RETROSPECTIVA 2012 – OS MELHORES DO ANO ( E OS PIORES TAMBÉM)

by

Fala galera. Mais um ano se passou e que mudanças ocorreram de uma temporada para outra. O badalado Barcelona não conseguiu manter o ritmo do ano passado mas Messi continou no topo. A Espanha mais uma vez deu o seu recado como melhor seleção do mundo e o Corinthians alcançou o topo do futebol mundial.  Como esse é o último post deste ano desejo a todos um feliz ano novo com paz, saúde e felicidades a todos os internautas, especialmente ao Geraldo Lina e ao meu parçeiraço Guina. Um grande 2013 para todos vocês.

Time do ano – Corinthians

Corinthians Bicampeão do Mundo

O futebol, muito mais que uma partida entre 22 jogadores é um duelo de filosofias e propostas. Nesse quesito ninguém foi melhor que o Corinthians em 2012. Sim, sem sombra de dúvida o time do ano. Campeão da Taça Libertadores da América com uma campanha brilhante e invicta com direito a uma sapecada no algoz brasileiro Boca Juniors na final. No final do ano um título mundial memorável cima do badalado Chelsea que venceu na Champions League nada mais nada menos que o consagrado Barcelona de Messi.

Muitos dirão que o Corinthians não foi um time “técnico” como o Barcelona no ano passado. Verdade, mas voltando a primeira frase do texto, o futebol é um combate de filosofias e táticas. O Corinthians com sua disciplina ferrenha e bons jogadores sobrou nesse ano, mesmo não contando com nenhum grande craque como Neymar. O plano de jogo do treinador Tite se mostrou eficaz e mortífero. Nem é necessário falar da força de sua torcida que lotou as arquibancadas do Japão e fez com que Yokohama virasse um Pacaembu. Por isso o Corinthians é o clube do ano em 2012. Com méritos.

Jogador do ano – Messi

messi 91

Cada ano que passa a barbada continua. Messi mesmo sem conquistar um título relevante pelo Barcelona no ano de 2012 ainda ostenta o título de melhor jogador do mundo. Apesar do ano pífio e de transição da equipe catalã, “La pulga” fez uma das suas melhores temporadas neste ano. Fez gols a rodo e se tornou o atleta que mais balançou as redes em partidas oficiais num ano com 91 gols. Uma estatística controversa é verdade, mas que não diminuiu a importância e a capacidade do camisa 10 do Barcelona que finalmente desandou na seleção argentina e a colocou como líder das eliminatórias para a Copa de 2014. Gênio, somente isso.

Melhor técnico – Tite

tite - the favela is here

Sim, o gaúcho de Caxias do Sul é um tremendo de um “mala”. Mas Tite provou que além de ter uma boa lábia é um grande treinador dentro de sua proposta de jogo. Foi o principal responsável ao armar um esquema tático quase impermeável no time corintiano durante a campanha da Taça Libertadores e no Mundial de Clubes. Por isso o clube paulista quebrou uma escrita de nunca ter vencido a principal competição sul-americana e ainda faturou o bi mundial. Com essas conquistas o treinador que apareceu no mundo do futebol brasileiro justamente como um algoz do Corinthians em 2001, se consagra hoje como um dos maiores treinadores da história do Parque São Jorge. Por isso este ano Tite leva merecidamente o caneco.

Melhor goleiro – Manuel Neuer

manuel_neuer

No ano passado o atual arqueiro do Bayer de Munique já se destacava por ter quebrado o recorde de Oliver Khan com 1018 minutos sem tomar gols. Mas foi em 2012 Manuel Neuer provou de uma vez que é um grande goleiro. O camisa 1 do Bayer se consagrou ao defender os pênaltis de Cristiano Ronaldo e Kaká na semifinal da Liga dos campeões levando o time da Bavária para mais uma final continental. Frio, seguro e extremamente técnico, Neuer é titular absoluto da seleção alemã e um representante legítimo da grande escola germânica de arqueiros que já teve Turek, Seep Mayer , Schumacher e Oliver Khan. O melhor goleiro do ano.

Melhor seleção – Espanha

espanha euro 2012

Já não bastava ser campeã européia. Também não bastava ser campeã mundial. A Espanha também tinha que conquistar a Eurocopa novamente com um autêntico baile contra a seleção italiana de Balotelli por 4 x 0. Pela primeira vez na história, o torneio tem um bicampeão seguido e também uma seleção européia conquista seguidamente a Euro, a Copa e a Euro novamente. Apesar de não fazer uma primeira fase brilhante, a equipe de Vicente Del Bosque novamente detonou na fase final. A “fúria roja” é a equipe a ser batida. Melhor futebol no planeta por enquanto não há. A primeira grande seleção do século XXI. Prova de que o futebol espanhol vive o melhor momento de sua história.

Melhor time brasileiro – Fluminense

Flu campeão brasileiro 2012

O elenco do tricolor carioca fala por si só. Fred, Deco, Rafael Sóbis, Thiago Neves e outros bons jogadores. O Fluminense simplesmente arrebentou em todos os torneios que disputou este ano. O clube das Laranjeiras venceu o campeonato carioca com direito a um desdém na Taça Rio e no brasileiro foi tetracampeão com três rodadas de antecedência.

Fred num ano sem contusões fez uma temporada inesquecível desancando a fazer gols. Jovens revelações como Wellington Nem foram fundamentais nos alicerces do treinador Abel Braga. Por isso o Fluminense ganha o título de melhor equipe brasileira este ano. Em terras brasucas o tricolor das Laranjeiras foi insuperável.

Melhor jogador brasileiro – Fred

fred

Sim, Neymar foi essencial no primeiro semestre do Santos. Deu um baile em Piris numa semifinal inesquecível contra o São Paulo e levou o clube a semifinal da Taça Libertadores da América com um show diante do pobre Bolívar por 8 x 0. Mas as convocações do atleta santista para a seleção brasileira e uma natural queda técnica diante de tantos jogos descredenciaram o camisa 11 santista como melhor jogador do ano.

O título pertence ao Fred do Fluminense. Muitas vezes chamado de “chinelinho” e “desinteressado” pela torcida tricolor, o artilheiro realizou um ano brilhante. Sem contusões e com uma vontade imensa de provar que não era um mero medalhão, Fred fez gols decisivos no campeonato carioca e deu o título carioca ao Fluminense quebrando a alternância de títulos entre Flamengo e Botafogo desde 2005.

Na Libertadores, Fred teve atuações de gala e o time carioca apesar de ter feito uma grande campanha na primeira fase foi eliminado graças a um descuido da defesa nos minutos finais contra o Boca Juniors.

Mas no campeonato brasileiro, o camisa nove das Laranjeiras mostrou todo o seu potencial. Com gols bonitos e decisivos, Fred levou o Fluminense ao seu quarto título brasileiro além de ser o artilheiro da competição com 20 gols. Por sua regularidade Fred foi o melhor jogador brasileiro do ano.

Técnico brasileiro do ano –  Cuca

cuca atletico

Como Tite já ocupou a melhor colocação entre técnicos do planeta, o título fica por conta de Cuca do Atlético Mineiro. Abel peca pelo defensivismo exacerbado e cautela extrema apesar de ter um elenco forte.

Cuca, ao contrário tirou leite de pedra. Fez Ronaldinho Gaúcho voltar a jogar um bom futebol e deu o título estadual ao Atlético Mineiro. No campeonato brasileiro, Cuca fez uma grande campanha com o Galo. Faturou o primeiro turno, mas não soube segurar o cedro. Apesar disso, o Atlético Mineiro fez a sua melhor campanha em brasileiros desde 1999 e acima de tudo, jogando um bom futebol. Ousado,  Cuca é o melhor técnico do ano. Um profissional que merece muito mais títulos em sua galeria de troféus por sua dedicação e capacidade.

Pior técnico – Emerson Leão

leão são caetano

Ano passado Juvenal Juvêncio disse que o problema do São Paulo não era o técnico e sim o plantel. Pois bem, passados seis meses o time continuou ruim mesmo tendo um elenco bem diferente do ano anterior. As derrotas para o Santos na semifinal do paulista e as atuações pífias do tricolor contra o Coritiba pela Copa do Brasil foram a pá de cal para o treinador Emerson Leão, conhecido pro ser um treinador com prazo de validade dada a antipatia que ele desperta em seus comandados.

Passados alguns meses se descobre que o treinador interferia na preparação física do São Paulo desgastando inutilmente a equipe com coletivos e treinos puxados nas vésperas dos jogos. O pulmão renovado da equipe no fim da temporada com outro treinador prova que os métodos ultrapassados de Leão não tem mais vez no futebol brasileiro. Nem mesmo o São Caetano aguentou sua filosofia e o demitiu antes do campeonato brasileiro da série B terminar.

Mico do ano –

Rebaixamento do Palmeiras –

palmeirs serie b

O segundo rebaixamento do Palmeiras em dez anos é um sintoma de uma grave doença. Apesar do título da Copa do Brasil de uma forma invicta, a incompetente diretoria alviverde pouco se planejou para a temporada deixando tudo ao “Deus-dará”.

Tirone: bem a vontade depois do rebaixamento

Tirone: bem a vontade depois do rebaixamento

Brigas internas, ciumeira de diretores e conselheiros, intrigas contra o técnico Scolari  foram minando o clube. Com um comando fraco e resultados ruins o rebaixamento foi inevitável. Felipão não aguentou a pressão e o substituto Gilson Kleina pouco pode fazer para salvar o time do desastre. Passado o rebaixamento, o presidente do Palmeiras foi fotografado bem a vontade numa praia do Rio de Janeiro. Este fato mostra bem o porque do clube disputar a série B pela segunda vez em sua história em menos de uma década. Enquanto outros clubes se renovaram depois do desastre, o Palestra Itália continuou a ser dirigido como se fosse um time de bairro. Lamentável que um grande clube do futebol brasileiro seja tratado dessa forma.

A “arregada” do Tigre 

tigre arregão

Foi feio. Não pelo fato da briga em si que foi horrível tanto para o lado platino como para o brasileiro. Mas a final da Copa Sul-Americana de 2012 vai ser conhecida para sempre como “o dia que um time argentino arregou”. Como se viu mais tarde, nenhum dos atletas “hermanos”  estavam com a perna fraturada ou com o braço arrancado. Com 2 x 0 no placar,  a vergonhosa briga com os seguranças do São Paulo veio bem a calhar. Um belo pretexto para poder anular um jogo já perdido.  Não adiantou muita coisa. A taça ficou no Morumbi e o Tigre virou um gato vira-lata. Com todo o respeito aos nossos amados felinos.

Troféu Jason Voorhees – O time do Tigre

tigre briga

Imagine só você ser um time pequeno de um país tradicional do futebol. Seria uma honra. Talvez a única oportunidade desse clube chegar a uma final de um torneio continental. Você talvez jogaria o máximo que o talento de seu time pudesse permitir certo?

Errado. O Tigre da Argentina distribuiu a caixa de ferramentas. Com a anuência do árbitro paraguaio bateu, bateu e bateu no time do São Paulo e provocou a ira do esquentado Luis Fabiano que caiu na armadilha. Durante os quase 180 minutos da final o time ‘hermano” só se preocupou em usar as piores e mais rasteiras armas de um clube argentino numa competição internacional.

No jogo de volta o vexame foi maior. Além de arrancarem sangue de Lucas, tentaram o tempo todo provocar brigas e celeumas.  Um dos clubes mais desleais que o público brasileiro já teve oportunidade de ver. Lembrou as velhas brigas dos anos sessenta, setenta e oitenta. Mas diferente de Rivelino que correu de Ramires naqueles áureos tempos, quem fugiu foi o Tigre. Brigaram na entrada e apanharam na saída. No campo e fora dele.

A melhor  do ano

kyle2

 Kaylyn Kyle. Meia campista da seleção feminina do Canadá.  A paixão da minha vida.  I love you!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: