MATURIDADE E GANÂNCIA

by

Sinceramente não queria comentar muito sobre o caso Oscar. Mas com o desenrolar das notícias é impossivel não dar uma opinião.

Não conheço muito bem os bastidores de um time de futebol. Sou um torcedor como qualquer um. Ganho um salário satisfatório e faço das tripas coração para pagar as minhas contas. O meu carro é um “porva” 94. Até aí tudo bem,  acho que todo mundo tem todo o direito de tentar algo melhor para melhorar a sua vida.

Mas nunca, jamais, cuspi no prato em que eu comi. Lembro dos estágios que eu fazia quando tinha acabado de sair da faculdade.  A grana era irrisória. O transporte? Era eu mesmo que pagava.  Mesmo assim ia lá para aprender porque sei que num mercado concorrido 90% do seu sucesso depende da sua própria capacidade. E aprendi muito naquele tempo. Até hoje sou agradecido ao pessoal que me ensinou os “macetes” da profissão. E até hoje é assim. Para você ser grande, você tem que correr atrás e não ser ingrato com quem te ensinou tudo o que você sabe.

Por isso não entendo a atitude do “moleque” Oscar. O sujeito era tratado a pão de mel pela diretoria tricolor. Ganhava um senhor salário quando ainda nem era um profissional. Tinha de tudo para estourar no tricolor do Morumbi e faz uma CAGADA dessa.

Só uma pergunta ao amiguinho..em que mundo você vive cara? A vida é uma troca. Se o São Paulo te trata bem ele vai lucrar com você assim como quando  você for pra um clube da  Europa você vai se beneficiar do que o São Paulo  lhe proporcionou . Todo ambiente de trabalho é assim. Ou você acha que uma empresa como a Globo faz caridade com seus funcionários?

Não entendeu? Tá dodói?

Entendo que todo o jogador possa jogar onde bem quiser. Se o Oscar quiser ir para outro clube, tudo bem. Não tenho nada contra, desde que ele PAGUE o que deve.  Sim, o São Paulo FC tem todo o direito de liberar o atleta, desde que receba o que foi estipulado em contrato. Essa palhaçada da lei Pelé e da justiça do trabalho tem que acabar. O senhor Bertolucci, empresário de Oscar,  é conhecido por aliciar jogadores e colocá-los em outro clube sem pagar a multa. Ele fez a mesma coisa no caso Nilmar.

Portanto ele pode assinar onde quiser. Corinthians ou Rubin Kazan, não importa. Mas ele tem que PAGAR a grana que foi estipulada em contrato.Infelizmente existem empresários e advogados no mundo do futebol especialistas em achar “brechas” em legislações trabalhistas. São os empresários urubus do futebol. Com a capacidade limitada da Fifa em punir casos como esse, gente da estirpe do senhor Kia continua a fazer a festa.  Com a anuência do senhor Blatter. A festa desses canalhas tem que terminar.

Oscar não foi o primeiro. E nem será o último. Lembremos do que fizeram Ronaldinho Gaúcho e Kaká que deixaram os seus clubes aqui no Brasil na míngua, justamente pelo mesmo motivo. Enquanto não exisitir uma legislação brasileira que protega o clube de ataques dos tubarões- empresários o futuro do futebol brasileiro está ameaçado.  Porque se as coisas continuarem desse jeito, os clubes vão constatar que não vale a pena investir nas categorias de base. O Flamengo é um exemplo disso e os próprios torcedores do São Paulo estão começando a questionar o CT de Cotia. Compensa mais comprar os direitos dos jogadores do que formá-los.

Se a Fifa continuar mole com esse tipo de ação maléfica de empresários ligados a gente suspeita e a fundos nebulosos, o futebol vai entrar em uma fase negra. O senhor Blatter precisa tomar medidas  urgentes. Caso contrário muitos mais casos como os do “moleque” Oscar vão surgir.

Quanto ao rapaz, lembro de uma frase do jornalista Jorge Kajuru:

“quem não tem gratidão, não tem caráter”.

ps – tenho lido muita besteira ultimamente. Uma delas é que o São Paulo está colhendo o que plantou ou a frase “quem com ferro fere, com ferro será ferido”. Lembremos que não há nada  que impeça um clube de negociar com um jogador a 6 meses do término do contrato. Isso é permitido pela lei. Outra é que citam o exemplo da contratação de Dagoberto como aliciamento, mas se esqueceram de dizer que o atleta PAGOU a multa estipulada pela justiça do trabalho e foi liberado do Atlético Paranaense.

O caso Oscar é completamente diferente  porque ele acionou a justiça para ser liberado sem PAGAR um tostão por isso. Então existem diferenças sutis que não podem ser colocadas no mesmo barco.

Anúncios

2 Respostas to “MATURIDADE E GANÂNCIA”

  1. Geraldo "JASON" Lina Says:

    O post do JK: Quem com ferro fere, com ferro será ferido, foi muito infeliz. O São Paulo que eu me lembre, jamais retirou algum jogador de outro clube da maneira como querem tirar o Oscar do São Paulo.
    E muito menos do galinhas.
    Se o ditado do sociólogo metido a jornalista for levado ao pé da letra, e se for confirmada neste mes a ida do jogador para o galinhas, o São Paulo vai iniciar uma guerra sem fim contra o galinhas.
    Felizmente, considerando o temperamento polido dos dirigentes TRICOLORES isso não vai acontecer.
    Mas e se fosse um Sanchez no comando do Morumbi ?
    Lamentavel a ignorância de certas pessoas no mundo do futebol.
    Parabéns por mais este excelente post.
    ***(*) ******(*)

  2. Marcelo Abdul Says:

    Admiro o Juca mas as vezes eu o chamo de Juca “Kfura” por alguns comentários dele pelos quais não concordo.

    Ele errou ao colocar tudo numa panela só. O engraçado é que ele reclama de algo que ele incentivou e defendeu pra caramba: A liberdade dos atletas de escolher o clube que lhe paga melhor.

    Valeu Lina e obrigado pela força.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: