SÓ O RC SALVA!

by

Rogério defende o chute de Gálvan: o tricolor está nas quartas

Falar qualquer coisa sobre o São Paulo FC de hoje é chover no molhado. Ontem diante de um retrancado Universitario do Peru, o tricolor do Morumbi apresentou as mesmas falhas de jogos anteriores: meio campo inóspito e sem criatividade, um ataque inoperante e uma defesa sobrecarregada.  A sorte é que o time peruano é ruim. Uma equipe melhor tecnicamente teria tirado o São Paulo dessa fase de oitavas-de-final.

Cicinho provou hoje porque o técnico Ricardo Gomes o queria na reserva do time. Mal fisicamente, o lateral se arrastava em campo e não conseguia repor o buraco de seu espaço levando perigo a meta de Rogério Ceni. Com a troca dele por Jean, o time melhorou e passou a pressionar. Mas a ansiedade e a falta de sintonia (e de pontaria) do ataque são paulino fizeram com que o jogo se arrastasse exatamente como o Universitario queria. Num morno 0 x 0.

A torcida tricolor pedia “Raça”, mas deveria gritar “técnica”, pois foi a segunda opção que mais faltou aos jogades são paulinos contra um time retrancado como o peruano.  Com a falta de gols,  a partida foi para a roleta dos pênaltis. Uma zebra mostruosa se aproximava do Morumbi quando o capitão Rogério Ceni errou a primeira cobrança. Mas depois o capitão se redimiu com uma defesa na ponta da chuteira no chute de Alva.

Depois do chute certeiro de Hernanes foi a vez do falastrão zagueiro Gálvan bater. O argentino, conhecido no Brasil por atuações medíocres no Santos e no Atlético Mineiro disse a um jornal peruano que o São Paulo “não era tão grande como alguns diziam”. Deve ter se arrependido de ter abrido a boca quando viu Rogério voar como uma pantera e defender o seu chute.

O capitão havia salvo o São Paulo do naufrágio. Com o chute forte de Marcelinho Paraíba e o erro na cobrança de Labarthe, foi só o atacante Dagoberto marcar e deixar mais de 40.000 de torcedores aliviados e felizes. O São Paulo, apesar de todas as suas dificuldades e limitações, está na próxima fase da Libertadores da América. Provavelmente terá a chance de vingar a eliminação do ano passado contra o Cruzeiro do atacante Kléber e do treinador Adílson Batista.

Mas o time do cada vez mais contestado técnico Ricardo Gomes terá de melhorar muito se quiser alcançar vôos mais altos no torneio. A próxima fase será decisiva para que o São Paulo apresente um futebol convincente e que dependa menos dos milagres de seu lendário goleiro. Rogério Ceni escreveu mais um capítulo inesquecível na história tricolor, apesar de toda o pragmatismo e covardia de seu técnico. O seu jogo 901 pelo tricolor  não poderia terminar de forma melhor.

Anúncios

2 Respostas to “SÓ O RC SALVA!”

  1. Geraldo "JASON" Lina Says:

    Esse é o cara, o mito. Inigualável.
    Ave Rogério !
    ***(*) ******(*)

  2. Marcelo Abdul Says:

    Um dos maiores goleiros do futebol mundial. Sem mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: