem dúvida é o cartola que merece um belo chute no traseiro.

2 Respostas to “CHUTE NO TRASEIRO DELE!”

  1. guina Says:

    A convivência com a elite politico-esportiva brasileira, parece ter feito bem ao mais brasileiro dos estrangeiros da FIFA. Jesus….

  2. Marcelo Abdul Says:

    Sim. Que exemplo hein? E ele ainda vai encarar o Vladimir Pútin e os Emires do Catar. Porém eu duvido que ele mande eles tomarem um chute no traseiro como fez bisonhamente aqui. Na Rússia ele seria enviado para a Sibéria e no Catar ele seria condenado a 100 chibatadas.. Já pensou? Rssss. Esse francês é um tremendo de um babaca Guina.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: