RESUMO DA ÓPERA – 11/02/2011

by

Brasil, Le Client – Mais uma vez a seleção brasileira sucumbiu perante os “Le Bleus” . Desde 1992 a seleção canarinho não sabe o que é ganhar da França. A expulsão de Hernanes foi ridícula e surpreendente e Karin Benzema acabou com o jogo. Mano Menezes ainda não achou o time ideal para a Copa. Deveria se apressar. Pelo jeito a “geração fraldinha” do futebol brasileiro ainda vai dar muita dor de cabeça para seu técnico e para os seus cada vez mais desinteressados torcedores. Pato, Robinho, Lucas entre outros se acham o supra sumo do futebol mundial, mas ainda tem muito o que provar. Não basta apenas jogar num clube grande da Europa para ser considerado craque. É preciso arrebentar também na seleção e alguns deles estão devendo.

Muricy, o anti Libertadores – Parece que o estilo do técnico do Fluminense não combina com a competição. Ao empatar em 2 x 2 em casa contra o Argentino Juniors, o clube carioca desperdiçou uma grande oportunidade de estrear com o pé direito. Se não fosse pela boa fase de Rafael Moura o tricolor carioca teria dado vexame em casa. A pergunta que fica é a seguinte: Por que os times de Muricy jogam a Libertadores como se fossem da segunda divisão? Em casa, o método que se usa normalmente é de atacar o adversário. Mas não. O tricolor do Rio usou o velho estilo “bumba meu boi” do técnico e abusou das bolas altas. Enfim, é o velho Muricy de sempre: o que transforma filé mignon em churrasquinho de gato.

Raí, the roi – Na última quarta feira, Raí foi escolhido pela revista francesa Le Figaro, o melhor jogador estrangeiro que atuou pela França. O eterno camisa 10 do São Paulo e do Paris Saint Germain deixou para trás atletas como Ronaldinho Gaúcho e Juninho Pernambucano. Parabéns Raí. Craque de dois continentes.

O$car? – É por esse jogador que o São Paulo está brigando na justiça? Pelo que vemos ele não parece ser tanto a “joia da coroa” que o tricolor paulista tanto pensava. Lucas joga muito mais bola que ele. Nesse Sul Americano sub 20 tivemos a chance de observar que o tal “craque” tão alardeado pelos quatro ventos é um jogador comum. Será que o São Paulo FC desviou o foco para que os gananciosos empresários pegassem um “boi de piranha”? Bertolucci foi enganado e comprou gato por lebre? Se for verdade golaço do São Paulo. Enganaram o sujeito direitinho.

Anúncios

16 Respostas to “RESUMO DA ÓPERA – 11/02/2011”

  1. Marcos Says:

    Ué……. Oscar não era o novo gênio do futebol mundial???

    Só porque preferiu dar um chute no time do Jardim Leonor e ir para um clube com mais estrutura, agora, virou um jogador ” comum “???

    Eta imprensinha………

  2. Carlos Henrique Says:

    Oscar = ETERNA PROMESSA

    Raí = ETERNO REI DO MORUMBI

    Por aí dá pra ver a diferença…

    Um abraço Abdul!

  3. Marcelo Abdul Says:

    Valeu Carlos Henrique. Raí merece todas a homenagens pelo que fez pelo Sampa. O$car nem serve para limpar as chuteiras dele. Abraços.

  4. Marcelo Abdul Says:

    De fato pintaram ele como gênio. Exageraram na dose. Mas não foi porque ele saiu do São Paulo que ele “virou um jogador comum”. É porque ele não está jogando nada mesmo.

  5. GUINA SP10 Says:

    Mesmo em resumo, essa opera foi perfeita! Parabéns Abdul.

  6. Marcelo Abdul Says:

    Valeu Guina!

  7. Geraldo "JASON" Lina Says:

    Le Client: HAUSHUASHUAHSUAHSUAHSUAHS

    Muricy em Libertadores: O eterno morre-morre, técnico ideal para os travestis da marginal sem número.

    Rai, the roi: AVE RAI ! _X_

    O$car: Não acredito que a diretoria tenha dado um olé desse nível no vendedor de duchas. Ainda mais a atual. Os caras perderam – de fato – o projetinho de Judas, e por sorte, ele não era nada demais. Como eu costumo dizer: NÃO DORMEM OS DEUSES DO FUTEBOL. O talento do traíra diminiu na mesma proporção da sua ganância. Quanto mais ele quis em $$$, mais ele perdeu em talento.

    Bom fim de semana brimo.

  8. Marcelo Abdul Says:

    Valeu Lina. Mas ainda desconfio que o O$car foi mera distração. Não é possível. Ninguém via o futebol do cara e “escondiam” ele na Espanha. E o pior: fizeram marketing disso. Depois ele literalmente “pipocou” nos jogos em que atuou no São Paulo. Não sei não. Pra mim ele foi boi de piranha. Tanto que o O$car acredita que é gênio..rs.

  9. Hannibal Says:

    Clube com mais estrutura? kkk, Jardim Leonor? Só falta falar que o O$car é um craque injustiçado…

  10. Hannibal Says:

    Como diria minha vó: “Há males que vem pra bem.”

    Quanto ao Lucas hein… jogou muito! Tem um longo caminho pela frente mas parece que vem um ótimo jogador por aí. Se eu fosse dirigente de um certo clube aí que deixou o moleque ir embora ficaria morrendo de inveja, quer dizer, de mais inveja ainda, porque o sujeito é cheio dela.

  11. Hannibal Says:

    E sobre o O$car… bem, é isso aí mesmo. Nas categorias de base sobrava, no profissional é que o bicho pega.

  12. Marcelo Abdul Says:

    Pois é. O Lucas e o Neynar sairam consagrados. Já o O$car…

  13. Marcelo Abdul Says:

    Eu acho o seguinte. Se ele fez isso no Corinthians, pode repetir a dose. Afinal de contas depois da final do Sul americano sub 20 deve estar chovendo propostas pelo Lucas. O Wagner Ribeiro vai pressionar e não sei se ele continua no tricolor no ano que vem ou quem sabe nesse ano. Futebol virou uma coisa muito suja cara. Está dando até nojo.

  14. Marcelo Abdul Says:

    Esse é mais um daqueles torcedores estilo “o mundo gira em torno do meu clube”. Pra você ver, ele desvalorizou o próprio torneio em que o time dele participou e que poderia se sagrar campeão do mundo. Aliás ele deve ter sido reprovado em Geografia porque o estádio e a Praça Roberto Gomes Pedrosa fica no bairro do Morumbi fazendo divisa como o Jd. Leonor.

  15. José Roberto Says:

    E pensar que o Dr. Socrates, irmão do Raí, depois de uma rápida e decepcionante passagem pelo Fiorentina onde simulava contusões porque o negócio dele era cerveja e não treinamento, na volta para o Brasil ainda no aeroporto onde aguardava seu vôo de regresso foi cuspido por torcedores italianos.
    Taí a diferença entre jogador e craque.
    O Raí é adorado até hoje na França.

  16. Marcelo Abdul Says:

    Eu acho que o Sócrates era espetacular. Muito mais técnico que o Raí. Mas o Raí era muito mais atleta e profissional. Tinha mais físico que o doutor. A familia Vieira Oliveira fez dois capitães sensacionais para o Brasil. O mais talentoso não conseguiu vencer em 82 e o mais esforçado foi campeão do mundo em 1994. Coisas da vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: