A TERCEIRA FINAL DA LARANJA

by

Holanda 3 x 2 Uruguai

Sneidjer aponta : a Holanda vai para a final pela terceira vez na história


A Holanda com seu futebol de resultados conseguiu ir a sua terceira final de Copa do Mundo.  Não que ela não merecesse. Pelo contrário. Afinal é a única equipe que fez 100% de aproveitamento em todos os jogos.  Recorde que nem mesmo a laranja mecânica de Cruyff conseguiu em 1974 já que antes de ir para final contra a Alemanha os holandeses haviam empatado contra a Suécia na primeira fase. Outra coincidência é de que a Holanda passou por dois times sul americanos a exemplo de sua antecessora no mundial da Alemanha que venceu Uruguai, Argentina e Brasil.

Os holandeses podem também estabelecer outro recorde. Se vencerem a final no domingo a Holanda será a primeira seleção campeã  européia a vencer todos os seus jogos, algo que NUNCA aconteceu em vitórias nos tempos normais sem prorrogação ou pênaltis.

O que levou a essa Holanda a mudar tanto a sua caracteristica de jogo e ajogar um futebol chamado de “pragmático” como o Brasil de 1994? Talvez a derrota para a Rússia de Arshavin dois anos atrás pela Euro 2008.

Todos lembram que a Holanda fez partidas brilhantes e goleou a Itália e a França com um futebol vistoso e ofensivo. Porém nas quartas do torneio europeu de seleções  essa caracteristica foi engolida pelo contra ataque russo. Hoje vemos que a mudança de Van Basten por Bert Van Marwuk teve efeitos positivos. Os jogadores holandeses não mudaram muito de dois anos pra cá mas seu esquema tático sim.  A equipe holandesa está bem mais cautelosa e não ataca freneticamente como antes. Depende de momentos inspiradores de Sneijder e de Robben.  Como  o Brasil dependia de Romário e Bebeto na Copa de 94.

Contra o Uruguai essa “cozinha” deu certo novamente. A defesa holandesa estava bem arrumada e seus dois maiores jogadores fizeram a diferença na partida. A celeste, cansada, e com a ausência de Suarez e Lugano não teve forças para combater  a posse de bola holandesa.  O Uruguai lutou como pode mas não pode vencer um time melhor taticamente e chegou ao seu limite técnico e físico.

A Holanda agora tenta o título mundial inédito apostando em um esquema totalmente diferente da Copa que a consagrou em 1974. Julga que como o Brasil em 1994 não basta apenas dar show e perder. É preciso vencer e finalmente  soltar o grito de campeão  que ficou preso há 32 anos.

Troféu Jason Voorhees – Vai para Martin Cáceres do Uruguai. Deu uma verdadeira “bicicleta assassina” no pobre defensor holandês de Zeeuw que caiu desacordado na hora. Que pancada!

Anúncios

Uma resposta to “A TERCEIRA FINAL DA LARANJA”

  1. Geraldo "JASON" Lina Says:

    Achei que deveria ter batido mais…
    8)
    ***(*) ******(*)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: