RETROSPECTIVA 2010 – OS MELHORES DO ANO (E OS PIORES TAMBÉM)

by

 

Time do ano – Internazionale de Milão

 

Os Nerazzurri faturaram o seu quinto scudetto seguido,  a Copa da Itália, a Liga dos Campeões e o seu terceiro titulo mundial esse ano. Precisa dizer porque a Internazionale ( um time de fato internacional cheio de jogadores estrangeiros) é o melhor time do ano?  A Inter sobrou em 2010.

 

Melhor jogador – Iniesta

 

Andrés Iniesta não foi escolhido o jogador do ano pelo blog  apenas pelo gol histórico que deu o tão sonhado título mundial a Fúria.  Sua regularidade dentro das quatro linhas é impressionante.  Iniesta é a principal peça no meio campo do Barcelona e da Espanha. Organiza, marca e além de tudo faz gols. Jogador moderno e fundamental em qualque time de futebol.

 

Melhor técnico – José Mourinho

 

O treinador português pode ser um tremendo de um “mala” mas levou o time da Inter a resultados estratosféricos.  Com um futebol defensivo e eficiente Mourinho e sua panca conquistou três títulos para o lado azul de Milão e repetiu a façanha do poderoso Barcelona de Guardiola no ano passado.  Mourinho saiu da Inter para o Real Madrid e o time italiano desmoronou. Prova da grande influência do técnico português sobre seu ex-clube.

 

Melhor goleiro – Casillas

 

Além de pegar tudo na Copa do Mundo, o goleiro da Espanha e do Real Madrid “agarrou” também a linda repórter Sara Carbonero.  Um golaço que nem o próprio Pelé conseguiu marcar.

 

Time  brasileiro do ano – Santos

 

Ninguém  tem a menor dúvida, o peixe  foi o melhor time  do Brasil em 2010. O Santos de Ganso, Robinho, Neymar e André fez miséria no campeonato paulista e na Copa do Brasil com goleadas acachapantes e muita alegria. O peixe resgatou  as principais características do futebol brasileiro: muita técnica, ginga e molecagem. Infelizmente com a saída de várias peças da equipe e com a grave contusão de Ganso o Santos não repetiu suas exibições no campeonato brasileiro.

Seleção do ano – Espanha

Com a base do Barcelona a Espanha ganhou o mundo pela primeira vez e repetiu o feito da Eurocopa 2008. Depois de perder na estreia contra a Suíça, tudo indicava que a “Fúria” iria amarelar mais uma vez na Copa do Mundo. Mas o time de Vicente Del Bosque manteve a calma e com seu belo futebol destruiu seus adversários até conquistar a Copa do Mundo contra a Holanda. Uma realização histórica e que provou que time campeão pode jogar bonito. Para o desespero de Dunga e seu futebol tosco regido com o “maestro” Felipe Melo. Uma das maiores aberrações que já vestiram a camisa amarelinha.

Técnico brasileiro do ano – Dorival Júnior (Santos e Atlético-MG)

Comandou a melhor equipe do Brasil no primeiro semestres e depois de uma saída tumultuada do Santos salvou o Atlético-MG do rebaixamento na bacia das almas. Disparado o melhor treinador  brasileiro do ano.

Melhor jogador brasileiro – Paulo Henrique Ganso

Jogador de raro talento dentro do futebol brasileiro. O camisa 10 clássico que além de organizar as jogadas, faz muitos gols. Durante o campeonato paulista e na Copa do Brasil o meia teve um destaque monstro e era a principal peça da equipe até se machucar com gravidade no joelho. O Santos dependia tanto dele que depois de sua contusão o time nunca mais foi o mesmo e teve um desempenho fraco no campeonato nacional. Mesmo assim sua presença foi tão marcante que o destaque de jogador do ano permaneceu intacto.

Mico do ano

São três. A derrota do Internacional de Porto Alegre para o “todo-poderoso” Mazembe no Mundial Interclubes da Fifa e o “centenada” do Corinthians. O clube paulista investiu pesado para ter nomes como Danilo e Roberto Carlos no time e fracassou feio nas três principais competições que disputou. O Inter subiu no pedestal da soberba e teve a pior derrota de sua centenária história. Um tombo gigante que produziu várias fraturas na arrogante diretoria colorada. Mas feio mesmo foi o desempenho da França na Copa do Mundo. Além do time do insonso e pretencioso Raymond Domenech não vencer nenhum jogo, a equipe toda fez uma “marselhesa” contra o treinador francês no que acabou terminando em agressões, intervenção governamental e em xingamentos nada agradáveis como podermos observar na manchete abaixo.

Pior técnico – Ricardo Gomes


Chegou cheio de pompa e com fama de educado no ano passado. Mas falhou nas rodadas finais do campeonato brasileiro de 2009. Em 2010 conseguiu fazer o São Paulo jogar pior que seu antecessor com uma retranca inexplicável e trocas absurdas. Por priorizar um esquema defensivo no primeiro jogo  contra o Internacional na Libertadores desse ano, perdeu a semifinal de forma patética. No campeonato paulista não conseguiu ganhar nenhum clássico. Até da Portuguesa o tricolor apanhou. Foi o pior técnico dos últimos dez anos do São Paulo Futebol Clube, o que já o credencia a ser o pior técnico do ano. Muito vão discordar e afirmar que  Vanderlei Luxemburgo merece o título  pela horrível campanha do galo mineiro no campeonato brasileiro. Mas pelo menos o técnico que já venceu cinco brasileiros e trocentos paulistas conquistou um estadual esse ano. E o Sr. Gomes?

Prêmio Jason Voorhees – Internacional

 

Vai para o holandês Nigel De Jong. Quebrou dois atletas esse ano e deu um golpe de MMA na final da Copa do Mundo com a façanha de nem ter rebecido um cartão amarelo pelo lance.  Conseguiu ser suspenso de sua própria seleção por seu estilo violento e reclamou no melhor estilo Rubinho Barrichello.

Prêmio Jason Vorherss  – Nacional

Vai para Felipe Melo. A maior invenção do aprendiz de técnico Carlos Bledorn  Verri: o popular Dunga. O mesmo treinador que criticou Telê Santana por 1982 e que caiu na Copa 2010 com o mesmo número de jogos do mestre mas com um desempenho vergonhoso.  Felipe Melo já havia ganhado vários prêmios como pior jogador no campeonato italiano mas o “gênio” Dunga insistiu em seu futebol “vistoso” e cheio de caneladas. Deu no que deu na Copa do Mundo. Falhou feio no primeiro gol holandês e depois foi expulso como vários jornalistas previam. Merece o prêmio Jason Voorhees nacional com louvor.

 

Persona no grata do século – Ricardo “Cururu” Teixeira


Precisa perguntar porque?

Anúncios

4 Respostas to “RETROSPECTIVA 2010 – OS MELHORES DO ANO (E OS PIORES TAMBÉM)”

  1. Hannibal Says:

    Passadinha ligeira pra te desejar um Feliz Ano Novo, que Deus abençoe vc e sua família, abraço!

  2. Geraldo "JASON" Lina Says:

    Esse sapo ai é mais bonito, por dentro e por fora, que aquele desgraçado…

  3. Marcelo Abdul Says:

    Feliz Ano Novo pra você também Hannibal. Abraços!

  4. Marcelo Abdul Says:

    Verdade. Coitado do sapo…rs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: