Archive for março \31\UTC 2012

OS FACÍNORAS

31/03/2012

Alô caros amigos e leitores do blog.

Depois de praticamente vinte dias voltei para teclar novamente estas mal digitadas linhas.

Mas pelo andar da carruagem poderia continuar no “estaleiro”.

Mais duas mortes estúpidas por causa de brigas de marginais uniformizados. Quem frequenta o blog desde o seu início sabe que batemos sempre nessa tecla da violência e previmos o que iria acontecer.

Dois seres humanos padeceram na Avenida Inajar e o que vamos ver nas próximas horas será o mesmo discursinho de sempre. As frases que você mais vai ouvir nesses dias será “Iremos apurar” ou “os culpados serão tratados com rigor”. Quando a notícia esfriar e o governo não se sentir mais pressionado pela mídia, tudo voltará à estaca zero.

O que ocorreu no domingo passado é algo bem simples definido pela criminilogia e pelo Código Penal Brasileiro: homicídio. Não foi uma simples briga de rua ou arruaça. Aconteceu um crime grave, causado por uma duas, ou cem pessoas. Os responsáveis devem ser presos e julgados para nunca mais ameaçarem a sociedade por seu fanatismo imbecil e irracional por um time de futebol.

Uma pessoa que mata um ser humano por causa de 22 homens correndo atrás de uma bola é caso de prisão perpétua ou internação permanente. Não existe sociologia possível que explique este ato banal, criminoso e estúpido. É a completa animalização do ser humano.

A Copa de 2014 está chegando. E com ela milhares de hooligans e barras-bravas chegarão em nossos portões. A segurança do cidadão brasileiro está em xeque. Se o melhor exemplo de segurança em jogos de futebol foi o terror que vimos no fim de semana, estaremos perdidos.

Que a polícia e a justiça paulista cumpra a sua missão e prenda esses assassinos. O lugar desses facínoras é dentro de uma penitenciária e não em um estádio de futebol. Se por acaso um criminoso enchesse um cidadão de pauladas em plena avenida Paulista qual seria o seu destino? Seria preso na hora. Qual a diferença dele para o assassinos que mataram os palmeirenses na semana passada? Nenhuma!   Por que tratam o torcedor organizado como uma mera empresa de CNPJ?  Cadeia brava e impiedosa para estes animais.

Anúncios

MP, RT, BB, TRANSPETRO, ITAQUERÃO, O QUE VOCÊ NÃO SABIA?

31/03/2012

Por Fernando Sampaio

 

O Ministério Público Federal está investigando o dinheiro público no Itaquerão e a participação de Ricardo Teixeira. O cartola batalhou, foi atrás do investimento público, pressionou, ameaçou, convenceu e escolheu o estádio. Até aí, nenhuma novidade.

Depois que liberaram a grana, saiu a aprovação.

RT pagou o favor, destruiu o Clube dos Treze e seguiu em frente.

Desde o ano passado, o leitor do Blog já sabia que o Itaquerão só seria viabilizado com dinheiro público. A conta não fechava. Nunca existiu projeto, muito menos patrocinadores. Tenho certeza que empresas privadas investirão no futuro, mas só depois de tudo pago pelo contribuinte, claro. Ninguém é maluco. Ninguém rasga dinheiro, exceto estatais.

E este dinheiro das iniciativa privada, pós-construção, não será para os cofres públicos, mas sim para a construtora e os futuros donos do estádio.

Quem estava bem informado sabia que Jerome Valcke não decidia nada. Fazia sempre o dissimulado, falava em “ponto cego”, “caderno de encargo”, cobrava respostas, prazos, ameaçava, tudo jogo de cena… A FIFA queria mesmo é nosso dimdim. Pagou levou.

E tinha gente que levava a sério.

Com a garantia de quase R$ 1 bilhão em dinheiro público para levantar o estádio e mais o dobro disso na mobilidade urbana, você acreditava mesmo na necessidade de aprovação da FIFA. Fala sério.

Ora, a entidade não interfere nas negociações para a escolha das cidades e estádios. Funciona como uma famiglia. Depois do negócio fechado com os governos, O COL mandou fazer o projeto, a firma alemã que aprova tudo aprovou e saiu o carimbo.

Tudo tem seu preço, pago sempre com o dinheiro público e a moeda política.

Êta carimbinho caro.

Hoje li na UOL que o MPF está pedindo para ver o contrato do empréstimo do Banco do Brasil para a Odebrecht. O leitor do Blog sabia que o BB daria garantia ao BNDES. Ué, isso pode? Claro, aqui vale tudo.

É assim que o Brasil paga sua Copa 2014.

E mais uma notícia, informação que vem de donos de postos de gasolina.

Vale checar com a Petrobrás, mas lá ninguém responde nada, ainda mais oficialmente.

A Petrobrás cortou o bombeio de Gasolina e Diesel às bases das Empresas de Petróleo. A estatal, através de oleodutos, envia combustível para Guarulhos. Lá diversas distribuidoras (Shell/ Esso/ Alesat e a própria BR) recebem o produto e redistribuem aos postos da Região Metropolitana e parte do interior.

Sem prévio aviso, a  estatal Transpetro cortou a distribuição de petróleo para que sejam retirados dutos que estão atrapalhando as obras do Itaquerão. O oleoduto está sendo desviado, e o bombeio só retomará, provavelmente, na próxima segunda-feira.

Ué, essa conta também será paga pelo contribuinte? Negócio da China.

Este é o Brasil, onde os interesses de alguns políticos prevalecem sobre os interesses da imensa maioria da população. Antes da escolha do estádio paulista, a Jovem Pan fez uma pesquisa: 70% dos paulistanos queriam a modernização do Pacaembu.

Foi o único projeto apresentado ao público, ganhou prêmio em Congresso de Engenharia, seria viabilizado através de uma Parceria Público Privada, nada sairia dos cofres públicos durante a construção. O Município só começaria a pagar depois de pronto, em 20 anos, utilizando recursos do próprio espaço modernizado.

Só o estacionamento naquela região pagaria a conta, mesmo sem futebol.

Isso sem falar na valorização do patrimônio da cidade, nosso estádio.

Dinheiro público naquilo que é público. Lógico. A população merece qualidade de vida e investimentos naquilo que é seu, como Pacaembu, Ibirapuera, Parque do Povo, Parque Villa Lobos, Parque do Carmo, Parque Ecológico do Tietê, Museus, Monumentos, etc….

Só uma decisão forrada de interesses minoritários, abandonaria a ideia do Pacaembu modernizado, vitalizado, gerando receita para a Cidade de São Paulo. Impressionante.

Isso é Brasil.

1964 NUNCA MAIS!

31/03/2012

Hoje dia 31 de Março é aniversário de uma das datas mais negras da história do Brasil.

Hoje o país se redemocratizou e temos até a oportunidade de ter uma ex-guerrilheira como presidente da república.

Em tempos de se formar uma  “comissão da verdade” é fundamental que o povo brasileiro tenha conhecimento do que aconteceu nesse período turbulento e insano de nossa sociedade.

A música de Renato Russo é um belo resumo do terror daqueles tempos de censura, falsa moralidade, terror e tortura.

Que lembremos dessa malfadada data para que ela nunca mais se repita.

Democracia sempre. Ditadura nunca mais.

RESUMO DA ÓPERA 31.03.2012

31/03/2012

Olá amigos.

Finalmente depois de uma longa ausência a coluna Resumo da Ópera volta com tudo abordando os assuntos que foram destaque nesse mês de Março. Afinal depois de uma boa ausência não pude deixar de comentar sobre algumas notícias, mesmo que elas estejam meio “atrasadinhas”.

Mano Menezes, o “europeu” – A mídia e profissionais do futebol massacraram o atual técnico da seleção brasileira por ele afirmar que Neymar deve ir para a Europa para melhorar o seu futebol. Sinto muito Mano, mas vou me juntar a turba para participar do “espancamento futebolístico”.

Para mim Mano depreciou o futebol brasileiro e o pior se auto depreciou. Afinal Mano nunca treinou uma equipe do velho continente. O treinador fez carreira no interior do Rio Grande do Sul e começou a se destacar nacionalmente no Grêmio. Seu esquema de jogo nunca foi “europeu”. Ou melhor foi sim, nos anos 20 antes de Cristo. Se Mano acha que o craque santista deve ir embora do Brasil significa que o futebol brasileiro é ruim. Futebol em que Mano Menezes foi criado e se formou.

Além disso, a Europa hoje em dia não é o oásis de evolução tática como tanto prega o treinador da seleção canarinho. Tirando Barcelona e agora o Atlethic de Bilbao não vemos uma grande revolução nas quatro linhas européias. A Itália continua com a mesmisse de seu “cattennatio”. O futebol holandês não se destaca no cenário europeu de clubes há 15 anos e na Alemanha também não vemos uma evolução crescente. Portugal então nem se fala. Há muito tempo só existem dois times disputando títulos na terra de Cabral. Na Inglaterra,  somente os clubes com padrinhos bilionários são mais bem sucedidos, mas não há um padrão tático efetivamente “revolucionário”. Alex Fergusson está mais de vinte anos no Manchester e não consta ele ele tenha mudad0 o seu jeito de treinar. O Chelsea é uma verdadeira piada pois troca mais de treinador que um time brasileiro. Portanto este lance de “evoluir” taticamente na Europa é bem relativo. Com a internet e tv fica  mais fácil observar como os times do velho continente jogam.

Não precisa ir muito longe para ver um time diferenciado na América do Sul. Se Mano Menezes acompanhou a Copa Sul Americana e agora a Libertadores basta ver a Universidad do Chile.

Vamos ser sinceros: de que adianta Neymar jogar no ofensivo e técnico Barcelona se na seleção brasileira ele vai ter que lidar na seleção com um técnico retranqueiro como Mano Meneses? Vai resolver alguma coisa? O que os treinadores brasileiros precisam fazer é deixar a preguiça de lado e parar de encher o meio campo de brucutus. No mais, o talento se guia sozinho.

Dana White – o esportista de araque – Os comentários que o chefão do UFC fez sobre o futebol ofendeu a muitos apreciadores do esporte. White disse que a modalidade mais popular do planeta é “o esporte que requer menos talento no planeta Terra. É por isso que uma criança de três anos pode jogar”. De fato senhor White, uma criança de 3 anos pode jogar futebol. Por isso que a modalidade pode ser considerado um esporte de verdade. Agora imagine um guri vestido com uma tanga enfiada no rabo, espancando uma outra criança no chão de um octógono ensanguentado. Não é uma bela cena para se ver não é mesmo?

Realmente bater num lutador deitado é uma senhora demonstração de talento. Brigar como galo todo mundo briga. Basta observar os embates de pitboys marombados em discotecas e praias de nosso Brasil varonil. Mas colocar uma bola no gol como o Messi faz é algo bem mais complicado. Mas isso é perdoável. Quem disse a frase foi um estadunidense Zé Bombeta que acha que o que promove é esporte e que provavelmente nunca viu uma partida de futebol de verdade.

A Lei do Passe voltou? – O jornalista Juca Kfouri afirmou em seu blog que a revalidação do contrato de Oscar ao São Paulo seria a volta da famigerada “Lei do Passe”. A abobrinha foi tamanha que se seguiu uma enxurrada de comentários negativos, mas respeitosos com argumentações plausíveis dos internautas sobre o tema. Mas para o jornalista, isso soou como arrogância e “juridiquês” de torcedor fanatizado. O profissional esqueceu de citar que a Fifa não permite a existência de dois contratos de trabalho. Se Oscar continuasse a jogar pelo Inter, o clube gaúcho poderia ser penalizado pela entidade. Resta a Oscar e ao Inter entrar em acordo com o tricolor paulista para resolver a questão. A novela vai continuar e promete mais capítulos em breve.

Adriano – Um caso perdido – De rescisão em rescisão a carreira do centroavante Adriano entra em franca decadência. Mais uma vez o atacante não correspondeu as expectativas e foi demitido do Corinthians por justa causa. Ninguém do parque São Jorge aguentava mais as falta de empenho em sua recuperação física, suas constantes idas ao Rio de Janeiro e suas desculpas esfarrapadas. Lembremos que toda essa situação foi causada pelo próprio Adriano, que é um bom centroavante mas é um péssimo profissional. Durante um bom tempo o atacante até que conseguiu juntar a sua vida boêmia com os gols na Inter de Milão, São Paulo e Flamengo. Mas a idade chega. Os problemas causados pela noite começaram a afetar o seu desempenho e Adriano foi um fracasso na Roma e no Corinthians. Por causa de seus atos não foi convocado para a Copa de 2010. Lamentável que um talento de grande potencial se desperdice dessa maneira. Adriano jogou a sua carreira literalmente na lata do lixo.

O Brasil ficou mais pequeno – O falecimento de Chico Anísio e Millôr Fernandes tornou o Brasil um pouco menos alegre. Chico que fez o país todo rir com mais de seus duzentos personagens irá deixar uma imensa lacuna. Um trabalho que nunca será igualado por nenhum outro humorista do Brasil. Millôr Fernandes com seus escritos e desenhos irônicos e bem humorados fizeram a história da escrita contemporânea brasileira. Seus trabalhos no Pasquim, Veja e outros veículos de comunicação sempre foram o retrado de um artista culto, clássico e ao mesmo tempo escrachado e moderno.  A dois grandes homens da nossa cultura a nossa modesta homenagem.

 

THE END

12/03/2012

Ricardo Teixeira: o fim do reinado

 

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira renunciou ao cargo da CBF e do COL.

Há duas semanas tudo indicava que o prenúncio de sua renúncia não passava de um boato dada a movimentação contrária de políticos e o apoio que as federações estaduais deram a ele na semana passada. O “golpe” da licença médica já dado há dez anos nas CPIS do Congresso também demonstravam que o cartola iria esperar a chapa esfriar para voltar em grande estilo.

Hoje, surpreendentemente Ricardo Teixeira anunciou a sua saída e deixou a cadeira da CBF, para nunca mais voltar. A pressão da opinião pública, a deterioração de sua saúde e a falta de de apoio da presidenta Dilma Rousseff foram determinantes. A investigação de órgãos federais para devassar a sua vida financeira foram fundamentais para que Teixeira pular do navio como um rato assustado.

Para não perder o que já tinha, Teixeira vendeu suas propriedades e irá viver uma vida tranquila em Boca Raton nos Estados Unidos. José Maria Marin, o vice-presidente mais velho da entidade assumirá o seu lugar.

Ex- governador de São Paulo e ex-presidente da Federação Paulista, Marin voltou a cena depois de roubar uma medalha na entrega de troféus na Copa São Paulo deste ano. Participou do grupo ligado a Nabi Abi Chedid, que comandou tragicamente a CBF nos anos oitenta.

Marin pertenceu a Arena, partido que deu sustentação ao regime militar de 1964. Foi apadrinhado de Paulo Maluf, um dos piores políticos que esta nação já conheceu em toda a sua história.

Depois de 27 anos de ditadura militar parece que uma das únicas instituições que não conseguiram se democratizar foi o futebol. As federações permanecem vinculadas a velhos vícios, sempre com os mesmos presidentes ligados a esse ou aquele grupo político. Trinta anos de descalabros e nada se altera.

A saída de Teixeira poderia representar uma saída para o estilo feudal do futebol brasileiro, mas a entrada de Marin é o sinal de que as coisas continuarão como estão. Nada irá se alterar até segunda ordem. Afinal com filhos de Sarney e outros grupos politiqueiros no comando da entidade não há premissa de melhorias.

Os clubes, os verdadeiros alicerces do futebol brasileiro é que deveriam tomar as rédeas da organização do esporte. Unidos os times poderiam comandar um liga independente e organizar um calendário menos sofrível e buscar maiores lucros almejando uma verdadeira profissionalização do esporte.

Mas as esquadras brasucas são comandadas por verdadeiros “mini Teixeiras”. Alguns, como o agora ex- presidente da CBF alteram o estatuto para permanecerem no poder e outros compram fazendas deixando o seu time a míngua e sem salários. Alguns trocam uma possível independência por estádios e favores pessoais.

Enquanto a mentalidade dos dirigentes for essa, a troca da cadeira da entidade futebolística será um “mero seis por meia dúzia”.

Há motivos para comemoração? Claro. O ex-genro de João Havelange representava tudo o que era mais nefasto do futebol brasileiro, mas não se esqueçam. Ele não se elegeu sozinho. Se o ex-comandante da Confederação Brasileira de Futebol ficou na entidade durante 23 anos é porque o presidente do seu clube o colocou lá.

Enquanto os times de futebol do Brasil continuarem a fazerem o papel de meros serviçais, o desenvolvimento do esporte mais amado pelos brasileiros permanecerá estagnado.

A duvida que fica é a seguinte: a saída de Teixeira representa um avanço ou um retrocesso?

Somente o tempo terá essa resposta.

Esperamos sinceramente que o futebol brasileiro mude para melhor.

GÊNIOS!

08/03/2012

Messi e Neymar: os dois maiores craques do futebol mundial

Ontem foi um momento de gala do futebol mundial.

Pela Liga dos Campeões da Europa, o Barcelona realizou um autêntico massacre sobre o Bayer Lerverkussen por 7 x 1. Parecia um treino de luxo do clube catalão. Messi, impossível, fez cinco gols e se tornou o artilheiro absoluto da competição. O mais incrível do jogo da equipe comandada por Guardiola é que os gols saíram naturalmente. Ao time alemão só restou correr atrás e olhar as redes do arqueiro Leno serem estufadas. Messi vive um momento mágico em sua carreira. Sua grande fase reflete até na seleção argentina. Na semana passada ele fez três gols contra a Suíça e aparentemente quer se desvencilhar da fama de “pipoqueiro” em seu país. Ao que parece vai conseguir.

Na Vila Belmiro outro jogador fez os deuses do futebol sorrirem. É impressionante a evolução técnica e tática de Neymar. A cada partida o atacante santista mostra um amadurecimento impressionante. Ontem no acanhado estádio santista uma exibição que lembrou os tempos de Pelé. Dois gols antológicos contra o bom time do Internacional. Um deles começando no campo de defesa santista e terminando no fundo das redes coloradas. Outro quase igual com um toque de sutileza e frieza raros dentro do futebol brasileiro recheado de “volantes de contenção”. No ano passado, quando disse que o atacante santista merecia estar entre os melhores do mundo muitas pessoas discordaram.

Pois bem, quero ver o marqueteiro português que vende shampoo e passa a mão no topete fazer um gol desses. Não há comparação. Neymar e Messi são hoje os dois maiores jogadores de futebol da atualidade.

Dois gênios da bola. O futebol e nós admiradores do esporte agradecemos.

 

QUE COISA FEIA!

08/03/2012

O São Paulo venceu o Independente de Tucuruí por 1 x 0 em sua estréia pela Copa do Brasil.

Um resultado decepcionante não pela vitória bulímica, mas pelo sonolento futebol apresentado. O que se viu no estádio do Mangueirão foi um show de horrores. Passes errados, falta de criatividade do meio campo, o individualismo seboso de Lucas e as já tradicionais falhas da defesa.

Não fosse o erro catastrófico de arbitragem o clube paraense poderia ter tido melhor sorte.

Desde a derrota no clássico para o Corinthians se percebe que o tricolor é uma equipe irregular. Talvez a mais inconstante e mais fraca dos quatro grandes clubes paulistas atualmente.

O time está em formação e tem vários atletas no estaleiro, mas se percebe uma letargia incômoda no elenco. O São Paulo ainda não engrenou este ano e nem fez uma grande apresentação. Vencer times modestos no campeonato paulista não é parâmetro hoje em dia. A invencibilidade dos grandes no torneio regional bandeirante fala por si.

Na terceira partida que interessava ao clube esse ano mais uma apresentação sofrível. É louvável a vontade dos atletas paraenses em jogar a partida de suas vidas e dar o sangue em campo. Mas é inadmissível que um clube como o tricolor paulista, que tem o quíntuplo do orçamento de seu adversário realize uma partida tão medonha e pueril.

Enfim, o Sampa vai ter que melhorar muito se quiser ver a cor do troféu da Copa do Brasil pela primeira vez em sua história. Por enquanto a esquadra de Leão não convence nem o mais fanático e apaixonado torcedor.

NOTINHA

08/03/2012

Repondendo ao e-mail do leitor André Azevedo, que me cobrou uma postagem sobre a entrevista de Luis Paulo Rosenberg ao Juca Kfouri na ESPN tenho o seguinte comunicado.

1- O blog já teceu duas ou três opiniões sobre o cidadão. Se você procurar no mecanismo de procura vai saber o que eu penso sobre o vice presidente do Corinthians.

2- Não vamos promover mais as falas escrotas do cidadão por aqui. Não iremos reproduzir os excrementos de uma pessoa proibida de atuar no sistema financeiro nacional e internacional por suspeita de fraude e que foi consultor de várias empresas que faliram. O currículo dele já fala por si.

3- A obrigação de defender os interesses do São Paulo Futebol Clube e de sua torcida pertence aos seus diretores e seu presidente. Não vou fazer o papel de porta-voz do clube. Cabe a diretoria tricolor o papel de responder e defender o time sobre as ofensas ditas pelo boquirroto. Afinal eles estão lá para isso.

Esclarecido?

Abraços

MEU AMIGOOOOOOO!

01/03/2012

Como este blog afirmou e muitos leitores duvidaram Ricardo Teixeira não renunciou à presidência da CBF. Pelo contrário encontrou apoio dos canalhas de sempre e a covardia dos clubes de futebol que morreram de medo dos atos insanos do cartola mór. Como foi escrito este cidadão ainda ganhará uma medalha do governo e será taxado de injustiçado por todas as acusações feitas contra ele.

Segundo o blog do Menon, o ex-presidente Lula o convenceu Teixeira a não renunciar ao cargo. Uma “grande e nobre contribuição” do presidente que fez parte de um dos maiores assaltos da República com o caso do mensalão, que agoniza no Supremo Tribunal Federal por responsabilidade dos juízes nomeados por ele.

Este é o Brasil. Não me peça para explicar ou entender. Aqui criminoso e bandido se safam muito bem. Fato público e notório conhecido até internacionalmente. É só ver os filmes americanos de criminosos e ver qual país eles querem fugir depois de cometerem seus crimes. A frase de Dom Toretto, personagem do filme Velozes e Furiosos 5 diz tudo. Ao se deparar com um esquadrão especial criado para prendê-lo, o personagem nem se preocupa ao ver os homens da lei americanos numa rua movimentada do Rio de Janeiro. Grita “Aqui é o Brasil” e vários brasucas apontam armas para o pobre delegado estadunidense Dwayne “The Rock” Johnson.

Assim caminha a humanidade. Já me disseram que a corrupção no Brasil é o nosso holocausto. Por causa dela milhares de pessoas de bem morrem todos os dias, seja pela impunidade de se libertar traficantes ou assassinos bêbados de trânsito,  seja  pelos festejos de carnaval enquanto milhares de pessoas morrem em nossos hospitais e os nossos políticos escondem dinheiro de nossos suados impostos em suas malcheirosas e podres cuecas.

Em nossa nação quem tem as “costas quentes” não precisa se preocupar com nada. Pode comprar muamba ilegal, evadir divisas e fraudar jogo da seleção. Sempre vai se dar um jeitinho. Amigo é pra essas coisas. E repetindo a célebre frase “Diga-me com quem andas, que eu te direi quem és” é só olhar a foto abaixo. É a prova definitiva que vir para São Paulo de “pau de arara” não é atestado de honestidade pra ninguém.

O povo? Não se preocupem. Vai continuar a votar nesses filhas da puta.

Afinal não há o malandro sem o otário.