O QUE REALMENTE IMPORTA

by
Sanfrecce vence o Auckland: jogo chato

Sanfrecce vence o Auckland: jogo chato

Auckland City e Sanfrecce Hiroshima realizaram ontem a partida de estreia do Mundial Interclubes 2012.

O resultado não poderia ser outro. Num jogo fraco o campeão japonês venceu os pobres neozelandeses pelo mirrado placar de 1 x 0. Desde que a Fifa passou a comandar o mundial de clubes desse formato, nenhum clube da Oceania conseguiu passar do primeiro combate. Ou seja, os campeões desse continente vão para o Japão somente para passear.

Considero o atual sistema de tabela do mundial confuso e injusto. A regra de “playoff” ou  “mata único” provoca deformidades,  a ponto de duas equipes do mesmo continente se enfrentarem num duelo. Foi o que ocorreu no mundial de 2008 quando Adelaide United e Waitakere United estrearam no torneio. O time da Austrália nem deveria participar da competição, mas como o Gamba Osaka havia vencido o campeonato japonês e a Copa Asiática de Clubes campeões, o Adelaide entrou por ser o vice continental. Uma confusão que somente o próprio Blatter poderia explicar.

A culpa nesse caso é da própria Fifa que nunca deu uma vaga direta para a Oceania em Copas do Mundo, sempre deixando os “socceroos” na repescagem. Cansados, os australianos pediram para disputar as eliminatórias pela Ásia e incrivelmente a absurda proposta foi aceita. Vaga direta na Oceania na Copa do Mundo?

Não! Vamos colocá-los na Ásia! Genial!

Voltando ao Mundial Interclubes, a tabela é bem injusta com os chamados “times mais fracos da competição”. Uma bela hipocrisia, pois os cartolas da Fifa que defendem o Mundial ampliado colocam a equipes consideradas mais frágeis para disputar mais jogos e deixam os clubes da América do Sul e da Europa apenas na espera nas semifinais em chaves diferentes.

Vejam o absurdo. Se o Sanfrecce Hiroshima chegar até a final com o campeão europeu, o clube do sol nascente terá feito o dobro de partidas do Chelsea que jogará no máximo em duas pelejas. O mesmo vale para Monterrey do México e Ulsan Hyundai na Coréia do Sul.

Ambas essas equipes realizarão uma partida a mais do que Chelsea e Corinthians. Para quem gosta de promover a igualdade do futebol entre os povos, esse sistema é um belo atestado de hipocrisia.

Isso foi escrito no ano passado e não custa repeti-lo novamente. Esse chaveamento do “cartola  doido” da Fifa só deixa a competição mais chata e burocrática. Desde 2005  ele é injusto! Ponto!

O ideal é chamar somente os seis campeões continentais. Duas chaves com três equipes e com os campões europeus e sul americanos como cabeças. Todos se enfrentam e o campeões da chave fazem a final. Os vices disputam o terceiro lugar e o últimos de cada grupo competem pela quinta posição.

Três jogos iguais para cada um com a premiação financeira adequada para cada colocação.

Simples! Custa muito?

Afinal se o Monterrey pode disputar o Mundial com três jogos em quinze dias,  porque não Chelsea e Corinthians?

O sistema proposto traria mais competitividade ao torneio. Eliminaria desigualdades e elevaria levemente o nível técnico do Mundial. Mas a Fifa, burocrática como é  prefere tomar decisões esdrúxulas como eliminar a morte súbita na prorrogação e instalar um sistema eletrônico caríssimo, quando se pode usar perfeitamente a televisão para tratar de lances polêmicos. Ô entidade complicada!

Pelos chaveamentos propostos será batata que Chelsea e Corinthians são os favoritos para a final. Alguém tem alguma dúvida? Só uma tragédia tira os dois times da decisão em Yokohama. Só gostaríamos que esse atual Mundial da Fifa fosse um pouquinho mais disputado e emocionante.

Nessa semana veremos uma série de jogos treinos, antes de assistirmos a partida que realmente interessa.

8 Respostas to “O QUE REALMENTE IMPORTA”

  1. Joao Luis Says:

    Ola Marcelo,

    Desculpe fugir do assunto da sua postagem, mas achei melhor comentar diretamente no seu blog.

    Apenas para complementar o debate sobre os “rebaixados morais” no blogo do Lina (nao sei se você se lembra do meu comentário), vi um video em um blog (que provavelmente você nao gosta), mas que, no entanto, e’ relevante:

    http://drosmar.com/time-grande-nao-cai/

    Era isso que eu tentava explicar no blog do Lina. Ao se criar uma categoria de rebaixamento moral, nao faz sentido nao incluir o Sao Paulo em 90. Por mais que a versão oficial, apoiada em termos específicos do regulamento, nao classifique o ocorrido exatamente como um rebaixamento, o consenso na época era que o Sao Paulo, sim, disputou a segunda divisão do Campeonato Paulista de 1991 (vindo a ser o campeão no mesmo ano, como quase ocorreu, por exemplo, com o Sao Caetano em 2000).

    Fato esse que nem mesmo o técnico do Sao Paulo na época contestava.

  2. Marcelo Abdul Says:

    Olá João. Se você observar as regras do campeonato paulista de 1988, 89 e 90 você vai perceber que não houve nenhum tipo de rebaixamento, seja real ou moral. Na verdade é um conceito meio furado já que um rebaixamento é definido pela regra. Ou você é rebaixado ou não. As pessoas gostam de falar do São Paulo mas..e os outros 9 times? Por que ninguém fala deles? Porra véi. Doutor Osmar? Tu vem me dar esse sujeito como exemplo? Rsss Dr. Osmar é um torcedor fanático. Não dá pra levar o que ele escreve a sério.

  3. João Luís Says:

    Concordo, é a regra que define. Meu primeiro comentário lá no blog do Lina foi justamente para apontar o quão absurdo era chamar 87 e 2000 de rebaixamento moral.

    E não tenho vergonha nenhuma de 2007 não. Fizeram muita besteira, caiu no campo e subiu no campo, como tinha que ser.

    Quanto ao Dr. Osmar, concordo que é uma fonte extremamente parcial. Não precisa nem ler o texto dele, citei a postagem apenas por causa do vídeo, que é legítimo, e de certa forma reflete a impressão corrente na época.

    Abraço

  4. Marcelo Abdul Says:

    Pois é. Esse lance de “rebaixamento moral” não existe. Se não tem rebaixamento fim de papo. O lance do Lina era mostrar que o Corinthians também frequentou as últimas colocações. Em 1979 os clubes paulistas disputaram a “taça de Prata”, mas não era um rebaixamento também. Com a vinda do campeonato brasileiro de pontos corridos com 13 times grandes entre 20 será inevitável que um caia. Quatro rebaixados e quatro classificados para a série A é um número exagerado na minha opinião. O Telê havia chegado ao São Paulo no segundo semestre de 1990, quase no final da temporada. Ele não tinha muito conhecimento do que ocorreu no paulista porque não participou da campanha. Mas a regra é clara e não deixa muitas dúvidas.Acho uma tremenda covardia que o Sr. Osmar, Milton Neves e o Paulinho fazem ao divulgar esse vídeo. Telê não está mais entre nós. Não pode defender ou confirmar o seu ponto de vista depois de tanto tempo.

  5. guina Says:

    Vcs ligam para o que o Dr. Osmar “Ernest” de Oliveira fala…..Kkkkk.
    Apesar de ele ser muito engraçado tanto na tv, na internet e no cinema…A gente tem de entender que se trata de um senhor de quase 80 anos!

  6. Marcelo Abdul Says:

    80 anos? Caramba! Então está explicado.

  7. Marcelo Bianchini Says:

    Abdul. A partir de 1980 a recém criada CBF (antes era CBD) criou as Taça de Prata e a Taça de Ouro. A participaçaõ nelas era definida pela classificação obtida no campeonato estadual. Estados de menos expressão (Amazonas, Maranhão, Piaui, Pará, Paraíba, Santa Catarina) tinham direito a uma vaga- a do campeão. Outros estados como Minas Gerais, Pernambuco, Ceará, Bahia, Paraná, Rio Grande do Sul e Goiás tinham direito a duas vagas. São Paulo e Rio de Janeiro ficavam com mais vagas. Palmeiras (1980 e 1981) e Corintians (1981) não foram bem no Paulistão e por isso tiveram que disputar a Taça de Prata. Eu penso que o rebaixamento só vale quando se trata de um mesmo campeonato.

  8. Marcelo Abdul Says:

    Não foi um rebaixamento. Foi mais uma “não-classificação”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: