A VOLTA DO “PROFESSOR PARDAL”

by

A corda de Sérgio Baresi definitivamente esticou.  Paulo César Carpegiani pela segunda vez vai dirigir o tricolor paulista. O treinador se demitiu do Atlético Paranaense e fará a sua reestréia contra o Vitória na Arena Barueri nesta quarta-feira.

Carpegiani dirigiu o São Paulo em 1999. Chegou a duas semifinais. No campeonato paulista e brasileiro. Em ambas perdeu a disputa para o Corinthians que foi campeão nas duas disputas. No torneio nacional daquele ano fez até uma bela campanha, mas o caso Sandro Hiroshi atrapalhou a caminhada do tricolor que perdeu pontos preciosos por decisões absurdas do STJD.  Carpegiani é conhecido por fazer estratégias curiosas e mudanças de posição de diversos jogadores. Fato, que levou a torcida são paulina a apelidá-lo de “professor Pardal”, um conhecido personagem de Walt Disney. Quando foi embora do Morumbi não deixou saudade.

Agora, depois de vacilar e perder Dorival Júnior para o Atlético Mineiro, Juvenal Juvêncio tenta dar uma satisfação a seus conselheiros que exigiam um treinador mais experiente e rodado que Sérgio Baresi.  O mandatário tricolor deu novamente um tiro no escuro e faltou com a ética ao contratar um treinador já empregado. Contudo, Carpegiani também faltou com o respeito ao Atlético Paranaense. O Furacão faz uma grande campanha de recuperação no campeonato brasileiro e ocupa a quinta posição da tabela, pertinho de conquistar uma vaga para a Libertadores.  Um treinador sério e comprometido com o seu trabalho jamais aceitaria a oferta repentina de um outro clube. Mesmo que ele seja mais conhecido e pague um salário melhor. Lamentável.

Não dá para se esperar muita coisa de Carpegiani. É um treinador rodado, mas que só conseguiu ter sucesso na carreira no começo dos anos oitenta com o Flamengo. Claro, com Zico, Júnior, Leandro, Adílio e companhia era mais fácil eles treinarem Carpegiani do que o contrário. Depois do Flamengo, o ex-jogador do Internacional só conseguiu destaque na seleção paraguaia formando um “ferrolho” na Copa de 1998.  O sonho de uma boa campanha foi destruído com um gol de ouro de Laurent Blanc,  atual técnico da seleção francesa.   Depois disso Carpegiani rodou, rodou e não ganhou mais nada que prestasse no mundo do futebol.

Juvenal na verdade, só quis carimbar uma “grife” ao banco são Paulino e dar uma satisfação aos seus conselheiros com uma péssima escolha pessoal. Mais uma vez pisou no tomate e não ouviu a torcida. A vinda de Carpegiani poderá até dar um sopro de futebol no sofrível elenco de 2010, mas sinceramente pouca coisa vai se alterar até o final do ano.

Um treinador medíocre num elenco medíocre e com um presidente medíocre. Assim vai terminando o medíocre ano de 2010 para o torcedor são paulino.

Anúncios

2 Respostas to “A VOLTA DO “PROFESSOR PARDAL””

  1. Geraldo "JASON" Lina Says:

    Abdul, acho que vai dar certo desta vez.
    ***(*) ******(*)

  2. Marcelo Abdul Says:

    Espero que sim Lina. Vamos aguardar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: