BOPE – A GESTAPO DE SÉRGIO CABRAL

by

A PM de Cabral reprime os bombeiros do Rio: truculência

SEM A MÍNIMA VONTADE DE AGIR COMO UM DEMOCRATA, O GOVERNADOR  MANDOU A SUA DITA TROPA DE ELITE JOGAR BOMBAS DE GÁS E TIROS NOS VERDADEIROS SERVIDORES DE ELITE QUE SÃO OS BOMBEIROS.

Por Francisco Carlos Garisto

Fico imaginando o que leva uma pessoa a obedecer ordens erradas e cruéis ao pé da letra. Quem faz isso, se dá por satisfeito por um elogio do chefe e alega que obedece cegamente para preservar a ordem pública e a hierarquia? Será?

Essa era também a justificativa das pessoas que torturaram, mataram e sumiram com os corpos de manifestantes na época da repressão política em toda a América Latina.

No Egito, na “defesa”do corrupto e ditador Hosni Mubarack, mataram centenas de manifestantes desarmados.No Iraque esses homens das tropas de choque da elite defenderam o ditador Saddam Hussein matando milhares de pessoas.

Os membros da Gestapo de Hitler também acreditavam que exterminando com os judeus estariam cumprindo com os seus deveres cívicos. Acreditavam piamente que estavam lutando contra vândalos.

Enfim, será que os componentes dessas ditas Tropas de Choque da Elite realmente acreditam nas ações arbitrarias que participam ou apenas obedecem a seus comandantes que se aninham nos colos dos governantes, usufruindo de altos rendimentos e outras benesses sociais?

Os antigos membros do Partido dos Trabalhadores, com Lula à frente, enfrentaram por diversas vezes essas Tropas de choque da Elite, alguns membros históricos até morreram nesses confrontos e hoje o que faz o PT juntamente com seus aliados das bases alugadas?

Agora no poder, criam Tropas de choque da Elite nos moldes da Gestapo e a SS nazista, para enfrentarem os opositores, mesmo que eles sejam apenas bombeiros que não agüentam viver com um salário miserável de menos de dois salários mínimos.

No âmbito federal foi criada ilegalmente (não consta previsão legal na Constituição Federal) a Força Nacional de Segurança Pública, quase que exclusivamente para fazer enfrentamento aos movimentos sociais em todo o país.

Nos Estados, são as ditas Tropas de choques da Elite que são treinadas para ferir e prender as pessoas que se atreverem a fazer uso da liberdade de expressão e pensamento assegurada na Constituição Federal.

Neste sábado a pérola da criação das GESTAPOS por todo o Brasil foi materializada no Rio de Janeiro.

A pretexto de combater bombeiros do Rio de Janeiro que protestavam a meses sem solução negociada por um salário que possam ao menos aplacar a fome de seus familiares, o governador do Rio de Janeiro determinou à sua Tropa de choque da Elite que prendesse quase quinhentos bombeiros que juntamente com seus familiares faziam um movimento pacífico em busca de uma melhoria salarial.

O governador Cabral, não montou uma comissão com membros do seu staff de negociação, até porque não tem um staff para isso. Sem a mínima vontade de agir como um democrata mandou a sua tropa dita de elite jogar bombas de gás e tiros nos verdadeiros servidores de elite que são os heróicos e elogiados bombeiros do RJ e seus familiares.

Essas tropas da elite prenderam mais de 439 bombeiros,( no morro do Alemão prenderam muito menos, ali os bandidos de verdade fugiram todos) os quais agora custarão para o Estado do RJ, 1.731,00 reais por mês,o preço do custo de um preso, ou seja, um bombeiro custa no RJ mais preso do que trabalhando salvando vidas.

Essa GESTAPO do CABRAL já está ficando marcada pela violência e pela falta de conduta democrática, uma vez que professores e outros servidores já conhecerem seus métodos de “negociação”.

O governador Sérgio Cabral, nascido por sorte em berço de ouro, acredita realmente que novecentos e cinquenta reais é um salário digno para quem arrisca a vida diariamente, disse isso na entrevista coletiva, onde também criminosamente (bombeiros não foram julgados), chamou de VÂNDALOS os Bombeiros do RJ, que apenas faziam um protesto. Alegou que os bombeiros invadiram o quartel. Ora, os bombeiros trabalham ali. Como podem invadir o local onde trabalham?

Mentiu na entrevista o governador Sérgio Cabral, quando disse que os bombeiros estavam armados e queriam confronto. Nenhum bombeiro foi visto armado e lá estavam também seus filhos e esposas. Não levariam seus familiares para confronto armado. Covardia é o governador fazer essa acusação torpe.

O governador Sérgio Cabral deveria descer do pedestal onde subiu e tentar imaginar como deve ser a vida de um bombeiro que arrisca a vida (em Petrópolis morreram alguns) todos os dias recebendo novecentos e cinquenta reais.

Na entrevista coletiva do “Fuhrer” Cabral, estava todo o seu staff que comanda a segurança pública no RJ, que deveria dar segurança, inclusive, a quem faz movimento paredista pacífico. Porém a tese fica mais evidenciada: Quem está no cerne do poder,partilhando a sensação de mando com governadores e até presidente não enxerga mais como antes enxergava.

Essas GESTAPOS de elite que hoje agem no Brasil são na maioria das vezes comandadas por servidores que antes sabiam o que era certo ou não, mas entre arriscar a perder o cargo que dá poder, dinheiro e fama, preferem obedecer aos desejos raivosos dos seus comandantes eventuais que na maioria das vezes não entendem nada de democracia ou segurança pública, mas por qualquer contrariedade ficam irados e usam suas Gestapos para uma vingança imediata e eficaz.

Estou tentando imaginar o que passou na cabeça dos policiais das ditas Tropas das Elites, que avançaram contra seus colegas bombeiros, os quais estavam com suas mulheres e filhas. Fico imaginando o que passou na cabeça de um policial militar classificado como das elites, que igualmente ganha um salário de fome por descaso do mesmo patrão.

Quem obedece cegamente às ordens de governadores e presidentes que agem como ditadores ordenando ações desumanas e até ilegais, pode até ser um servidor que conhece a hierarquia, mas estará muito mais próximo de ser membro de uma GESTAPO qualquer, do que um exemplar servidor público que jurou obedecer apenas às leis e a Constituição Federal.

Francisco Garisto é policial federal

Nota do blog – O governador deveria usar a polícia para prender traficantes de armas e drogas que atuam no Rio de Janeiro. Como se sabe, os marginais ainda estão fazendo a festa, mesmo depois da instalação das UPPS.  Os bombeiros deveriam ser tratados com maior respeito pelo governador.  Horripilante a decisão de Cabral de mandar “baixar o sarrafo” em trabalhadores que salvam vidas diariamente. Nem nos tempos da ditadura se viu repressão tão medonha e equivocada.

Anúncios

4 Respostas to “BOPE – A GESTAPO DE SÉRGIO CABRAL”

  1. GUINA SP10 Says:

    Cara esse papo da truculência da PM me dá nauseas. Infelizmente a policia (todas!!!!!) brasileira necessita de uma melhor preparação! Os caras vestem uma farda e se transformam. Já te falei, que o poder “revela” as pessoas!!!!

    Só que quando eles (PM) dessem o sarrafo nos traficantes, aparecem os direitos humanos.

  2. Marcelo Abdul Says:

    O problema é que a polícia não separa o cidadão comum do bandido. Isso é má formação. E os governos populistas como o do senhor Cabral tem culpa nisso. Deveria ter mais respeito com os bombeiros, mas foi truculento como um Emilio Médici.

  3. Geraldo "JASON" Lina Says:

    Que beleza !

  4. Marcelo Abdul Says:

    Esse é o Rio do sr. Cabral. Ao invés de atirar em traficante, atira em bombeiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: