Archive for junho \30\UTC 2011

A LISTA DA VERGONHA

30/06/2011

Como foi prometido na postagem anterior aqui está a lista com o nome, a foto e o partido dos vereadores paulistanos que aprovaram o uso do dinheiro público para a contrução do “Itaquerão” no primeiro turno.  Curioso ver que na relação há alguns nomes bastante conhecidos da população de São Paulo. Entre elas a de Toninho Paiva, que na década retrasada desejou mandar a  ex-mulher do prefeito Celso Pitta para o “cemitério  da Quarta Parada” por graves acusações dela contra o marido e que resultou num dos maiores escândalos que a camara municipal já viu.  Consta também na lista o vereador Ushitaro Kamia, que recentemente foi alvo de investigação da comissão de ética  por suspeita de desviar doações para fins eleitorais. Há ainda os nomes de Wadih Mutran e Netinho de Paula que dispensam maiores apresentações.

O mais curioso no entanto foi ver o voto de vários vereadores do PSDB. Partido que foi profundamente prejudicado pela criação do PSD de Kassab e que votou a favor de uma maracatuia armada pelo presidente Lula.  O PSDB, partido oficial da oposição ajudar o PT a construir um estádio particular com o dinheiro público é a prova maior de que os políticos são todos farinha do mesmo saco. Não há ideologias, convicções ou respeito pelo erário público. Apenas interesses pessoais e escusos. A lista será apresentada e atualizada no dia 3 de Outubro de 2012 para a população de São Paulo se lembrar de quem realmente trabalha a  seu favor.

Anúncios

VEREADORES DE SP APROVAM O “KASSABÃO”

30/06/2011

A aprovação de isenções fiscais para o estádio do Corinthians ocorreu ontem no primeiro turno. Tudo indica que o escandaloso projeto de Gilberto Kassab passará na segunda votação.

Será um dos maiores assaltos realizados a cidade de São Paulo. Poucos vereadores se levantaram contra o projeto indecente do prefeito paulistano. O resto como se viu seguiu as migalhas deixadas por Ricardo Teixeira.

Enquanto isso a cidade de São Paulo continua sem obras anti enchente e os usuários dos hospitais municipais sofrem com a falta de atendimento. Com 420 milhões de reais poderia-se criar mais vagas e creches e escolas e mais corredores de ônibus entre outras melhorias para a população. No entanto, todo esse montante vai ser destinado a um time de futebol.

O fato mais grave é que Kassab e a a maioria nos incompetentes vereadores paulistanos atende a interesses privados de dirigentes suspeitos de corrupção, como mostrou recentes reportagens da Rede Record. Não há justificativa para isso. Nem mesmo uma possível abertura de Copa, que poderia perfeitamente ser realizada num Pacaembu reformado e que ficará futuramente às moscas.

O legado que Kassab deixará para a cidade de São Paulo será pesado e trará graves consequências. Num país decente, Kassab já estaria sendo procurado pela justiça por improbidade administrativa. A cara de pau dos governantes já ultrapassou os limites da civilidade. Em breve o Blog do Abdul irá colocar o nome e a foto de todos os vereadores que apoiaram esse projeto anticonstitucional e que dá um soco na cara do contribuinte paulistano.

No dia 3 de Outubro de 2012 o nome e o rosto desses mesmos vereadores serão mostrados aqui. Será a nossa pequena contribuição para a que a camara de vereadores da cidade de São Paulo seja higienizada. Políticos acreditam que a memória do eleitor irá se apagar depois de alguns meses. Estarão redondamente enganados.

A NOITE DOS PESADELOS

30/06/2011

Botafogo comemora o primeiro gol: nova derrota são paulina

Há cerca de duas semanas já se alertava que a liderança do São Paulo e as cinco primeiras vitórias no campeonato brasileiro não poderiam deixar o torcedor tricolor eufórico. As convocações da seleção principal e sub-20, além das contusões de atletas chave do time como Rhodolfo e Wellington contribuíram para a queda e a perda da liderança do torneio nacional.

Ontem no Morumbi tudo o que a torcida mais temia se concretizou. Sem Lucas e com um time remendado, o São Paulo por pouco não foi goleado novamente pelo disciplinado Botafogo de Caio Júnior. O alvinegro carioca se fechou para contra atacar e esperou um erro do adversário. E ele aconteceu infelizmente, mais uma vez pelas mãos de Rogério Ceni que não segurou um chute de Elkeson. Mas antes do gol carioca, a defesa são paulina já apresentava falhas gritantes. Xandão e Luis Eduardo deixavam passar todas por cima e se a pontaria do Bota estivesse calibrada o tricolor sofreria um novo 5 x 0 facilmente.

A derrota do São Paulo pelo menos serviu para o torcedor são paulino perceber que Marlos é uma piada de mau gosto. Quantas chances foram dadas a esse jogador desde 2009? Passaram Muricy, Ricardo Gomes, Sérgio Baresi e Carpegiani. Quem se lembra de Marlos fazendo uma partida antológica que justificasse o infame apelido de “Lionel” Marlos?

Carpegiani tem a sua parcela de responsabilidade nas duas derrotas, mas quem errou de fato foi a diretoria são paulina que previa a perda de muitos atletas e nada fez para corrigir isso. Apostou as suas fichas em Marlos, Fernandinho e no “desanimado” Dagoberto. Perderam tempo e dinheiro. Nenhum dos três tem cacife ou capacidade de decidir nada. A realidade é que sem Lucas e outras peças importantes o tricolor deixa muito a desejar. Todos esperavam uma dificuldade com os desfalques, mas nunca atuações tão horripilantes como as de domingo e a de ontem.

Há algo de podre no reino do Morumbi. O descontrole e as falhas do principal jogador do time são um reflexo disso. As declarações de Dagoberto e a sua ausência numa partida importante como a de ontem fazem todo mundo ficar com a pulga atrás da orelha.

Resta o torcedor são paulino rezar para o mês terminar logo. Flamengo, Cruzeiro e Inter são os próximos adversários e o tricolor, com todos os problemas causados desde a perda da Copa do Brasil é uma dinamite pronta para explodir.

RESUMO DA ÓPERA – 28/06/2011

28/06/2011

G4 cancelado – A reunião dos quatro clubes grandes do Estado de São Paulo foi cancelada. A justificativa é que depois da goleada de 5 x 0 do Corinthians contra o São Paulo não haveria “clima” para o almoço dos presidentes. De fato desde que Corinthians, Palmeiras e Santos resolveram atender aos pedidos de Ricardo Teixeira não há mais clima para o tal G4 continuar a existir. Afinal como o São Paulo pode fazer acordos comerciais com cartolas que o apunhalam pelas costas? O G4 é uma entidade natimorta e sem propósito. O São Paulo FC deveria sair dela e procurar seus ares sozinho. A tal “união” dos quatro grandes clubes de São Paulo é uma autêntica piada. De fato, ela nunca existiu.

Jogo de cena? – Aparentemente, o governo de Dilma Rousseff resolveu mudar de ideia e não esconder mais os orçamentos das obras para a Copa de 2014 e a Olimpíada de 2016. Até então o sigilo era amplamente defendido pela presidente e pelo Ministro do Esporte, o insuportável Orlando Silva. O que mudou então? Acordo político? Fiquemos de olho, pois tudo pode ser um mero jogo de cena para dar satisfação à população brasileira. E políticos são as últimas pessoas em que devemos confiar.

Hasta Luego River – Depois de uma crise financeira interminável depois da desastrosa administração do ex-presidente José Maria Aguillar , o River Plate caí para a Série B do futebol argentino. Uma tragédia para um dos clubes mais tradicionais do planeta. Mas o torcedor “milionario” não deve desanimar. A grandeza do clube é inquestionável. Alguns dos maiores times do mundo já passaram por isso e se reergueram com muito mais força. O Milan foi rebaixado duas vezes nos anos setenta e no começo dos anos oitenta e ganhou mais três mundiais depois. O Schake 04 frequentou a série B da Bundesliga por vários anos e a sua torcida só aumentou na volta à primeira. No Brasil clubes tradicionais caíram e voltaram. Nada de desespero. A vida é assim cheia de altos e baixos. O que podermos dizer ao torcedor do River é apenas um até logo. Times como o River Plate jamais perderão a sua grandeza e a sua alma.

Taça das Bolinhas: a saga continua – O São Paulo FC conseguiu cassar a liminar que obrigava o clube do Morumbi a devolver a Taça das Bolinhas ao Flamengo. Há algumas semanas o presidente da CBF revogou a sua decisão de dividir o título brasileiro de 1987 junto ao Sport Recife por uma decisão judicial. O Flamengo entrou ontem com um recurso contra a decisão da décima vara Cível de Pernambuco que assegurou o título brasileiro de 1987 unicamente ao rubro negro da Ilha do Retiro.

O capitulo final dessa Odisséia está longe de acabar. Haverá muitos lances dessa cômica saga provocada pelo destempero de dirigentes do futebol brasileiro. A solução mais simples seria declarar os dois times campeões. Ninguém perderia nada do que já ganhou. Mas o campeonato brasileiro de 1987 se transformou em uma verdadeira kizumba. Prova de que no futebol brasileiro não há bom senso em nenhuma parte. Principalmente de seus cartolas bobalhões.

MÍDIA: DE BESTIAL À BESTA!

28/06/2011

Rogério: domingo trágico e prato cheio para os urubus da mídia

Depois da trágica partida de domingo no clássico Corinthians e São Paulo eis que vemos como algumas pessoas ligadas a mídia agem após uma peleja. Alguns com grande propriedade conseguem antever o que vai acontecer durante os  jogos.  Mas ninguém é perfeito, pois até que se saiba, nenhum dos jornalistas fez curso intensivo com Nostradamus. Mas piores são os comentaristas pós-jogo. Aí vemos situações cômicas, para não dizer trágicas.

Rogério Ceni tomou cinco gols no clássico de domingo. No entanto, o que teve mais destaque foi a falha no quinto gol de Jorge Henrique. Prato cheio para que os detratores do goleiro fizessem a festa em blogs, twitters e outros meios de comunicação. Opiniões de pessoas nefastas desse tipo nem deveriam ser consideradas, pois revela a grande mediocridade deles em relação ao que aconteceu no jogo. Comentaristas de botequim teriam argumentos melhores que os deles.

Antes do clássico, o que mais se falava era do tal gol 100/Fifa que o arqueiro poderia marcar “novamente” no rival. Uma semana antes, Rogério Ceni foi o maior destaque do São Paulo na vitória contra o Ceará. Além das defesas monstruosas, um pênalti defendido (que deve ter sido o centésimo da sua carreira também). Mas isso foi levado em consideração pela brigada “anti Ceni” da mídia depois da derrota contra o Corinthians? Não!

Como dizia o falecido treinador Oto Glória, quando se ganha é bestial, mas quando se perde é besta. É uma análise muito simplista e tosca em relação a um jogador espetacular como Rogério Ceni.  O  fato dele ser um profissional fora de série, aumenta a pressão dos facínoras do teclado sobre o arqueiro. Soltar bravatas dentro de um local aconchegante com ar condicionado é fácil.

Nenhum deles sabem o que é ser um goleiro. Poucos tem propriedade para sentir o que é ficar dentro da baliza e tentar dar o máximo de si, mesmo que seu time não esteja numa grande jornada. Qual guarda redes do mundo nunca tomou um frango? Até mesmo o lendário Yashin já engoliu seus peruzinhos. Confiram a participação da União Soviética nas copas de 1958, 1962 e 1966 para comprovar. Marcos nunca frangou? Gilmar dos Santos Neves nunca falhou?

Então porque esses mentecaptos da mídia esportiva pegam tanto no pé do goleiro são paulino? Simples, Rogério Ceni é um dos maiores gigantes do futebol brasileiro. Ninguém quer ganhar fama tripudiando o arqueiro do Caburaí de Santo Antão. As gozações e as sacanagens dos bravateiros só comprovam a grandeza do atleta. Um homem que se dedica 25 horas por dia no clube que ama, defende a instituição como um general espartano e faz mais de cem gols sendo um atleta que atua com as mãos. Como não incomodar os parlapatões?

A célebre frase de Oto Glória pode ser alterada.  Certos componentes da midia tem seres bestiais, mas na redações e nos escritórios acarpetados existem muitas bestas também.

SOLTANDO OS CACHORROS – RIVALDO! VOLTA PRO MOGI!

27/06/2011

Por Paulo Rubens de Abreu

Rivaldo pegue o resto de dignidade que lhe falta e volta pro Mogi Mirim.

Não tô tripudiando em cima do cara! Sabe o que é foda?

Um jogador como ele ser humilhado pelo babaca do Carpegiani.

Eu no lugar dele não aguentaria tamanha safadeza desse  técnico.

O cara depois de tomar uma toba de cinco da galinhada teve a cara de pau de falar que O TIME ERA INEXPERIENTE.

Fala sério meu! E porque o treineiro deixou o Rivaldo e o Ilsinho no banco?

Rivaldo é pentacampeão do mundo e o Ilsinho campeão brasileiro. Será que precisa de mais experiência que isso?

Toninho Cerezo foi campeão do mundo com quantos anos? Mas daí era o Telê. O QI era mais alto.

Mas bola pra frente. Deixa a galinhada fazer a festa porque meteu cinco num time de moleque  todo rememdado. Até parece que ganharam do Barcelona do Messi. AH AH AH AH AH! Como o tricolor incomoda essas criaturas cheias de penas meu Deus.

Rivaldo! Saia dessa! Você não merece tudo isso. Depois daquela tua estréia contra o Linense só anta é que não te coloca  pra jogar.

Vaza Carpa! Tu não serve nem pra ser técnico do Paraguai.

Aliás tu não é falsificado não?

UMA ASPIRINA POR FAVOR!

26/06/2011


Caros são paulinos.

Amanhã é dia de pegar o atestado médico.

Certo. O time  está desfalacado. Mas precisava ser de cinco?

Que burrada Carlinhos Paraíba.

Que frango capitão.

Mesmo assim a liderança é tricolor, apesar dos desfalques e da contusão do Luis Fabiano.

Trabalho? Amanhã?

Tô com dor de cabeça.

100 GOLS? NÃO! 102!

26/06/2011

Gostaria de deixar um aviso aos nobres jornalistas.

O gol número 100 de Rogério Ceni já foi feito no dia 27 de Março de 2011.

Portanto sem essa de gol 100/Fifa até porque os dois gols que o Rogério fez  não foram em peladas de solteiros e casados e sim em amistosos com árbitros, súmula e até transmissão de rádio. Outro detalhe,  os tentos foram marcados quando o arqueiro são paulino já era profissional.

O resto é conversa para vender jornal.

Se Pelé tivesse seguido os critérios da Fifa hoje, o gol 1000 não teria saído em 1969, mas anos depois.

Por que os critérios do passado que valiam antes e são aclamados não valem mais?

Cabe a Fifa do combalido  Joseff Blatter responder.

Afinal ele entende muito mais de “negócios” do que de futebol não é mesmo?

Os corinthianos podem ficar tranquilos. O histórico centésimo gol já aconteceu.

E foram eles que levaram.

RESUMO DA ÓPERA 24/06/2011

24/06/2011

Organização – Todos os telespectadores que acompanharam a final da Taça Libertadores de 2011 observaram a confusão causada por um filho de delegado que invadiu o gramado do Pacaembu ao final da partida. Em qualquer nação organizada esse cidadão, independente de ser filho de autoridade estaria atrás das grades. Mas como é comum no país da “carteirada”, nada foi feito contra o rapaz.

Organização 2 – Isso mostra muito bem como será a “segurança” dos estádios na Copa do Mundo de 2014. O Mundial da Fifa não pode ser comparado a bandalheira dos torneios organizados pela Conmebol, até porque nem o cartão amarelo suspende nos torneios da entidade sul americana. O preocupante, no entanto é ver a falta de mobilidade policial em situações como a de quarta feira passada.

Organização 3 – A Copa está chegando e não vemos uma grande movimentação das autoridades outorgadas em fazer uma legislação anti violência em nossos estádios. O Brasil necessita de leis que coloquem arruaceiros e brigões atrás das grades. Até porque em 2014 teremos hooligans e barra bravas de diversas nações pairando sobre estabelecimentos comerciais e nas ruas. Um conjunto de medidas judiciais é fundamental para se evitar desastres e demonstrações de impunidade no futuro.

Organização 4 – Outro fato preocupante é o terrorismo. Megaeventos como a Copa do Mundo e a Olimpíada precisam de policiais treinados em táticas antiterror. Pode parecer bobagem se tocar nesse assunto num país sem histórico de atentados internacionais, mas os criminosos pouco se importam com geografia nessas situações. Uma pequena brecha é o suficiente para eles colocarem bombas em estações de metrô e explodirem parques. E falhas de segurança não faltam no Brasil.

Torcedor paga o pato – Ainda sobre a partida de quarta-feira, vários incidentes foram registrados nas cercanias do Pacaembu. Inclusive torcedores santistas que demoraram a entrar no jogo final da Libertadores ou simplesmente ficaram a ver navios com os ingressos na mão. Torcedor infelizmente é tratado como gado em nosso país. E nem a Copa de 2014 vai fazer essa situação mudar enquanto tivermos dirigentes cooptados pelo poder. Torcedor não é gado, é cliente e merece respeito.

Mães Dinahs? – Ontem os veículos de comunicação já se adiantavam em antecipar a final do Mundial Interclubes entre Santos e Barcelona. Alguns inclusive já davam até a escalação. Muita calma nessa hora. Depois do devastador “efeito Mazembe” no ano passado nada poderá ser antecipado. O Mundial Interclubes agora gerido pela Fifa tem dois jogos. E os adversários não costumam dar moleza. Em 2005, o São Paulo penou para ganhar do Al Ittihad da Arábia Saudita na primeira partida. O Internacional de Porto Alegre teve o mesmo tipo de dificuldade contra o Al Ahly do Egito em 2006 e fez vexame no ano passado ao perder para o “todo poderoso” Mazembe da República Democrática do Congo.

O Mundial de apenas uma partida acabou em 2004. Tanto Santos como o Barcelona devem respeitar os seus primeiros adversários na competição. Todos gostariam de ver uma final como essa. Seria fantástico e atrairia os holofotes do mundo inteiro. Mas tudo mudou no ano passado quando Kabangu e Kaluyituka despacharam o colorado da final.

PRA QUE ISSO?

23/06/2011

Eu me pergunto porque um jornal faz uma manchete como essa em sua capa. Não faz sentido nenhum. Nem o rótulo de “jornal popular” justifica isso.

Primeiro, o que o Corinthians tem a ver com o título do Santos? O peixe ganhou a Libertadores em cima do Corinthians? Foi de goleada? Não. O time de Parque São Jorge nem foi para a fase de grupos.

Esse tipo de provocação gratuita não leva a nada. Tenta  humilhar o adversário, mas faz o efeito contrário. O título merecido do peixe ficou para trás e o jornal fez uma propaganda indireta do rival.  Quem foi o gênio?