A AFIRMAÇÃO CELESTE

by

Uruguai 2 x o Peru

O Uruguai confirmou o seu favoritismo contra o Peru e está na final da Copa América depois de uma ausência de onze anos. Será a oportunidade do time de Diego Forlán se tornar o maior campeão das América do Sul já que a celeste divide quatorze títulos da competição com a Argentina ao longo da história.

Forlán: o craque faz bonito outra vez nos gramados argentinos

Ontem no péssimo gramado do estádio Cidad de La Plata, o primeiro tempo da primeira semifinal da competição foi disputado e tenso. O técnico do Peru, o uruguaio Sergio Marcarian armou novamente uma retranca pesada, fato comum nos times de menor expressão no torneio. O craque Diego Forlán e o artilheiro Luiz Suárez foram bem marcados pelos sistema defensivo do Peru, que não deixou o meio campo celeste fazer uma ligação direta com o ataque. Os peruanos tentavam boas jogadas com os atacantes Guerreiro e Advíncula, mas graças a incrível garra do time uruguaio prevaleceu. Era impressionante a vontade dos comandados de Oscar Tabarez. Não havia bola perdida.

Lugano: garra uruguaia parou o Peru

Com a dedicação tática dos dois lados, o jogo caminhava para um desagradável empate sem gols. Mas na segunda etapa o Uruguai teve mais ímpeto e técnica. Diego Forlán, o maior jogador da Copa América até aqui, se deslocava em vários setores do campo sempre procurando um melhor posicionamento na muralha adversária. Aos sete minutos, o camisa dez celeste emendou um chute que foi rebatido pelo goleiro Fernández. Suárez, oportunista como sempre, abriu o placar. Era a senha para que todo o esquema do Peru desmoronasse. Pouco tempo depois, o Peru saiu em disparada e desguarneceu sua retaguarda. No contra ataque o Uruguai fez o segundo com o mesmo Suárez após um belo passe de Alvaro Pereira.

Suárez: dois gols e artilheiro da Copa América

Após a expulsão infantil de Guerreiro, a vitória charruá era só questão de minutos. A seleção peruana tentou pressionar no final mas foi inútil. Muslera fez apenas uma boa defesa no segundo tempo. Desde que o sistema de mata-mata foi instituído na Copa América em 1975 o Uruguai acumula seis finais. Um currículo impressionante para uma seleção carimbada como “decadente”ao longo das últimas décadas. Após a boa campanha do mundial de 2010, o Uruguai confirma o seu favoritismo. Só não se pode afirmar que já é o campeão pelas zebras constantes que teimam em aparecer nos esburacados gramados  argentinos.

Anúncios

4 Respostas to “A AFIRMAÇÃO CELESTE”

  1. GUINA SP10 Says:

    Gde. Abdul, é triste eu relatar que me peguei torcendo como louco pela Celeste ontem. Quando a seleção da CBF joga, eu (infelizmente) nem ligo!

    Mas acho que o campeão será o Paraguai.
    Espero estar errado. Parabéns pela cobertura da copa América!

  2. Marcelo Abdul Says:

    Fala Guina. Quando vemos um time jogando com alma é impossível não torcer. Muitos pachecos acham que devemos torcer para o Brasil independente de Ricardo Teixeira ou dos jogadores fraldinhas. Mas como diria Paulo Francis o patriotismo é o último refúgio dos babacas. Vou torcer pra jogador que tá pouco se lixando se ele ganha ou perde a Copa? Vamos ver essa semifinal. Vai que a Venezuela apronta..rsss. Valeu Guina. Abraços.

  3. Geraldo "JASON" Lina Says:

    Imagina Forlán, Lugano e Coates no Tricolor.
    PQP…

  4. Marcelo Abdul Says:

    Nossa senhora! Seria demais. Será que vamos ver o Forlán filho vestir a camisa do tricolor um dia? Tomara…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: