SEM PALAVRAS

by

 

Oremos pela alma dessas crianças. Que essa violência acabe no Brasil pelo amor de Deus.

Anúncios

10 Respostas to “SEM PALAVRAS”

  1. Carlos Henrique Says:

    É só mudar o Código Penal brasiliero (que já tem 70 anos) que a barbárie acaba.

    Abs, Abdul

  2. Marcelo Abdul Says:

    Pois é. O problema é que muitos políticos não querem isso pois muitas leis fariam os mesmos responderem à justiça. Por exemplo se o chamado “menor” for responsabilizado por seus crimes uma nova Constituição terá que ser feita. E a disposição?

  3. Geraldo "JASON" Lina Says:

    Não havia o que fazer.
    Quem em sã consciencia poderia imaginar que um psicopataço faria um negócio destes. Muito triste.

  4. Marcelo Abdul Says:

    Hoje em dia qualquer débio mental anda armado. Foi o caso desse acéfalo. Horrível.

  5. Hannibal Says:

    Os jovens são o futuro da nação, correto? Então eles devem receber educação digna, ser bem alimentados e praticar esporte, cuidando dos jovens garantimos nosso futuro como nação, nas escolas é que fazemos o país dar certo, agora numa escola em que não há segurança, em que maníacos homicidas, traficantes, alunos com armas, merenda estragada ou passam fome porque alguém roubou o dinheiro, professores desqualificados e omissos, tolerância quanto a violência e aos preconceitos das crianças… bem receio que esses casos tendam a aumentar, infelizmente, não que todo maluco tenha salvo conduto para cometer barbaridades como essa, mas porque a omissão nossa como povo contribui e muito para que isso se torne cada vez mais rotineiro, enquanto isso quantas gerações ainda nos daremos o luxo de perder?

  6. Marcelo Abdul Says:

    Lamentável. A educação no país é uma porcaria e ainda vem um maluco e faz tudo isso?

  7. GUINA SP10 Says:

    Essa violência pode acabar com o Brasil!!!!
    Tanta coisa boa para imitar dos americanos…Lamentável!

  8. José Roberto Says:

    Abdul.
    Sou professor, na minha escola ano de 2008 eu e uma colega tivemos que socorrer um aluno.
    Garoto tranquilo, magrinho, que foi surrado por oito marmanjos, dobraram o garoto ao meio e colocaram-no dentro do latão de lixo, a cabeça no meio das pernas e continuaram batendo.
    Conversei com a mãe e me coloquei a disposição para testemunhar.
    A mulher procurou o Conselho Tutelar, nada de ajuda-la.
    Foi a Delegacia de ensino, pior, foi ameaçada pela dirigente na época nem a polícia tomou conhecimento.

    Moral da história; o garoto ficou 6 meses sem sair de casa, nem junto com os pais, abandonou os estudos.
    O que que aconteceu no Rio de Janeiro foi um absurdo, longe de mim querer justificar.
    Ontem assisti na Sônia Abrão depoimento de colegas que ele sofreu i diabo naquela escola por ser introvertido.
    As meninas chamavam-no de débil mental, doido, etc… os garotos colocavam a cabeça dele no vaso sanitário e puxavam a descarga, sofreu Boling por pelo menos dois anos, foi à forra.
    Repare que matou meninas, alunos que testemunharam disseram que ele perguntava se a garotas eram virgens , em caso de resposta positiva, colocava a arma na cabeça delas e atirava.
    A direção da escola na época ficou sabendo o que estava ocorrendo e não tomou providências, agora tentaram jogar para baixo do tapete dizendo que nunca aconteceu nada com ele.
    Eu sei muito bem o que acontece intra-muros nas escolas.
    Se as investigações se forem feitas de maneira correta com isenção, o que duvido porque responsabilizará e mostrará o descaso dos governantes com a educação, muitas coisas cabeludas virão à baila.
    Claro que a maioria pagu pelo que não fez, poruq na época que judiavam desse moço elas sequer estudavam.
    Que Deus dê conforto e força aos familiaresdas vítimas não sei se eu conseguiria dormir se acontecesse isso com um dos meus.
    Outra coisa.
    Picharam a casa do atirador. os próprios alunos em respeito aos familiares dele vão pintar a casa todinha.
    Mesmo na pior tragédia do Brasil eles mostram o lado solidário.
    Isso me remete a pensar quetinham pena do que fizeram com ele ao longo doa anos.

  9. Marcelo Abdul Says:

    Esse tipo de omissão dos diretores de escolas, supervisores e dos conselhos tutelares que fazem a covardia do Buylling se alastre e se intesifique. Como o nosso país prega a impunidade, muitas crianças serão prejudicadas pela perseguição de seus colegas. A falta de punição para alunos agressores no Brasil é uma vergonha. Não se estuda nenhuma medida sobre o assunto. Isso passa pelo nosso ultrapasado Código Penal e pelo nojento Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Agressão e discriminação são crimes previstos em lei, mas como a maioria dos casos de Buylling são realizados por menores, nada vai acontecer. Claro que isso não justifica o caso do demente do Wellington, mas não há dúvidas que a sua doença mental se potencializou pelas perseguições constantes que ele sofria na escola. A loucura dele foi diretamente disseminada ali. Mas nada justifica a atrocidade que esse maníaco comenteu. Muitas pessoas sofreram Buylling e nunca quiseram matar crianças por isso. A verdade é que a sopa da mente desse assassino já estava repleta de maldade. O Buylling foi apenas um tempero.

  10. Marcelo Abdul Says:

    Pode sim. Diminuir o tráfico de armas clandestinas e fazer um Código Penal mais rígido vão ajudar bastante. O pior é que já estão imitando esse debíl mental. Em Santos um homem em um carro preto atirou indiscriminadamente em 11 pessoas. É só um babaca fazer ums cagada que os outros vão atrás.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: