ESPETACULAR!

by

Espetacular.

É a palavra que resume o magistral documentário “Once Brothers” da ESPN da série 30/30 que reuniu 30 grandes documentários sobre o esporte dos Estados Unidos e no mundo.

“Once Brothers” conta a trajetória dramática do pivô sérvio Vlad Divac e do ala croata Drazen Petrovic.

A Iugoslávia foi uma das maiores potências da história do basquetebol mundial. Até hoje é a seleção com maior número de títulos mundiais, inclusive na frente dos Estados Unidos.

Divac e Petrovic foram os principais astros da equipe do bálcãs vice-campeã olímpica em 1988, européia em 1989 e campeã mundial em 1990. Amigos e companheiros de equipe, os dois atletas foram os primeiros europeus a serem contratados pela NBA. Mas  com  queda do muro de Berlim e o  fim da União Soviética, o despertar de sentimentos nacionalistas começaram a despedaçar a Iugoslávia e consequentemente a amizade de Divac e Petrovic.

O filme mostra o companheirismo entre os jogadores nos primeiros anos mágicos do basquete iugoslavo dos anos noventa e o estremecimento a partir da insanidade que foi a guerra nos balcãs entre povos que falavam a mesma língua e como isso afetou duramente a vida de várias pessoas.

Impossível ficar passivo ao longo caminho de Divac até o reencontro dramático com seu ex-companheiro de time.

Once Brothers é uma aula de jornalismo, além de promover a lição de que o esporte e o amizade superam todas as adversidades, inclusive a guerra. Impossível não deixar as lágrimas caírem até o final do filme.  Simplesmente emocionante.

4 Respostas to “ESPETACULAR!”

  1. Paulo Rubens de Abreu Says:

    A Iugoslávia era um país muito foda esportivamente. Pena que se dividiu em um monte de republiquetas que não vão dizer nada daqui para a frente. Uma pena. Vou ver o documentário. Valeu pela dica.

  2. Marcelo Abdul Says:

    Uma pena mesmo. Naquela época não tinha conhecimento que “a terra dos eslavos do sul” era um estado artificial e que guardava tanto ódio e ressentimento entre seus habitantes. Azar o deles. A frase “dividir para conquistar” resume tudo. Uma grande escola de basquete e de futebol se foi. O Estrela Vermelha formado por atletas de várias repúblicas da antiga Iugoslávia tinha sido campeão mundial interclubes em 1991. Claro que a Sérvia e Croácia ainda vão guardar um pouco dessa grande escola daqui para a frente, mas nunca vão chegar aos pés da antiga Iugoslávia.

  3. guina Says:

    Brilhante documentário da série 30/30 da ESPN gringa ! Já foi uma das indicações do malfadado (rsrs) CINEGUINA.
    Mas o curioso é o paralelo que ele faz da separação dos até então inseparáveis parceiros Divac (Sérvia) e Petrovic (Croácia).
    Bela dica!

    Dois detalhes:
    Drazen Petrovic foi um dos mais brilhantes jogadores de basquete de todo o mundo e é considerado até hoje um dos maiores da história. (jogava pelos Nets quando morreu!)
    Vlade Divac foi envolvido em uma troca do Lakers com o Hornets, foi para Charlotte (a franquia não era ainda em Nova Orleans) enquanto o então garoto Kobe Bryant chegou a Los Angeles! E é o atual presidente do Comitê Olímpico da Sérvia.

  4. Marcelo Abdul Says:

    Sim, isso foi retratado no filme. Uma bela história de amizade aliada ao esporte. Ainda hoje lamento pelo time na Iugoslávia de 90 não jogar com o Dream Team em 1992. Lógico que os EUA teriam ganhado, mas seria uma grande partida.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: