“LAISSEZ FAIRE, LAISSEZ ALLER, LAISSEZ PASSER”

by

Robert vence duas vezes Rogério: O São Paulo perde mais um clássico

Uma pergunta que eu faço ao Juvenal e a toda cúpula são paulina…

Já que vocês não valorizam mais o campeonato paulista, porque  disputam o torneio? Essa conversa de que “Libertadores é mais importante” e o escambau comigo não cola. Todo torneio é importante. Desde futebol de botão até Copa do Mundo. Meu amigo, você tem que dar o sangue e honrar a camisa que você veste. Seja qual torneio for.

No entanto o São Paulo tem disputado o paulista como se disputa um amistoso. Lento, passivo, sem raça e sem alma. Quando dizem que o técnico não tem responsabilidade em mais de 50% no time eu discordo.

Num time com Pelé e Rivelino é uma coisa. Em outro com apenas bons jogadores um técnico tem muita responsabilidade sim, e muita.  Se não fosse assim porque o Palmeiras correu tanto e superou o São Paulo hoje no Parque Antártica?  Aumentaram o salário? Não, trocaram o técnico.

O São Paulo hoje é clone do seu treinador,  um time “gentil” e “liberal” demais para os adversários. Lembrando que Ricardo Gomes é quase um francês nato, o tricolor do Morumbi hoje é uma equipe “laissez faire, laissez aller, laissez passeir” (deixai fazer, deixar ir, deixar passar). Frase histórica do liberalismo econômico mundial.    Vamos falar a verdade, que muitos ainda não tiveram coragem de escrever.  Ricardo Gomes ainda não ganhou nada no mundo do futebol. Foi um fracasso como técnico da seleção pré-olímpica que tinha nada mais nada menos que Diego e Robinho. Não ganhou nenhum título no Brasil e  estava se contentando em dirigir times medianos na França.

Mas a culpa é somente dele? Não, supreendentemente ao contrário do que eu pensava, Xandão tem se revelado um bom jogador e Marcelinho Paraíba tem sido uma grande decepção. O atacante já não é o mesmo dos tempos em que ele e o artilheiro França horrorizavam as defesas adversárias em 2000. Corre muito e pensa pouco.

Xandão ao contrário,  é um atleta bem preparado fisicamente e nasceu para ser um defensor nato. O zagueiro são paulino foi injustmente expulso hoje pelo árbitro quando a partida ainda estava no 0 x 0. Aliás, aquele tal de Rodrigo Martins Cintra é um dos piores juizes que já surgiram na história do futebol brasileiro. Em 2014 ele estará apitando a Copa do Mundo, aguardem!

A diretoria do  São Paulo, desde que brigou com o presidente  Marco Polo Del Nero, está levando o campenato paulista com um certo ar de deboche. Deveria pensar justamente o contrário e esfregar o troféu de campeão na cara do presidente da Federação Paulista pela cafajestagem que ele fez em 2008.

Afinal se o time é bom mesmo ganha os dois, como o próprio São Paulo fez em 2005. No entanto, hoje, o tricolor paulista é um time com crise de identidade. Não sabe com que time joga, não sabe com qual esquema vai atuar e não sabe se vale a pena disputar o paulista.  Não dá pra ficar indeciso por tanto tempo.  Já estamos quase em março e a desculpa de que “estamos formando o time”  vai  ser usada por quanto tempo mais?

Esperamos que por pouco tempo. O Once Caldas vem aí e jogar em Manizales vai ser uma autêntica pedreira. Ahhh Once Caldas. Aquele jogo de 2004 ainda está entalado na garganta.

Anúncios

8 Respostas to ““LAISSEZ FAIRE, LAISSEZ ALLER, LAISSEZ PASSER””

  1. Lesto Says:

    Kr tambem concordo com vc acho que o Soberano tem de ter mais pegada no paulista, mas acho que temos de dar um tempo para o RG o kr pegou o São Paulo nas ultimas colocações do campeonato brasileiro passado e nos colocou na Libertadores, ninguem lembra mas o Muricy teve quatro chances na Libertadores.

  2. Marcelo Abdul Says:

    Sim, não estou pedindo a cabeça do RG. Pelo contrário. Só estou citando os fatos. De todos os times que dirigiu quantos se destacaram? Tá na hora de provar o contrário.

  3. Geraldo "JASON" Lina Says:

    Meteram a mão.

  4. Marcelo Abdul Says:

    Meteram, mas o tricolor não tá joganda nada.

  5. daniel Says:

    Concordo em tudo com sua analize , o time do SPFC esta devendo muito é um time sem ambição , sem garra , totalmente apatico , nao procura uma goleada , se ganhar de 1×0 esta otimo e isso é a cara do treinador , acho até q ele vem bem mas precisa urgentemente definir o esquema e padrao de jogo.

    Classicos e jogos decisivos ganha quem entra com mais vontade , com mais sangue no olho e esse nao é o perfil do nosso treinador , resumindo , ou ele coloca um padrao tatico na equipe e faça ela jogar ou vai ficar muito complicado

  6. William Says:

    verdade abdul , jogar sem vontade num vale num gosto de perder nem no par ou impar , kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    abç!

  7. Marcelo Abdul Says:

    É Daniel. O Ricardo Gomes tá devendo. Nos clássicos e nos momentos decisivos o tricolor abre demais a defesa. Renato Silva de titular é duro de engolir. Existem jogadores irregulares em campo como o Hernanes, o Jorge Vagner e o Cleber Santana. Meio campo ruim é sinônimo de tomar gols.

  8. Marcelo Abdul Says:

    O São Paulo deveria ter essa postura. Mas prefere desdenhar e arranjar desculpa pelo mau futebol do time. O Juvenal investiu como todo mundo queria,mas o time continua capengando.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: