A CARROÇA QUE VENCE O PRECONCEITO

by

A carroça do Ceará parou o bonde sem freio: paixão e humor

Depois do empate do Ceará contra o Flamengo no estádio presidente Vargas com a consequente desclassficação do rubro-negro, choveram twitters e postagens preconcetuosas contra os nordestinos por parte da torcida rubro-negra.

Eu não acredito que o pensamento de alguns flamenguistas de twitter, inclusive de muitos nordestinos seja o reflexo da grande massa rubro-negra. Aviso aos valentões, quem fez o gol do título brasileiro de 2009? Ronaldo Angelim um… um…NORDESTINO!

Será que esses mesmos valentões preconceituosos que xingaram os cearenses vibraram com o gol de Angelim? Certamente que sim. Mas isso não conta na cabeçinha bem pequena de alguns deles.

Investiguem! Qual time do Brasil que é 100% paulista, gaúcho, acreano ou amazonense? Não vão encontrar. Porque o Brasil é um país de diversas culturas, credos, sotaques e origens. O sujeito que é preconceituoso num país como o Brasil deveria se mudar para a Antártica. Não! Eles discriminariam os pinguins. Melhor deixá-los no ódio de seus quartos acarpetados iluminados por uma vagabunda tela de LCD.

Para os racistas mais  puristas até a Alemanha que foi berço de uma das maiores atrocidades da história humana mudou. A seleção alemã jogou uma Copa com jogadores negros e descendentes de turcos. O mundo é outro caros acólitos de Jair Bolsonaro. A roda do planeta gira e ninguém aqui é 100% puro de nada. Só temos apenas uma raça: a humana. Respeitem-na.

Quanto ao jogo parabéns à torcida do Ceará que deu um show de humor, paixão e ironia.

E o Ronaldinho Gaúcho hein? Uma pena. Desde 2006 perdeu o tesão de jogar futebol. Hoje só engana, infelizmente.

Anúncios

6 Respostas to “A CARROÇA QUE VENCE O PRECONCEITO”

  1. Geraldo "JASON" Lina Says:

    Cadeia pra todos que falaram merda no twitter !

    Preconceito burro que não sabe que a ampla maioria da torcida do Flalido é do nordeste. Estupidez que não sabe que as favelas cariocas são formadas de gente que veio tentar mudar de vida no Rio de Janeiro !

    Pais de mulatos, pardos e negros, raça miscigenada que quer ter xenófoba.

    Quem tem twitter lá no Rio de Janeiro, é aquele povinho da zona sul carioca, aqueles playboys valentões que agridem a empregada doméstica que espera o ônibus pra voltar pra casa, é a mesma gente que colocou fogo no mendingo que dormia num banco na lapa.

    Estes ai caro Abdul, são os mesmos que se locupletam ( pra usar um termo motoblogueal ), do toma-lá-dá-cá, os que usufruem da ditadura do poder econômico/financeiro, estes são os futuros sapos cururus da vida, futuros caixas d´água, futuras ditaduras xenofóbicas.

    Morte a burguesia e viva o povo brasileiro.

  2. Hannibal Says:

    Todos os times que jogaram como grandes passaram, triste mas foi o que aconteceu, o papel aceita tudo, dentro de campo é diferente, jogador que ganha 200 mil e badalado amarela pra jogador que ganha 4.500 mas joga com a alma.

  3. GUINA SP10 Says:

    Aí amigo Abdul, o bom pra esses cretinos que demonstram seu racismo na web, é que no campo de futebol o xingamento não vale GOL. Hahahaha, idiotas…
    E se são machões e racistas, que entrem num ringue para encarar o Anderson Siva e o ´Minotauro, afinal são dois claros representantes dos Negros e dos Nordestinos. Será que esses machões dos teclados, vão encarar?
    O BRASIL É O ÚNICO PAÍS DO MUNDO QUE NÃO TEM ROSTO!
    SOMOS MULTI-RACIAIS!

  4. Marcelo Abdul Says:

    Atrás do teclado todo mundo é macho. Quero ver encarar o Anderson, o Minotauro e até o Maguila. Rssss. Desculpem, mas querer ser racista num país como o Brasil é ser no mínimo um idiota.

  5. Marcelo Abdul Says:

    Com 200 mil por mês eu teria a gana suficiente para rachar o coco num jogo de mata-mata. O fato é que os jogadores do São Paulo nem pipocaram. Eles foram relaxados mesmo. Por mim metade daquele elenco iria embora no dia seguinte. Não adianta fazer omelete se não tem os ovos.

  6. Marcelo Abdul Says:

    Ouvi do jornalista Fábio Sormani que Twitter é como dar arma para macaco. Ele tem razão. Qualquer um acha que tem o direito de escrever o que quer sem medir as consequências. Só que depois o estrago já está feito. Você tem razão Lina. Essa Playboyzada serão os futuros cururus da vida. É como Cazuza dizia: A burguesia fede.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: