REVOLUÇÃO

by

Guardiola: um dos candidatos a vaga deixada por Mano

Os rumores de que Pepe Guardiola pode assumir a seleção brasileira são consistentes. O próprio treinador catalão já deu o sinal verde. Se Marin tiver boa vontade o ex-técnico do Barcelona pode ser o primeiro estrangeiro a dirigir a seleção brasileira em sua história em uma Copa do Mundo.

Antes, o Brasil já teve um estrangeiro no comando do escrete canarinho. Era Filpo Núñes , histórico técnico da primeira academia do Palmeiras. O time alviverde representou a seleção brasileira na vitória de 3 x 0 contra o Uruguai no Mineirão. Mas foi apenas uma partida. Nunca o Brasil teve um comandante “gringo” de forma contínua.

Muitos treinadores brasileiros vão chiar e torcer o nariz se Guardiola for escolhido, mas a pergunta que muitos torcedores fazem é… por que não?

A vinda do ex-técnico do Barcelona seria uma verdadeira revolução no futebol brasileiro infestado de treinadores retranqueiros e covardes taticamente.

Muricy, Tite, Dunga, Mano Menezes, Abel, Celso Roth são exemplos de técnicos que vencem baseados nos resultados. Não priorizam o toque de bola e a tática ofensiva. Luis Felipe Scolari apesar de seu imenso carisma com os jogadores, também abusa do estilo defensivo. São crias da conquista de Parreira em 1994. O que eles poderiam acrescentar hoje dirigindo a seleção brasileira?

Absolutamente nada.

Luxemburgo é um dos únicos comandantes que podemos considerar “da clássica  escola brasileira”, mas seus problemas extra campo extrapolam e atrapalham uma possível escolha dele como técnico do Brasil.  A experiência dele em 2000 não trás boas lembranças ao torcedor.

Desde 1982 o futebol brasileiro passou por uma transformação. A derrota para a Itália na Copa da Espanha foi um marco e serviu como bode expiatório carimbando a falsa teoria  de que “futebol bonito não vence”. Desde lá,  os treinadores brasucas começaram a mudar seus conceitos já com o próprio Telê Santana em 1986 que colocou Alemão e Elzo de volantes titulares priorizando o meio campo. O Mundial da Itália foi o auge do besteirol futebolístico brasileiro com a seleção de Lazaroni fazendo feio na Copa de 1990 com seus falsos líberos.

A conquista de Parreira em 1994 serviu como uma ufanista justificativa de que teríamos de jogar feio para vencer uma Copa do Mundo. Os campos brasileiros começaram a se infestar de volantes de contenção e brucutus. Treinadores passaram a priorizar o aspecto defensivo e raras vezes vimos times encantarem o Brasil e jogar a nossa verdadeira escola em sua essência. São Paulo em 1992 e 1993, Palmeiras em 1994 e 1996, Corinthians de 1998 a 2000, Cruzeiro em 2003 e Santos em 2010 foram as exceções, mas para quem acompanha o futebol brasileiro desde a era de ouro no final dos anos cinquenta e começo dos anos setenta, não resta a menor dúvida que ele mudou para pior.

A possível chegada de Pepe Guardiola pode representar uma verdadeira revolução no futebol brasileiro. Seria uma recuperação de nossas principais características e que fizeram a seleção canarinho ser conhecida no mundo todo por sua beleza, ousadia, espetáculo e principalmente competitividade.

O Brasil voltaria a ser Brasil dentro de casa numa Copa do Mundo. Não há melhor cenário para que a equipe verde amarela recupere a paixão do seu torcedor tão calejada pelos seguidos desmandos da cartolagem brasileira.

A nossa escola foi desvirtuada por técnicos poltrões que tem Ferraris em suas mãos e as dirigiram como um carro de motor 1.0.

Guardiola pode devolver o futebol brasileiro em seu devido lugar. Retomar a nossa tão falada e vencedora escola. Seria uma contratação espetacular e um tiro certeiro da CBF.

Esperamos que esse sonho não seja uma mera especulação e se concretize.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: