L! OPINA: Um mau começo para a Copa de 2014

by

Impressiona e decepciona a postura do ministro do Esporte, Orlando Silva Junior, no caso da formação do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014. Lavar as mãos frente à suspeita de irregularidades não é o que se espera de um ministro de Estado, ou de qualquer homem que ocupe cargo público. Quando esse ministro pleiteia ser indicado como a Autoridade Pública que vai coordenar toda a ação de governo na organização da Copa e da Olimpíada do Rio em 2016, a omissão torna-se ainda mais grave.

Os fatos são claros, como mostraram as reportagens do LANCE!. Primeiramente, Ricardo Teixeira transformou o comitê de uma entidade sem fins lucrativos numa sociedade empresarial. Depois, colocou-se como sócio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no negócio, atuando assim dos dois lados do balcão. Não satisfeito, incluiu no contrato social cláusula que estabelece a livre partilha dos lucros da Copa pelos sócios, independentemente da participação de cada um na empresa.

Em tese, poderia assim, como pessoa física, abocanhar 100% dos lucros mesmo sendo possuidor de apenas 0,01% das cotas do comitê.

Para o ministro, contudo, nada demais. Um problema da Fifa, não dele. Uma questão privada, não pública. Mesmo que o tal comitê-empresa venha a ser um dos mais gulosos beneficiários da isenção fiscal que o próprio Orlando Silva é um dos maiores defensores no Congresso Nacional. Que visão deturpada, senhor ministro! Alguns dados para o senhor refletir:

1 – Juristas e tributaristas ouvidos pelo L! foram unânimes em afirmar que a renúncia fiscal do governo caracteriza, sim, a utilização de dinheiro público por quem recebe o tal benefício;

2 – O estatuto da CBF a proíbe de participar de entidades com fins lucrativos. Portanto, não poderia ser sócia do tal comitê. E presidentes das federações consultados pela reportagem do Diário asseguram que o estatuto não foi alterado para permitir tal manobra.

Tanto quanto as questões legais e morais nele inseridas, o que preocupa nesse episódio é a forma como se coloca TODA a organização da Copa. Não bastasse a formação de um Comitê Organizador que surpreendeu até o presidente da Fifa, Joseph Blatter, centralizado na figura do presidente da CBF e sem qualquer participação da sociedade civil ou do governo, a complacência de quem deveria se contrapor e esse era o papel do ministro de Estado deixa-nos absolutamente temerosos quanto à capacidade de impedir abusos e combater desmandos.

Formar o Comitê Local foi o primeiro passo para 2014. Um mau começo.

Nota do blog – Orlando Silva Júnior, ex-comunista e que agora deixa os capitalistas com mais de 20 indiciamentos em CPIS fazerem a festa. Sem dúvida o pior Ministro dos Esportes que o Brasil já teve. Lambedor dos poderosos e puxa saco de cartolas brasileiros. Cego por opção, não vê o que a Copa de 2014  será a maior roubalheira que esse país já teve.

Ano que vem  o ex-comunista sairá do governo. Com tudo o que deixou de fazer pelo esporte durante todos esses anos Orlando Silva já vai tarde.   O esporte brasileiro sinceramente  agradece a  sua saída.

Anúncios

8 Respostas to “L! OPINA: Um mau começo para a Copa de 2014”

  1. fabiano Says:

    Pois é….esse Orlando Silva é um lixo da pior espécie….ele juntamente com o outro lixo do Sanches dizendo aos quatro ventos que o País precisa parar com esse negócio de que a união não pode utilizar dinheiro público para ajudar na construção dos estádios….
    Enquanto milhões de pessoas sofrem em filas intermináveis no SUS, pessoas morrendo por falta de atendimento médico, os governos sempre alegando que não há recursos públicos para investimento no setor….mas para injetar bilhões à favor da porra da copa aqui,esses malditos tem e de sobra!!!!

    Orlando Silva da vida assim como Andrés Sanches e todos os corruptos,aproveitadores deveriam ter apenas um destino,pena capital!!!

    Políticos corruptos na China, vão visitar o capeta mais cedo,a´pesar de ser um País extremamente comunista,nesse quesito eu tiro o chapéu para eles!!!!

  2. Hannibal Says:

    Ministro Tapioca, pau mandado dos “interesses” da Copa.

    Só sendo muito descarado pra defender dinheiro público à fundo perdido em estádios particulares.

  3. Marcelo Abdul Says:

    Você falou tudo. Ele não passa de um pau mandado, bajulador e para piorar não fez nada de bom para o esporte brasileiro. Só sentou na cadeira e comeu tapioca. Já vai tarde!

  4. Marcelo Abdul Says:

    Pois é. Um ministro do Esporte defendendo a construção de um estádio particular com dinheiro público é o fim da picada. Sendo assim ele deveria ajudar o Palmeiras a fazer a Arena Palestra e reformar o Morumbi. Que cara de pau tem esse sujeito. O ex-presidente da UNe, ex-comunista virou um capitalista ferrenho. Agora é aliado de um sujeito que tem ligações com a máfia russa. Nem Paulo Maluf faria melhor. Se o Brasil fosse como a China Fabiano, não teríamos mais políticos. Estariam todos na vala.

  5. fabiano Says:

    É o fim da picada mesmo….ainda tenho esperança de que não seja utilizado recursos públicos para a copa..se o Sr Mutreta Lixeira e a dona FIFA quiserem belíssimos estádios para o evento de curta duração e dívidas eternas, que arque com todos os custos, deveria fazer igual os alemães fizeram, não se submeteram ao julgamento da FIFA e ofereceram o que tinham por lá, aceitam? claro tiveram que aceitar,do contrário ela sairia ainda mais desmoralizada…parabéns aos alemães…..enquanto por aqui….o que vemos são políticos esfregando as mãos aguardando anciosamente a oportunidade de contabilizar a conta “gorda” totalmente despreocupados com a pós copa,apenas objetivando lucrar em cima dos idiotas que pagam seus impostos…

    Abdul, se tiverem que ir todos para as valas, que vão então, não fariam a menor diferença…claro que há aqueles que honram seus compromissos,mas os corruptos deveriam ir mesmo….

    Abraços!

  6. Marcelo Abdul Says:

    O que se fez na Copa da África do Sul e o que se está fazendo na Copa no Brasil é um absurdo. A maracutaia começou até na escolha do Brasil como sede. O Brasil não teve nenhum concorrente. NENHUM. O Sr. Cururu Teixeira mexeu os pauzinhos para que nenhum país da América do Sul disputasse a sede contra o Brasil. Um “acordão” tão vergonhoso que a Fifa deixou de lado a proposta de fazer um “rodízio” entre os continentes. Fabiano, tudo isso é um jogo de cartas marcadas. Um homem que sai processado de duas CPIS do Congresso Nacional jamais poderia organizar uma Copa do Mundo. Como recomendação leia o livro do deputado Sílvio Torres e Aldo Rebelo. O relatório final é atordoante.

  7. Geraldo "JASON" Lina Says:

    Se gritar pega ladrão,
    Não fica um meu irmão…

  8. Marcelo Abdul Says:

    Música profética!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: