FÉ!

by
Rogério Ceni vibra: o São Paulo está nas oitavas

Rogério Ceni vibra: o São Paulo está nas oitavas

Há cerca de 15 dias o São Paulo Futebol Clube estava eliminado da Taça Libertadores segundo 99,9% da crítica especializada. Para muitos deles Rogério Ceni estava velho e precisava pensar seriamente em se aposentar. O tricolor do Morumbi era um time sem alma. Sua principal contratação na temporada de 23 milhões de reais não jogava nada. Era “enganação” segundo alguns.

O Atlético Mineiro sem dúvida era favorito. A equipe de Belo Horizonte faz uma campanha arrebatadora no torneio. Venceu cinco jogos. Ganhou 15 pontos. Atua com brilhantismo e com Ronaldinho Gaúcho voltando aos seus velhos tempos. O São Paulo acumulava 3 derrotas. Não jogava bem, ajudado também por péssimas arbitragens e também pelor azar de chutar bolas na trave e obter uma punição inexplicável da Conmebol contra Luis Fabiano. Tudo jogava contra o clube tricampeão mundial.

Mas o derradeiro jogo era no Morumbi. O torneio se chama Libertadores e enfrentar um time com três títulos e grandes campanhas nessa competição é dose para qualquer adversário, mesmo que o time segundo alguns, capengasse.

A torcida não caiu na armadilha. Comprou a briga. Fez campanha nas redes sociais. Botou fé e 50 mil são paulinos encheram o estádio batendo o recorde de público da competição. Fato mais uma vez omitido pela imprensa.

O time entendeu o recado e mordido pelas críticas pesadas das última semanas jogou com raça, amor e profissionalismo.

Ronaldinho Gaúcho bem que tentou atuar mas não conseguiu. Wellington e Denílson não permitiram que o ex-melhor jogador do mundo brilhasse.

Rafael Tolói e Lúcio foram dois monstros da retaguarda. Tiraram todas as bolas alçadas na área. Perfeitos na cobertura e na saída de bola. Não cometeram nenhuma lambança e Rogério Ceni não sujou o belo uniforme azul. O esquema de Ney Franco anulou o Galo. Sobrou espaço no ataque para que Aloísio “Boi Bandido” e Osvaldo infernizassem a vida do ótimo Réver e companhia.

Ganso, pela primeira vez brilhou no meio de campo são paulino. Sem Jadson suspenso, o camisa 8 teve espaço de sobra no setor de criação. Distribuiu bolas, cadenciou o jogo. Marcou com vigor e deu um passe magistral que resultou no segundo s gol  são paulino.

O primeiro tempo foi tenso, disputado, jogado a cada dividida. No segundo o pênalti de Leonardo Silva sobre o esforçado Aloísio fez o Morumbi explodir de emoção.

E lá foi o “velho”, “acabado” Rogério Ceni colocar a bola na cal. Ainda contundido, bateu concentrado no canto de Victor. Foi o seu décimo quarto gol em Libertadores. Maior artilheiro são paulino na competição em toda a sua história. 50 mil almas vermelhas, brancas e pretas comemoram. O Arsenal de Sarandi fazia a sua parte na Argentina. O São Paulo conseguia o que muitos julgavam impossível.

Cuca tentou mudar o panorama e ainda eliminar o São Paulo com um empate. Colocou o atacante Alecssandro mas desguarneceu o meio campo. O tricolor tomou conta do jogo e Ademílson depois de uma bela jogada de Ganso e Osvaldo fechou o duelo com o segundo gol. Com a vitória do time argentino sobre o The Strongest, o tricolor se classificou na raspa do tacho. Estava quase morto, mas ressuscitou na competição.

Ronaldinho Gaúcho: anulado

Ronaldinho Gaúcho: anulado

O São Paulo acreditou, a sua torcida bancou e hoje o cenário é completamente diferente. Os torcedores adversários que galhofavam na semana passada se calaram. Os críticos sumiram. As afirmações jocosas se transformaram em elogios.

Entenderam porque o São Paulo é o clube da fé?

Se muitos não compreenderam eles acabaram de ter uma bela demonstração na partida de ontem.

O tricolor do Morumbi é um dos gigantes da América e jamais pode ser subestimado.

“O melhor time do Brasil” entendeu amargamente esse recado.

A fé move montanhas e também transforma uma torcida e um time de futebol.

Agora segurem o São Paulo.

Anúncios

4 Respostas to “FÉ!”

  1. Thrasher_SPFC Says:

    Belo texto Abdul. Retratou bem o que o Soberano passou na mão dos críticos, que quando se trata do maior do Brasil são implacáveis, da arbitragem e dos profetas que já tinha o Soberano como eliminado.

    Eu não moro em SP, mas fiz um esforço pra ir a esse jogo, e foi a melhor coisa que fiz. Que jogo maravilhoso. A torcida mostrou que é a melhor do Brasil. Foi sensacional fazer parte daquele momento, que pode ter sido o empurrão rumo ao Tetra.

    O Próprio atlético achou que ia bater em cachorro morto. E não foram dignos em suas declarações. Foram maus perdedores. Antes do jogo, disseram que iam com tudo pra cima pra nos eliminar. Depois do baile disseram que o time já tava classificado e era treino.

    Foi maravilhoso também ouvir a torcidinha do gaylo gritar: eliminado, eliminado. E depois vê-los e não ouvi-los. Engoliram seco.

    Abraço

  2. Marcelo Abdul Says:

    Foi legal ver a torcida são paulina gritar depois: classificado, classificado. No futebol ninguém ganha ou perde de véspera. O São Paulo é um gigante da América do Sul. O Atlético ainda está aprendendo o caminho das pedras. Fica aí a lição.

  3. guina Says:

    A fé nunca me faltou, e eu já fui injusto com ela. Deitado na cama de um hospital branco, eu conseguia ver o Preto da dor nos olhos de outros pacientes, e ao ver o jogo….me senti mais vermelho, preto e branco que nunca….vai SP e naum falei do Jadson, tá jogando muito o pequeno gigante!

    Ao ver o jogo…vlew a pena viver!!!!

  4. Marcelo Abdul Says:

    Vale sim Guina e muito. Sacanagem ver um jogo desses justamente numa hora dessas não é verdade? Mas é a vida companheiro. Bem vindo de volta! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: