CONSIDERAÇÕES INICIAIS

by
Rooney comemora: o Brasil perde em Wembley

Rooney comemora: o Brasil perde em Wembley

 

 

O Brasil perdeu para a Inglaterra por 2 x 1 na reestreia de Luis Felipe Scolari como treinador em New Wembley.

O time canarinho com um novo técnico, desentrosado e com apenas um treino não teria condições de impor seu ritmo contra a boa equipe inglesa já ajustada. Mas apesar desse fato ser considerado um atenuante, o torcedor brasileiro ficou preocupado com algumas considerações..

1 – A falta de um meio campo criativo na seleção. Ramires e Paulinho ficaram presos na marcação inglesa. Oscar também estava com a sintonia defeituosa e preso no lado direito, apesar de boas jogadas. Neymar, Luis Fabiano e Fred ficaram isolados na frente.

2- Ronaldinho Gaúcho não atua bem pela seleção desde 2005. Dunga, Mano Menezes e agora Felipão deram oitocentas chances a ele e seu grande futebol do passado não reapareceu. Apesar da experiência em Copas ser válida é temeroso que um atleta de ponta tenha perdido a vontade e a capacidade de transformar uma partida. O desentrosamento do time ajudou é verdade, mas o pênalti perdido pelo camisa 10 da seleção mostra que o mesmo ainda não se recuperou totalmente de sua má fase.

3 – Neymar por enquanto é um coadjuvante na seleção brasileira. Atuando pelo Brasil o atacante jamais repetiu as grandes atuações que teve pelo Santos. Nunca chegou ao nível de desequilibrar uma partida, apesar de ter feito muitos gols na era Mano Menezes. Ontem o atleta santista teve novamente uma participação apagada. Muitos torcedores já tem dúvidas se Neymar merece uma grande badalação em torno de seu nome, já que ele coleciona fracassos como a perda da Copa América e das Olimpíadas. Mas a pressão da torcida e da imprensa nesse caso é exagerada. O jogador tem somente 21 anos. Tem muito a aprender. Todo o peso do mundo e a responsabilidade de um título não pode ser colocado somente em cima dele. Principalmente numa seleção brasileira onde só os melhores atuam. Sim, por enquanto Neymar é um “craque de clube”, mas lembremos que Messi não fez nenhum gol na Copa do Mundo passada e ainda perdeu um título sul americano em casa. Muita água ainda vai rolar.

4 – Foi surreal ver Theo Walcott transformar o lateral Adriano num mero “João” com seus dribles na ponta direita. Nos 30 anos da morte de Garrincha jamais poderíamos pensar que a Inglaterra fosse impor um jogo mais técnico e bonito do que a seleção brasileira. Os ingleses fizeram tabelas e lançamentos precisos. Gerard colocava a bola no pé de seus companheiros a vários metros de distância e o Brasil assitia a tudo como uma esquadra capenga.

5 – Ao ver jogos como França x Alemanha , Suécia x Argentina e Espanha x Uruguai, constatamos que existe uma enorme diferença de entrosamento dessas seleções em relação ao Brasil. Óbvio que eles estão há mais tempo atuando em virtude das eliminatórias. Mas é impressionante ver o nível técnico dos times europeus. É temerário que estejamos a 1 ano do Mundial e que o Brasil tenha que recomeçar do zero em relação a essas equipes.

6 – Ainda é cedo para malhar o time canarinho. Pelo menos agora o Brasil não fará mais partidas inúteis contra times como o Gabão para enganar o torcedor. Os amistosos e a Copa das Confederações serão um belo panorama de como estará a seleção brasileira. O tempo é pouco, mas lembremos que em 2001 Felipão era o técnico. Havia perdido para Honduras e meses depois levou o Brasil ao seu quinto título mundial.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: