RESUMO DA ÓPERA – 06/08/2011

by

Fred contra a marginália- O que aconteceu com o centroavante Fred do Fluminense durante essa semana é o típico caso de como as pessoas podem se comportar da maneira mais imbecil possível.   Eu não sou fã de torcida organizada. Aliás, não acredito que eles são torcedores de verdade pelo simples fato que eles não sustentam o clube e sim são sustentados por ele na maioria das vezes.

Fred tem toda a razão de querer sair do tricolor das Laranjeiras. Afinal de contas não é fácil ser perseguido por torcedores profissionais só pelo fato de estar num bar com seus amigos num dia de folga. Qual o problema? Isso é coisa de fascistas e cafajestes que acham que o um clube ou uma instituição está acima de todas as coisas. Ninguém tem condições de trabalhar num lugar em que a própria torcida lhe persegue até quando você vai ao banheiro. A que ponto chegou a cretinice desses babacas.

Sanchez, o dirigente “modelo” – Bastante esclarecedora a reportagem da Revista Isto É sobre o presidente do Corinthians, André Sanchez. A publicação revela muito bem quem é e quais os objetivos nefastos desse sujeito. Me surpreende que as autoridades eleitas pelo povo apoiem as iniciativas desse cidadão que usa o erário público para a construção de um estádio particular. Não posso desejar outra coisa para estas pessoas do que a cadeia. Os políticos paulistas são cúmplices ou até mesmo participantes de um crime. Infelizmente as autoridades brasileiras não pensam no bem público e sim nas suas políticas pessoais e eleitoreiras. E o Brasil vai se afundar em dívidas por causa dessa Copa e da Olimpíada de 2016. O fato de Dilma colocar Pelé como “embaixador” do Brasil na Copa não significa nada. É apenas biribinha para distrair os jornalistas mais afoitos.

Dilma é a principal responsável. Afinal não foi o governo dela que gostaria de  “esconder” os custos das obras da Copa? Não foi o seu partido e a sua base aliada que minaram a CPI contra o Ricardo Teixeira? Não será o BNDES que financiará o pornográfico Itaquerão? Como diz uma nobre frase da antiguidade, “Não basta a mulher de César ser honesta, tem que parecer honesta”. Dilma posa de anti Teixeira mas pouco faz para realmente ter essa alcunha.

ps- Um recado ao presidente do Santos. Aí Luis Álvaro, o Sanchez é o seu amigo né? –

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2011/08/06/andres-faz-reuniao-com-dis-por-ganso-santos-pode-ceder-para-evitar-ponte.htm

Com amigos desses quem precisa de inimigo?

Capitão América – Foi uma agradável surpresa ver o mais noivo filme da Marvel. Ao contrário dos dois últimos filmes Homem de Ferro 2 e Thor, o personagem foi muito mais trabalhado. Deu para perceber que a produção fez um esforço magnânimo para que o filme não caminhasse para a patriotada numa era crescente de antiamericanismo no mundo, o que seria um desastre para a bilheteria do filme. Mas nunca achei o Capitão América um típico “redneck” patriota. Steve Rogers foi criado em Nova Iorque, uma cidade multicultural no meio da depressão econômica de 1929. Comeu o pão que o diabo amassou com a perda prematura de seus pais. Quando ele se tornou o Capitão América combateu os mais fascínoras nazistas da face da terra como o Caveira Vermelha e o Barão Zemo. Ele é um homem de seu tempo, mas não é o típico americano republicano e babaca.

A minha fase favorita com o personagem foi nos anos setenta quando Steve Englehart e Sal Buscema se encarregaram de desenvolver o personagem depois da revolução cultural e política da década anterior. O Capitão sempre teve parceiros brancos e na década de setenta o seu maior amigo era Sam Wilson, um afro americano. Capitão América e Falcão acompanhado de sua inseparável águia Asa Vermelha combatiam os mais perigosos criminosos do Harlem e da cidade de Nova Iorque. Inesquecível.

A melhor história do Capitão nesse período para mim foi “O outro Capitão América”. Para quem não sabe Steve Rogers foi dado como morto em combate na segunda guerra e substituído por outras pessoas. Uma delas era um típico americano radical, racista e anticomunista criado na era do Machartismo e das perseguições dos anos cinquenta. Por seu radicalismo ele foi capturado pelo governo e congelado.

Capitão América x Capitão América: uma das maiores histórias da Marvel

Quando o verdadeiro Capitão América voltou depois de uma longa animação suspensa, o seu predecessor racista também foi libertado. E os dois inevitavelmente acabam se enfrentando numa das melhores histórias da Marvel Comics. Foi um embate da América radical, moralista e wasp do passado contra os novos conceitos americanos de direitos civis, democracia e tolerância defendidos pelo verdadeiro Capitão América. Recomendo o filme e também as histórias do Capitão desenhadas pelo Sal Buscema. O “vingador mascarado” pode evocar uma antipatia por ostentar uma bandeira em seu uniforme, mas que representa muito mais do que uma simples propaganda política nos dias de hoje. Talvez o melhor do que os Estados Unidos tem a mostrar ao mundo.

Se você for ver o filme fique até o final dos créditos. Você que é fã dos Vingadores vai ter uma agradável surpresa.

Anúncios

8 Respostas to “RESUMO DA ÓPERA – 06/08/2011”

  1. guinablog Says:

    Eu acho estranha a história do Fred cara, lembre-se que o Rafael Moura tava junto com ele, e foi pro jogo, até fez gol! Isso me cheira jogada de empresário, para conseguir um contrato melhor, logo agora que o cara tá na seleção? Torcedor não tem direito de fazer isso, mas isso não é novidade no futebol brasileiro. Tá errado, mas não é novidade!
    Quanto a matéria da Isto É, não vi nada de novo que já não tenha sido divulgado. Não vai dar em nada, afinal é Brasil. ´Já sua pergunta para o LAOR é boa, afinal “diga-me com quem andas e eu te direi quem és!”, ou não? ( Abdul vc apertou o ccara, hahahaha)
    O filme do Capitão América, eu vor a semana que vem, confesso que nunca fui grande fã do herói yankee, mas vou ver o filme com boas expectativas, porque vc é a 3ª pessoa que fala bem do filme. E acho que essa onda de filme de heróis está esgotando a fonte, vide as péssimas adaptações que estamos vendo ultimamente.
    Vou parar com a ópera, acho que já cantei demais!!!
    Parabéns pela ópera, foi bem eclética. hahahaha

  2. guinablog Says:

    Amigão, eu quero te avisar que tomei a liberdade de anunciar no rodapé do meu blog, o livro do seu pai, vlew? É que ele foi muito gente boa comigo, e gostei muito das crônicas do seu “velho”, e acho que mais pessoas tem de adquirir e conhecer a obra dele. Espero que vc me desculpe, mas foi para uma boa causa! Abçs..

  3. Marcelo Abdul Says:

    Que é isso cara. Pra mim e pro meu pai é um puta privilégio você fazer isso. Muito obrigado Guina. O “véio” é fera mesmo. Eh Eh Eh.

  4. Marcelo Abdul Says:

    Eu também achei meio estranho isso. Pode ser até uma desculpa do Fred para sair. Mas vamos raciocinar. O cara tava tranquilão na dele no bar e surfando no Rio. Daí chega um bando de marombados e invadem a privacidade dele. Daí se o cara tinha alguma dúvida daquela oferta do Shaktar Donesky ela se dissipa totalmente depois da pressão dos torcedores marginais. Isso não é novidade. Lembra do Kaká? Do Tévez? Do Wagner Love? O jogador de futebol não aguenta esse tipo de pressão e usa isso como válvula de escape. Otários são os torcedores que ficam fiscalizando o cara na noite. Com quem ele sai, se toma cerveja ou não. Pera aí. Vamos com calma. O cara é um ser humano porra. Ele adora uma cervejinha e um churrasco. Qual o problema? O Sanchez já é bastante conhecido pela PF desde que era diretor do Dualib. O problema é que tem muita gente da imprensa (diga-se BAND, Globo) que dá espaço e não denuncia as ações desse elemento. O LAOR é outro gaiato enganado pelo dirigente corintiano.
    Eu gostei do filme. Foi o melhor dos ultimos três feitos pela Marvel. E os filmes de heróis dos quadrinhos estão mesmo desgastatos ultimamente. A novidade se perdeu infelizmente. Mas isso virou um gênero na história do cinema como o western. Logo teremos o Motoquerio Fantasma 2, Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge, O espetacular Homem Aranha o os Vingadores.

  5. guinablog Says:

    O Fred tem uma proposta do Shakhtar??? Disso eu não sabia!
    Se isso for verdade, o Paulinho tinha raz~~ao sobre suas denúncias contra o Mano Menezes. E suas estranhas ligações com o Henouda, o Carlos Leite e os dólares “soviéticos”.
    Cara se isso acontecer, tem de prender toda a trupe do “Cururu”.

  6. Marcelo Abdul Says:

    Foi só um exemplo Guina. É que o Shaktar é famoso justamente por essas coisas que você escreveu. Mas pode ser um time da China ou da Mongólia que pague mais. Putz! Demorou para prender esses caras. Mas sabe como é o Brasil né? Aqui eles recebem até título de cidadão, menos no Amazonas graças aos sábios deputados de lá (Ufa!, ainda tem pessoas que se importam com o país).

  7. Geraldo "JASON" Lina Says:

    O Fred é outro cachaceiro da noite.
    E pensar que o São Paulo estava de olho nele…

  8. Marcelo Abdul Says:

    Olha Lina. Ele pode gostar da noite, beber a sua cervejinha e comer quem quiser. O torcedor não tem o direito de ficar atrás do cara em sua vida particular, ainda mais quando ele está de folga. Mas se na partida ele não jogar porra nenhuma aí sim o torcedor tem todo o direito de xingar o cara. Mas na arquibancada. Fora dela cada um faz o que quiser. Mas se no trabalho, o cara não for bem, banquinho pro cara.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: