O ITAQUERÃO É ILEGAL. SÓ NÃO VÊ QUEM NÃO QUER (OU NÃO QUER VER)

by

Itaquerão: estádio particular construído com 100% de dinheiro público

O Ministério Público entrará hoje com uma ação civil contra o prefeito de São Paulo Gilberto Kassab por improbidade administrativa. O documento afirma que o município deixou de arrecadar 42 milhões de reais por causa dos “incentivos fiscais” dados ao futuro estádio do Corinthians.

Caso a ação seja aceita na justiça, Kassab ficará inelegível até o processo acabar. O Corinthians, a Odebrecht, a Arena Fundo Imobiliário e a BRL Trust (gestora do F.I.), responsáveis pela construção do estádio também serão responsabilizados e poderão até mesmo pagar uma multa de R$ 1,74 bilhão de reais.

Batom na cueca. O estádio corintiano não tem nada de legal em sua construção. Durante todo o processo vimos que a nova arena alvinegra foi construída num acordo pusilâmine entre o governo federal chefiado pelo PT de Lula, a construtora Odebrecht e o Corinthians. O clube alvinegro não gastou nenhum tostão no estádio. A obra é construída com dinheiro público para o benefício de uma entidade privada, o que é totalmente inconstitucional. No entanto, o governo federal, estadual e municipal quiseram colocar o estádio goela abaixo na população paulistana na corrida de ser a arena de abertura da Copa.

Somente o torcedor mais fanático poderia acreditar que Kassab fez um benefício a zona leste com essa obra. Na verdade o prefeito paulistano foi malandro e usou de uma velha lei feita na administração Marta Suplicy e a adaptou como uma camuflagem barata. A tal “isenção fiscal” foi pura balela. O estádio está sendo construído a toque de caixa, com licenças ambientais e alvarás autorizados em tempo recorde e sem a devida análise e fiscalização de documentos. Até mesmo a cessão do terreno feito pelo prefeito Jânio Quadros está em xeque. O Corinthians não cumpriu as contrapartidas para a cessão do local e isso também será alvo de análise do MP.

No entanto, as obras no futuro estádio do Corinthians estão a todo o vapor. Talvez temendo uma possível represália da justiça, a Odebretch quer terminar a arena no tempo mais rápido possível para poder evitar uma paralisação judicial e favorecer a complementação das obras ao clube mandante.

Esperamos que a justiça brasileira acate a denúncia do promotor Marcelo Camargo Milani e a Odebretch, Corinthians, a Arena Fundo e BRL Trust devolvam o dinheiro aos cofres públicos e paguem o estádio. Mas estamos no Brasil. Um país em que um ex-Ministro da Justiça tem a capacidade de defender um contraventor como Carlinhos Cachoeira e que  um Ministro do Supremo Tribunal Federal dá Habeas Corpus a um estuprador que agora se encontra foragido. Tudo é possível no Brasil do PT,PSDB, PMDB, DEMOS e outras siglas maléficas.

A construção do Corinthians tem 100% de dinheiro público da doação do terreno até o último lance de pintura. Se o torcedor mais fanático vê algum benefício nisso não se há muito mais a dizer. Somente notar que durante a administração Kassab nenhum novo corredor de ônibus foi construído e a saúde da cidade de São Paulo é uma calamidade.

Não temos nada contra o Corinthians ter o seu próprio estádio, desde que o faça por meios legais, construído com o seu próprio bolso e não por acordos políticos financiados por políticos que depenam o bolso do cidadão brasileiro. Palmeiras e Grêmio estão fazendo isso, Por que com o Corinthians tem que ser diferente?

O vírus do dinheiro público também atinge outros estádios particulares. As obras de reforma da Arena da Baixada serão realizadas também com o erário do contribuinte e o Beira-Rio teve uma força danada da colorada presidenta Dilma depois de uma briga com a construtora Andrade Gutierrez e a ameaça do adiantado estágio de construção da Arena Grêmio. Pipocam notícias que vai ter dinheiro do BNDES na jogada.

A Copa do Mundo de 2014 como prevíamos é uma verdadeira farra. E o povo brasileiro vai pagar seriamente a conta da irresponsabilidade de pessoas como Gilberto Kassab.

Que a justiça seja feita.

12 Respostas to “O ITAQUERÃO É ILEGAL. SÓ NÃO VÊ QUEM NÃO QUER (OU NÃO QUER VER)”

  1. DR. X Says:

    Espero que o promotor entre com ação contra o SPFC, Portuguesa de Desportos e Palmeiras por uso de patrimônio publico também.

  2. Marcelo Abdul Says:

    Pau que bate em Chico bate em Francisco. Não é o que todos nós desejamos para este país? Se os times que você citou tem algo ilegal, que sejam responsabilizados também mediante provas.

  3. Daniel Felippe Bello Says:

    Depois dessa, só ouvindo um hardline http://www.youtube.com/watch?v=jmNpEOxoNVw

  4. Marcelo Abdul Says:

    Muito bom. O trabalho que a Frontiers faz atualmente é maravilhoso. As bandas são de excelente qualidade. Valeu Daniel.

  5. Alex Santos Says:

    Sr. Promotor, porque você não cuida da renúncia fiscal que o governo federal está proporcionando as montadoras de automóveis, com relação ao IPI

  6. Marcelo Abdul Says:

    Devem ter mais promotores que vão analisar isso. O caso que você citou é de alçada federal. O promotor faz parte do MP estadual.

  7. Helder Says:

    Aquilo nunca foi um estádio, aquilo é um monumento a hipocrisia a ao “jeitinho brasileiro”, num país sério isso nunca teria acontecido, obrigado aos promotores.

  8. Marcelo Abdul Says:

    Brasil. Vamos falar mais o que?

  9. guina Says:

    Parceiro tô lutando contra uma doença, e tenho esperanças de vitória. Mas enfrentar essa corja que se instalou no governo da cidade e do estado desde os tempos do Covas eu não tenho chances de vitória. O SCCP pagará caro pela escolha pela via mais difícil, e parabéns pelo blog amigo, continua incrível!!!! Abçs..

  10. Marcelo Abdul Says:

    Po, não sabia dessa Guina. Estranhei a falta dos seus comentários nas postagens. Cara, não desista. Não desmorone em nenhum momento e busque forças no amor da sua família. Acredite que é nessas horas que você vai conseguir todo o apoio que você necessita. Força cara! Muita força mesmo amigo.

  11. ch1987 Says:

    [OFF-TOPIC]

    Caro Abdul, gostaria de te perguntar uma coisa>:

    Ultimamente nossa mídia esportiva têm dito que o País passa por uma fase de escassez de craques e muitos jornalistas argumentam que é por causa do período de prosperidade que o Brasil vive.

    Explico melhor: nos últimos 18 anos, com o advento do Plano Rela, o futebol deixou de ser ferramenta de mobilidade social, com isso, a molecada têm ido mais à escola. Prova disso é que os campos de várzea estão desaparecendo e as peneiras hoje estão vazias, mas em compensação as salas de aula estão cheias. Hoje o País cresce e distribui emprego e renda, e isso se refletiu na qualidade dos nossos craques.

    Para efeito de comparação, veja Espanha, Holanda e Alemanha, em recessão há 4 anos, mas com uma geração de jogadores melhor que a nossa.

    O que você acha? (conto com sua resposta)

  12. Marcelo Abdul Says:

    Acho que é uma meia verdade nisso tudo. Nem sempre pobreza representa que um país vai se tornar próspero no futebol. A África por exemplo. Quantas vezes você ouviu dizer que ali estaria o futuro do futebol? No entanto depois de um crescimento relativo nos anos 90 e 2000 parece que o esporte involuiu técnica e taticamente.

    A Argentina vive um momento econômico complicado nos últimos anos e nível técnico do futebol porntenho caiu assustadoramente. Acho que o problema é outro. O Brasil está recheado de técnicos que seguem a “escola gaúcha”. Felipão, Celso Roth, Tite, Mano Menezes. O Muricy mesmo sendo um treinador do eixo Rio-São Paulo é conhecido por ser retranqueiro. O problema é que o futebol de resultados, modorrento, burocrático e competitivo é a regra no Brasil. As categoria de base dos clubes também estão viciados nesse estilo e os chamados “volantes de contenção” ganham mais destaque que um meio campista mais técnico.

    Barcelona é uma cidade rica. Uma das mais prósperas da Europa apesar da recente crise. Mesmo assim eles conseguem moldar e formar uma filosofia de futebol que destoa da maioria. A Alemanha que é um dos países mais ricos do mundo vira e mexe tem formado gerações vencedoras. Acho que o problema é a má formação. O Brasil está cercado de profissionais medíocres em suas categorias de base. Como exemplo eu cito o Sérgio Baresi que arriscou a carreira de treinador no Paulista e se deu mal. Tanto que voltou com o rabinho entre as pernas pra Cotia.

    Acredito que o crescimento econômico no Brasil pode até ter ajudar os clubes a terem mais craques. Basta formar uma escola brasileira genuína com profissionais capazes e gabaritados. O craque geralmente tem um dom nato, mas não custa nada ensinar um garoto a dar um drible, um rolinho, a jogar com a cabeça pro alto, a dar passes corretos e jogar um bom futebol.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: