UM HINO À HIPOCRISIA

by

A pressão da FPF e da CBF venceu mais uma vez. O presidente do Santos Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro com medo de perder os seis títulos brasileiros “doados” por Ricardo Teixeira no ano passado cedeu às pressões da cartolada e vai realizar o jogo final da Taça Libertadores da América no Pacaembu.

As desculpas para as escolhas do estádio municipal foram patéticas e tentaram esconder o que até torcedor mais aloprado sabe. A CBF e a FPF de futebol não querem dar nenhum tipo de prestígio ao estádio do Morumbi. Talvez por medo que as pessoas saibam mundialmente que o estádio são paulino é a melhor casa para se fazer uma final na cidade, ou por pura picuinha do amigo do Teixeira, Andrés Sanchez. Não importa. O fato é que mais uma vez quem vai pagar com isso será o torcedor santista.

O Pacaembu é um belo estádio. Já dissemos mais de uma vez que reformado adequadamente, pode perfeitamente comportar a abertura da Copa do Mundo em São Paulo. Mas Lula, Kassab e o capeta querem gastar dinheiro público em um estádio particular. O que se pode fazer? No caso das pessoas honradas desse país vomitar e se enojar com tamanha sujeira e covardia, pois a maioria da população infelizmente resolveu votar na continuidade do pão e circo.

Mas voltemos a escolha “serena” de Luis Álvaro. Uma das justificativas apresentadas é a superstição. Em 2003 o Santos decidiu a final no Morumbi e tomou um vareio de bola do Boca Juniors de Tévez e Palermo. Como se o Pacaembu fosse o templo sagrado dos times brasileiros no torneio continental. Em mais de cinquenta anos de torneio, nenhum clube ganhou uma Libertadores por lá. Palmeiras, Corinthians e até mesmo o São Caetano tentaram, mas foi em vão. Então o argumento “supersticioso” cai por terra, ainda mais porque numa final de Libertadores existem dois jogos e o Santos apanhou também em La Bombonera no primeiro jogo de 2003. Azar? Não. É porque o peixe tomou um baile mesmo.

Outra desculpa. No Pacaembu, a torcida ficará mais “perto” e vai pressionar o adversário. Verdade, mas torcida entra no campo? Eles já assopraram em conjunto e fizeram uma bola entrar alguma vez? Acho que não. E o Peñarol está cansado de jogar em campos assim no Uruguai, pois lá só tem um estádio com capacidade de mais de cinquenta mil. O resto é caldeirão fervente. O Pacaembu não será problema.

O que mais irrita nem é a subserviência de nosso cartolas contra dirigentes nefastos do futebol brasileiro, mas as desculpas. É melhor assumir publicamente de que você é títere de alguém do que emitir palavras vazias sem substância. As desculpinhas do Sr. Luis Álvaro não colam e suas palavras são apenas um hino à hipocrisia.

Um conselho ao presidente do Santos. Tome cuidado, pois aquele que te acaricia hoje pode ser o que te esbofeteia amanhã. Se o Santos vencer a Libertadores, ( o que é muito provável) a ciumeira de um certo presidente de clube alvinegro se manifestará e o mesmo não medirá esforços para fazer com o seu clube, o mesmo jogo sujo que faz contra o São Paulo. É só questão de tempo.

Pobre torcedor santista que será alijado da sua vontade de ver o seu clube vencer uma Libertadores ao vivo. Muitos dos ingressos serão destinados a convidados e camarotes e o restante aos sócios. Sobrarão poucos ingressos à venda, mas isso é um velho problema que será discutido mais tarde.

O fato é que o futebol brasileiro está ajoelhado de frente para os piores tipos de pessoas. Os covardes, imundos e velhacos fanfarrões. Ainda bem que temos um Neymar e um Ganso para aliviar toda a podridão que nasce em volta dos estádios e que chegam aos infectos camarotes especiais.

Boa sorte ao Santos. E principalmente boa sorte ao torcedor santista que vai sofrer pela servidão de seu presidente aos dirigentes imundos do futebol brasileiro.

Anúncios

4 Respostas to “UM HINO À HIPOCRISIA”

  1. GUINA SP10 Says:

    Meu caro Abdul, como eu sempre digo :
    “O tempo é o senhor de todas as coisas.”
    Tem ingresso a mais de R$ 600,00. Um absurdo!
    Pobre torcida, que mesmo dentro de campo estando em suas melhores épocas, fora dele corre a passos largos para a vala comum.
    O LAOR enganou a muita gente, não a mim!

  2. Marcelo Abdul Says:

    Tem ingresso que é quase um salário mínimo. Realmente um absurdo. Mas tem quem pague por ele. O problema é trocar os camarotes e o conforto do Morumbi pelas tendas e pelos banheiros químicos do Pacaembu e dizer que é “normal”. Oras, vai enganar trouxa Luis Alvaro. Pensa que nós somos idiotas?

  3. Geraldo "JASON" Lina Says:

    Nada como um rabo preso…

  4. Marcelo Abdul Says:

    Pois é. O que 6 títulos brasileiros dados não faz não é? Isso desmerece o próprio Santos pois pareceu “acordão”. “Você me apoia, eu te reconheço 6 brasileiros”. Como se o clube precisasse ser reconhecido por já ter 6 títulos nacionais. Esse LAOR é uma piada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: