CHOVERAM NO MOLHADO

by

Pelé com as medalhas: títulos já ganhos

Caro torcedor são paulino e flamenguista. Não fiquem nervosos ou preocupados. Afinal de contas a oficialização dos títulos da Taça Brasil e do Robertão nos anos sessenta e setenta não muda em nada o atual panorama do futebol brasileiro. Afinal de contas, Santos, Palmeiras, Botafogo, Cruzeiro e Fluminense foram campeões de torneios nacionais da época de ouro do futebol brasileiro. O que mudou? Apenas uma nomenclatura. O Santos foi um dos maiores times de todos os tempos. O Palmeiras também não era chamado de “Academia” por acaso. Mas o futebol mudou daqueles anos dourados até os dias de hoje. Outros clubes cresceram no cenário nacional. O Flamengo passou a ganhar tudo nos anos oitenta e deixou uma marca inesquecível no futebol brasileiro.

O São Paulo que depois dos anos setenta e do término da construção do imponente Morumbi se tornou um “papa títulos” constante vencendo seis campeonatos brasileiros. O Corinthians, pela força de sua torcida, saiu do cenário estadual e ganhou o Brasil a partir dos anos 90. Os velhos rivais gaúchos Grêmio e Internacional também se agigantaram e venceram títulos incontestáveis.

O que muda no cenário do futebol brasileiro agora? Afinal de contas o que os clubes postulantes fizeram foi “oficializar” títulos que eles já tinham. Como se fosse preciso ser algum idiota para perceber que a Taça Brasil e o Robertão eram os principais torneios nacionais da época. O que a CBF fez foi simplesmente “chover no molhado”. E os cartolas brindam com champanhe francês conquistas que já foram comemoradas no passado. Alguém poderia chamar o Larry, Joe e Moe por favor?

Mas apesar de se fazer “justiça” ao passado do futebol nacional deve se tecer uma crítica pesada e feroz contra Ricardo Teixeira e seu assistente Rodrigo Paiva. Não existe coerência nenhuma da entidade ao oficializar dois títulos em 1967 e 1968 e mostrar um ridículo “parecer jurídico” não oficializando título do Flamengo em 1987 que deveria no mínimo ser considerado campeão brasileiro junto ao “todo-poderoso” Sport de Recife. A justificativa de Teixeira beira o ridículo, se oficializasse o título rubro-negro poderia ser preso, como se ele não tivesse feito coisa bem pior que isso como provam as acusações criminais que pesam contra ele num tribunal da Suíça e indiciamentos em duas CPIS brasileiras. Patético. Uma pergunta. Parecer jurídico é uma decisão judicial definitiva?  O Sr. Ricardo Teixeira deveria ser preso sim pelo crime de lesa futebol.

Ao oficializar os títulos nacionais desde 1959 a CBF vai entrar em um grave imbróglio extra campo contra o clube de maior torcida do país. Sugiro que Patrícia Amorim vá até a justiça comum para lutar contra essa decisão porca, tosca e absurda. Manter o Sport como único campeão brasileiro de 1987 é uma das maiores atrocidades cometidas na história do futebol brasileiro. Afinal de contas se o Vasco foi considerando campeão brasileiro num torneio que não foi gerido pela CBF em 2000 porque contra o Flamengo a história é diferente?

O torcedor e grande parte da maioria da imprensa não é besta. Sabe que títulos são ganhos dentro de campos e não em decisões jurídicas realizadas num escritório com cafezinho e ar condicionado. Passaram-se 23 anos da Copa União ganha pelo Flamengo e só a torcida do rubro negro pernambucano acredita nesse título. O resto do Brasil discorda e a CBF fecha os olhos para o óbvio. Quando a entidade oficializou os títulos da Taça Brasil e do Robertão ela pensou estar resolvendo um problema. Ledo engano. Ela criou outro pior e pelo andar da carruagem bem mais problemático e ruidoso. Afinal é complicado contestar a força de mais de 35 milhões de torcedores.

Deixo para vocês a prova irrefutável de quem é realmente campeão brasileiro de 1987 na minha opinião. Enquanto o Flamengo comemorava o título dentro do campo o “poderoso” Sport Recife dividia vergonhosamente o título do módulo amarelo com o Guarani.  Quem merece ser chamado de campeão?

Enquanto o Flamengo comemorava no campo…

...o Sport “bravamente” dividia seu título com o Guarani

Anúncios

2 Respostas to “CHOVERAM NO MOLHADO”

  1. Geraldo "JASON" Lina Says:

    Abdul, o teu ídolo Ricardo Oliveira na maior trairagem, dá uma olhada.

    http://www.spfc.net/news.asp?nID=47530

    Se bem que o problema ai é o tal de Abel Braga, um tremendo pau no **…

  2. Marcelo Abdul Says:

    Não foi por falta de aviso não é? Refugo. Jogador meia boca que pula de galho em galho. 17 milhões por um jogador desse? Se trocar ele por merda sai caro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: