PACIÊNCIA E SUCO DE MARACUJÁ

by

Lucas: joga muitoooo

O São Paulo Futebol Clube não fez uma grande campanha nessa temporada. Isso é fato público e notório. Mas bastou o time ficar mais um ano em branco que parte da torcida e da imprensa já começaram a pegar no pé do garoto Lucas.

Vamos com calma pessoal. Não vamos transformar o camisa sete do tricolor em um novo Kaká.

Se bem que o atual jogador do Real Madrid só usou a pegação de pé da torcida como mera desculpa para ir para o Milan. Mas aí é outra história.

O fato é que o rapaz tem talento. Não há a menor dúvida que Lucas vai figurar entre os maiores jogadores do futebol brasileiro daqui a pouco tempo. Ele já passou da fase da “promessa” . Hoje ele é uma realidade. Vamos analisar. Qual jogador do tricolor paulista mereceu destaque este ano? Não vale citar o Rogério porque ele é “hors- concours” e Luis Fabiano que passou a maior parte do ano no estaleiro.

Complicado. Quando o time não funciona não tem garoto prodígio que dá jeito. E olha que ele teve um grande professor este ano. Mas Rivaldo não conseguiu ajudar o clube. Os treinadores ruins também não colaboraram. Para piorar a marcação sobre Lucas começou a virar prioridade dos adversários. Sem outro talento para acompanhá-lo no ataque durante todo o ano, a bola do time todo desapareceu. Culpar somente o rapaz é um erro absurdo.

A torcida são paulina não pode dar munição para bandido. Lembremos que na “crise de Cotia” no começo de 2010 em que vários garotos quiseram forçar a sua saída orientados por empresários, Lucas foi um dos atletas que não seguiu a rebelião dos fraldinhas. Quis ficar no Morumbi e crescer como atleta. O título do sul americano sub-20 e as convocações para a seleção brasileira provaram que ele seguiu o caminho correto. Merece respeito por isso.

Roma não foi feita em um dia. Dario Pereira demorou um bom tempo para virar um dos maiores monstros do tricolor. Veio como meia, saiu do clube como referência na zaga. Careca chegou em 1983 e só explodiu um ano e meio depois. Raí chegou ao portal do Morumbi em 1988. Quase foi embora do clube e somente em 1991 ele encontrou o futebol que o consagrou como um dos maiores ídolos da história do São Paulo. Até o início de 2010 a maioria do Brasil não falava sobre Neymar. Um ano antes ele e Paulo Henrique Ganso eram reservas de Vanderlei Luxemburgo.

Exemplos não faltam. Portanto a torcida deve ter paciência antes de cometer uma injustiça, porque de uma hora para outra Lucas pode seguir o mesmo caminho de Kaká, que deixou o Morumbi com fama de “pipoqueiro” e “Sandy de chuteiras” para ser campeão mundial pelo Milan e maior jogador do mundo em 2007. Se Lucas for embora e fizer gols espetaculares na liga italiana ou espanhola o arrependimento vai bater forte na “turma do caviar”.

Vamos pegar leve e entender a realidade do clube atualmente. Afinal paciência e suco de maracujá não fazem mal a ninguém.

Anúncios

10 Respostas to “PACIÊNCIA E SUCO DE MARACUJÁ”

  1. guinablog Says:

    Belas lembranças do Dario e do Raí, e faltou o Lugano também!
    Como o Leão falou hoje, 2012 nos reserva boas conquistas. A verdade é que estavamos acostumadoa a uma situação (de títulos todo ano) que não fazem parte da realidade do equilibrado futebol brasileiro.

  2. guinablog Says:

    Turma do caviar??? WTF!!! rsrsrsr

  3. guinablog Says:

    Vamos a Campinas buscar o RENATINHO, que pode arrebentar até a melhora do Cañete.

  4. Marcelo Abdul Says:

    Verdade. O Lugano passou poucas e boas também. Era “o jogador do presidente”. O técnico Oswaldo de Oliveira esculhambou com ele e no ano seguinte por pura falta de opção ele foi colocado na zaga e virou ídolo. O futebol brasileiro é bem complicado e equilibrado. Não dá pra ganhar todo ano. Tem no mínimo 13 clubes grandes por aqui e os intermediários dão um trabalho desgraçado. Aqui não é como a Espanha e Portugal onde só dois clubes se destacam. Torcedor são paulino vai ter que ter paciência.

  5. Marcelo Abdul Says:

    Uhauhauahauha! Uma paródia da famosa frase do Felipão que chamou os cornetas das cadeiras numeradas do Parque Antártica de “turma do amendoim”. No São Paulo os cornetas são diferentes. Ficam nos camarotes, vestem terno, tomam champanhe e comem iguarias de muito bom gosto. Ultimamente eles estão palpitando muito pelos lados do Morumbi. É a “turma do caviar”. Rssss.

  6. Marcelo Abdul Says:

    Olha. É uma boa. O São Paulo precisa de bons meio campistas. Será que ele está no caderninho do Milton Cruz? Rssss.

  7. Paulo Rubens Says:

    Eita! Turma do caviar foi foda mesmo. Rachei o bicudo. Uhauhauahauahua! Mas é verdade. Tá cheio de conselheiro corneta no São Paulo. Tá fodaaaa!

  8. Marcelo Abdul Says:

    Antigamente esse pessoal mais colaborava que atrapalhava. Hoje em dia tá parecendo a rua Turuiassu.

  9. Geraldo "JASON" Lina Says:

    O Lucas naum tem culpa do time ser ruim, mas ele só voltou a jogar bem com o Leão.
    Pras festinhas e baladas do Ronaldo ele vai cheio de disposição, mas na hora do jogo some. Mas esse nem é o problema.
    Foda é ele sair na imprensa e dizer que não é o salvador da pátria.
    Claro que não é, mas ai abre a boca pra falar merda e chama a atenção…

  10. Marcelo Abdul Says:

    Minha avó sempre dizia. Faça mais e fale menos.No final as pessoas te julgam pelo que você faz. Taí a dica pro Lucas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: