MAIS UM PROBLEMA PARA A COPA 2014

by

Projeto da Arena da Baixada 2014 apresenta problemas: desorganização

Curitiba rebate secretário e promete estar em 2014, mas adia resolução

Fonte:UOL

O representante paranaense na audiência pública sobre a Copa de 2014 na Câmara dos Deputados, em Brasília, disse que Curitiba pode não receber o Mundial. Horas depois, a Prefeitura da cidade rebateu a afirmação e prometeu cumprir o atual cronograma, mas adiou a resolução dos problemas financeiros para terça.

“A única coisa que posso dizer é desmentir esse Alcidino. O projeto de Curitiba está aprovado e o prazo será rigorosamente cumprido. [O que foi falado] foi uma irresponsabilidade de uma pessoa que nunca acompanhou o projeto”, disse Luís de Carvalho, secretário municipal de Políticas Institucionais da Prefeitura e gestor do projeto Copa 2014.

Na manhã desta quinta-feira, Alcidino Bittencourt, secretário estadual especial para a região metropolitana de Curitiba, relatou os problemas do Estado. Segundo o político, a posição do Atlético-PR, que não aceita pagar ou financiar mais de 30% do valor da reforma da Arena da Baixada, seria um impasse financeiro. Como a Prefeitura e o governo estadual não podem doar o dinheiro, a obra só sairia do papel com o auxílio da iniciativa privada.

Questionado sobre o assunto, Luis de Carvalho foi evasivo. “No momento certo vamos resolver isso, e antes de todo mundo. O que Curitiba vai fazer compete a Curitiba”, disse o secretário municipal.

Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, Luciano Ducci, prefeito da cidade, e Orlando Pessuti, governador do Paraná, reuniram-se na tarde desta quinta. Após o encontro, os dois adiantaram que vão apresentar uma solução financeira legal para o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, na próxima terça-feira.

O Atlético-PR, por sua vez, segue acompanhando os fatos à distância. O clube decidiu que nenhum diretor vai falar sobre o assunto, mas posicionou-se oficialmente.

“O Atlético não irá se manifestar sobre as declarações, mas mantém a posição já divulgada anteriormente. O clube se compromete a investir apenas 30% do valor necessário para terminar a obra e espera por um investidor que banque o restante. Neste caso, assume o compromisso de respeitar os prazos estabelecidos pela Fifa para o início e conclusão da obra. Em caso contrário, investirá apenas o necessário para terminar o estádio de acordo com necessidades e prazos próprios”, disse o Atlético-PR, por meio de sua assessoria de imprensa.

Nota do blog – Santa desorganização hein Batman? Ninguém sabe nada. Ninguém define nada e todos esperam cair dinheiro do céu pela iniciativa privada. De onde vai vir o dinheiro dessas reformas? Adivinha…

Vem aí o auxílio-Copa do Mundo. Aguardem…

Anúncios

2 Respostas to “MAIS UM PROBLEMA PARA A COPA 2014”

  1. José Roberto Says:

    ABDUL

    EU COLOQUEI ESTE COMENTÁRIO NO BLOG DO LINA E AGORA TAMBÉM NO SEU BLOG, PORQUE FAÇO ISSO? ACHO QUE TEMOS QUE DIVULGAR MAIS E MAIS O ESFORÇO DO NOSSO PRESIDENTE EM DEFESA DO MORMBI E PRINCIPALMENTE DA INSTITUIÇÃO SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE QUE É O NOSSO AMOR MAIOR.
    NÃO FIQUE BRAVO COMIGO SÓ QUERO PRESTAR UMA HOMENAGEM AO JUJU.
    QUAL TORCEDOR NÃO GOSTARÍA TER UM JUJU PRESIDINDO SEU CLUBE, MAS TEM QUE ENGOLIR NEGUINHO METENDO A MÃO NA GRANA, O CLUBE INDO PARA O BURACO, EMPRESÁRIOS SE FARTANDO E A MÁFIA TOMANDO CONTA.
    A GUERRA TRAVADA POR DIRIGENTES, JORNALISTAS, BLOGUISTAS E TORCEDORES INVEJOSOS DE OUTROS CLUBES CONTRA A PARTICIPAÇÃO DO MORUMBI NA COPA DE 2014 PRINCIPALMENTE PARA QUE A ABERTURA NÃO SEJA REALIZADA NO ESTÁDIO TRICOLOR.
    CONTRA TUDO E CONTRA TODOS SÓ UM PRESIDENTE COMO O JUVENAL JUVÊNCIO, HOMEM COM “H”, QUE NÃO DESISTE NUNCA, A CADA OBSTACULO SE SUPERA MAIS E MAIS.
    COMO ELE MESMO DIZ: “DE RAIVA NINGUÉM ME MATA”.
    TIVE A OUSADIA DE BUSCAR NO BLOG DO SÃO PAULO NA COLUNA DO FAJOPA A MELHOR DEFINIÇÃO DO NOSSO PRESIDENTE.

    Coluna do Fajopa – RETROCEDER NUNCA, RENDER-SE JAMAIS.

    Após conquistar seu grande objetivo no primeiro semestre de 2010, ou seja, chegar nas semifinais da Libertadores logo após a Copa, o nosso Tricolor prepara-se para a mais importante partida do ano ou para muitos, dos próximos dez anos. Ser sede da Copa e consequentemente ter o Morumbi como palco da abertura da Copa 2014, é a velha, atual e futura batalha que o São Paulo vai travando contra os que torcem contra, contra os que tem interesses escusos por trás, contra os que querem vingar-se politicamente do São Paulo, contra os que inventam as maiores balelas possíveis para tentar minar o São Paulo e contra os que tentam demonstrar que possuem “fontes”, inclusive dentro do BNDES.

    Essa batalha tem uma data importantíssima em junho, ou seja, o dia 14/06, data limite para que as cidades sede comprovem a viabilidade financeira de seus projetos junto à FIFA. No último dia 14 o São Paulo conseguiu uma vitória importante, que foi a confirmação que o mais recente projeto do Morumbi está aprovado para ser sede de uma das semifinais, o que significa que ser a abertura é algo muito próximo a ser confirmado, pela pujança da cidade de São Paulo, pelos problemas políticos enfrentados pelo Distrito Federal e pela falta de hotéis em Belo Horizonte, só para citar outras cidades que pleiteiam aquele que considero o jogo mais importante, pois a motivação pelo início de uma Copa do Mundo é uma atração que é sucesso de audiência no mundo todo, maior que a final.

    Na década de 80 um ator belga fez sucesso com alguns filmes de luta, um dos mais famosos deles de 1985, o Retroceder Nunca, Render-se Jamais. Seu nome era Jean Claude Van Damme e seus filmes eram sucesso absoluto nas locadoras, ainda nos velhos tempos do VHS e Betamax. Cito esse “clássico” porquê a imprensa nos últimos dias vem dando notícias que o Juvenal Juvêncio pensaria em desistir da empreitada que pode significar um salto de 50 anos do São Paulo em relação aos seus rivais. O custo estimado da obra (400 milhões) e as dificuldades em encontrar parcerias seriam os motivos.

    Sinceramente eu duvido muito que isso possa acontecer, pois o nosso Presidente conseguiu atrair um rol tão grande de apoios políticos e uma a uma vem dinamitando todas as teorias conspiratórias que povoam jornais, programas de TV, sites, blogs, etc, que já merecia ter uma estátua no CT. Nos acostumamos desde o final de 2007, quando a história do Morumbi como sede da Copa começou, a ter que conviver com matérias com claro intuito de minar os objetivos legítimos do São Paulo e de São Paulo. O Estado de São Paulo e o Jornal da Tarde, outrora dois jornais com credibilidade acima da média, dedicaram até mesmo matérias e chamadas de capa, acreditando nas tais “fontes na CBF” do jornalista (?!!?) Silvio Barsetti.

    Vale lembrar que o ilustre jornalista escreveu que o Secretário Geral da FIFA viria em uma quinta-feira informar a exclusão do Morumbi. Realmente o Jerome Valcke veio, mas para tratar do assunto “impostos”, não para vetar qualquer projeto. Só esse engano já deveria merecer uma demissão ou pelo menos uma reprimenda, mas o jornal ainda continua dando crédito ao tal jornalista, que continua sua árdua campanha contra o estádio.

    Mas veio também um artigo fantástico de Caio Carvalho na Folha de São Paulo (http://is.gd/ciPNB), apoiando inteiramente o projeto do Morumbi e demonstrando que São Paulo tem uma racionalidade administrativa que outros Estados não possuem. Também ocorreram várias entrevistas com o Prefeito Kassab e com o Ministro Orlando Silva, que também ratificaram o apoio ao Morumbi. E ainda assim O Estado de São Paulo continua tentando minar o projeto do São Paulo, citando a construção de um estádio em Pirituba, que jamais ficaria pronto antes de 2014 e não teria a capacidade necessária para uma abertura de Copa (mínimo 60 mil). Com todo respeito à Pirituba, mas não dá para comparar a atual estrutura da região do Morumbi com a região onde está o tal terreno, que futuramente se transformará em um Anhembi mais vitaminado, o que será ótimo para a região, mas em projeto para ser finalizado muito depois de 2014, já que demandaria investimentos em infraestrutura bem mais robustos comparando o que seria feito na região do Morumbi, com Monotrilho, Estacionamento, Avenida Permitral, entre outras obras.

    Há algum tempo atrás escrevi uma coluna brincando com esse tema da Copa em relação aquelas manjadas teorias conspiratórias que os torcedores de nossos rivais, principalmente do clube sem alma, lançam por aí, principalmente no blog de um famoso fotógrafo, que na quarta foi capaz de tirar belas fotos do jogo do São Paulo, mas que nos outros dias é capaz de textos caluniosos e fantasiosos contra o São Paulo Futebol Clube. Minha coluna em tom de brincadeira pode ser recordada no link http://is.gd/ciQxu.

    Voltando ao título da coluna e ao JJ, não acredito que passe pela cabeça dele desistir, também pelas características que ele demonstra em suas poucas entrevistas, sempre divertidíssimas e com uma linguagem altamente rebuscada, que é a alegria dos imitadores que existem por aí. Sua figura personalista e para muitos autoritária, não tem espaço para recuos, desistências, ainda mais que só ele sabe o quanto essa briga toda está sendo árdua, o que deve impactar também em sua saúde, pois não é mais um jovem.

    Não deve ser fácil ter uma porrada de conselheiros querendo saber o que está acontecendo, ver uma pequena parte da torcida querendo culpar a má fase do time em determinado momento por essa luta dele em relação ao Morumbi ou ver os órgãos de imprensa totalmente cegos para a questão, parte da imprensa que costuma não saber diferenciar reais, dólares e euros, por isso como querer que eles saibam a diferença entre obras de responsabilidade do São Paulo e obras de resposabilidade do governo (entorno)?

    Como tentar explicar para um Paulinho que dinheiro do BNDES é dinheiro emprestado e que será pago com juros no futuro? Não é dinheiro público, é dinheiro vindo de uma instituição de fomento, que com critérios técnicos analisa os projetos para onde irá canalizar o seu dinheiro e que segue diretrizes do Governo Federal, que no caso da Copa do Mundo assinou um documento com a FIFA responsabilizando-se por alguns assuntos, entre eles a desoneração para parceiros da FIFA e para materiais e serviços envolvidos com obras para a Copa.

    Não deve ser nada fácil viver em meio a essa ignorância toda ou viver essa expectativa de aprovação da FIFA. Se eu, que não estou diretamente ligado a isso sofro, imagine só quem está lá no dia a dia? Deve ser estressante.

    O que acho impressionante é que o novo projeto do São Paulo não vazou em lugar nenhum. Frequento diariamente esse fórum com notícias do Morumbi, http://is.gd/ciRWy , e nenhum render, nada apareceu nele, o que mostra que o profissionalismo com que esse assunto está sendo tratado é muito grande, com certeza com pouquíssimas pessoas do São Paulo envolvidas, além do Comitê Local, GMP e Rui Ohtake.

    Imagino e sonho, para um cala boca definitivo em relação a essa maré de notícias depreciativas, que até o dia 14/06 esse projeto seja apresentado para a imprensa, com a apresentação dos parceiros, do plano de viabilidade financeira e quem sabe até com o patrocinador master de nossa camisa, levantando o dinheiro necessário para transformar o Morumbi (que nesse ano completa 50 anos) em um estádio pronto para mais 50 anos.

    A história do São Paulo é uma história de luta. Luta para renascer com o final do futebol no Clube Atlético Paulistano, para criar um novo clube em 1930, para fazer nascer um novo clube em 1935, para lutar contra o encerramento das atividades na segunda metade da década de 30, para trazer em 1942 o maior craque do Brasil até aquele momento, para na década de 40 começar a virar o time vencedor que foi o Paulistano até 1929, para iniciar o sonho do Morumbi na década de 50, para finalizar esse sonho e voltar para o sonho dos títulos na década de 70, para sonhar com uma conquista nacional que veio em 1977, para colocar jovens na administração do clube na década de 80, para criar o tão festejado CT da Barra Funda, para sonhar com o Projeto Tóquio, para chegar nas conquistas nacionais na década de 90, para manter-se competitivo em parte da década de 90 contra clubes e suas parcerias, para começar a dar uma virada em 2003 e de novo conquistar o mundo e agora para buscar o sonhado tetra e a sonhada abertura da Copa no Morumbi.

    Por todo esse histórico de lutas Juvenal, saiba que eu e a grande maioria da torcida Tricolor está com você.

    Retroceder Nunca, Render-se Jamais.

    Por Fábio José Paulo (FAJOPA)
    fajopa@gmail.com
    http://www.twitter.com/FAJOPA

    PARABÉNS, MUITO BONITO!!!!!
    UM ABRAÇO.

  2. Marcelo Abdul Says:

    O FAJOPA é espetacular. Um dos maiores são paulinos que eu conheço. Está de parabéns. Agora que o projeto do Morumbi foi aprovado, o Juvenal tem que bancar o que disse. É uma questão de honra o São Paulo reformar o estádio para a Copa. Depois de tantas campanhas de difamação e mentiras (uma das mais sujas que eu vi pela imprensa) o São Paulo vai dar pra trás??? De jeito nenhum. E como o Adalberto Batista disse numa entrevista : “O São Paulo jamais entraria nessa se não tivesse condições de bancar o projeto”. Então acredito que o tricolor vai dar mais um cala boca nessa gente. Mas como nos anos 60 a gente vai sofrer um pouco. Não espere que um projeto desse não resulte em sacrifícios. Mas quem vai ganhar com isso vai ser os nossos filhos e netos são paulinos. Tenha certeza disso caro José Roberto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: